segunda-feira, 18 de setembro de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - FARO ACTIVO - 22-09-2017

Evento: 216º
Data: 22.09.2017
Local: FARO, Relvado junto ao Forum Algarve
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: No relvado junto ao Forum Algarve e do Teatro das Figuras
Latitude: 37° 1'37.31"N
Longitude: 7°56'40.31"W
Luz: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Vai haver apenas 1 percurso de 10km com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
O percurso vai ter voluntários a indicar o caminho nos cruzamentos principais.
Aquilo que se solicita é que se formem vários grupos, em função dos andamentos, mas que TODOS corram (ou andem onde o declive o exija) sempre acompanhados. ISTO É FUNDAMENTAL!
MEIO DE ILUMINAÇÃO
O percurso atravessa zonas não iluminadas, por isso é FUNDAMENTAL o uso de meio autónomo de iluminação.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em zonas de estrada com tráfego automóvel, incluindo o atravessamento de vários cruzamentos. É FUNDAMENTAL seguir SEMPRE no sentido contrário do trânsito e levar um colete reflector. Pensem na vossa segurança;
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

CALENDÁRIO IPDJ - 2017/2018


domingo, 17 de setembro de 2017

MARCHA DE QUARTEIRA - 17-09-2017

Aí está ele, o Calendário Regional do Programa Nacional de Marcha/Corrida, organizado e patrocinado pelo IPDJ. Já tínhamos saudades destas marchas dominicais e bem avisados andaram os responsáveis do IPDJ e o Presidente da Junta em marcarem e aceitarem organizar em Quarteira a marcha inicial. Palco melhor não há no Algarve. Aquele calçadão é uma sala de visitas onde qualquer actividade fica condenada ao sucesso, tal a beleza da envolvente, com o mar beijando o areal e as palmeiras bordando de sombra partes do calçadão. E foi uma actividade inaugural a contento de todos. Organização excelente, percurso bem delineado, fácil como merece a primeira actividade, recepção bem esgalhada com aquecimento a pedir bis, recepção final ao sabor, já tradicional, da batata doce. Enfim, uma jornada digna e prenunciadora de mais um sucesso para o programa de marchas, velho de 30 anos mas pujante de força, imaginação e inovação.
Vejam as fotos AQUI.

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 06-09-2017

E o Pegadas à 4ª Feira invadiu o Fórum Algarve, para espanto daqueles que, sentados logo ali ao lado na esplanada da Delta, faziam o seu exercício físico de levantamento da bica e relaxamento labial com o cigarro ao canto dos lábios. Pode ser que tenham aprendido algo connosco. Pode ser que tenhamos conquistado alguns adeptos para as nossas caminhadas. 
E lá fomos, cantando e rindo, pela Malvada, passagem superior da 125, passeio ribeirinho, doca de Faro, Largo de S. Francisco e regresso ao Fórum para junto dos atletas dos saldos, da imperial e da "junk food". 
Parabéns ao "Comité Central" pelos pormenores originais que, com bastante frequência, incluem nos eventos.
Vejam as fotos AQUI.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - CACHOPO - 08-09-2017

Evento: 214º
Data: 08.09.2017
Local: Cachopo
Grau dificuldade: DIFÍCIL
Ponto de encontro: No centro de Cachopo. Local exacto a definir em breve (ver foto)
Latitude: -
Longitude: -
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Trajecto no GPSies:
10km
(a publicar em breve)
Vai haver 1 percurso de 10km com grau de dificuldade DIFÍCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com fitas, placas, marcações no chão e coisas a brilhar. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em zonas sem trânsito, pelo que, o uso de colete poderá ser dispensável.
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(LUÍS SANTOS)

terça-feira, 5 de setembro de 2017

1ª MARCHA DO CALENDÁRIO REGIONAL - QUARTEIRA - 17-09-2017


Aí está a primeira marcha do Calendário Regional e logo no privilegiado palco da Praça do Mar em Quarteira. A 2ª marcha será a 24 em frente à PSP de Olhão e organizada pela PSP, no âmbito do Dia Europeu sem Carros. Depois teremos um interregno de 15 dias, devido às eleições autárquicas e no dia 8 de Outubro vamos todos a Portimão à Mamamaratona.
Transcrevo comunicação da Junta de Freguesia de Quarteira:
"Marcha-Corrida Quarteira 2017
Dia 17 de setembro (domingo), na Praça do Mar em Quarteira
O local e a hora de concentração serão às 9h45 na Praça do Mar, com a partida prevista pelas 10h, antecedendo um pequeno aquecimento com Zumba. No final será proporcionado um convívio no qual serão distribuídas batatas-doces e que se prevê terminar pelas 13H00.
Percurso de 4,5km ou 8km
Marcha inaugural do calendário regional do IPDJ - Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P.
Participação gratuita (mas sujeita a inscrição através de formulário digital)
Inscrições AQUI"

sábado, 2 de setembro de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - PEGADAS À 4ª FEIRA - 01-09-2017

Havia o Festival F em Faro? Sim. Mas há ainda quem prefira uma boa noite de exercício físico. E hoje foi uma noite memorável. Uma organização 50 estrelas do grupo Pegadas à 4ª Feira que se propôs e bem colaborar no calendário do Grupo Corridas à 6ª feira. Percurso pela mata do Ludo, muito bem escolhido, passando por alguns lugares emblemáticos tais como o Desfiladeiro do Diabo e o Trilho do Diabo, nomes saídos da imaginação fértil do António Santos. Primeiro a passagem pelo desfiladeiro iluminado por inúmeras luzes e com música a condizer, depois, ah depois, finalmente o diabo apareceu depois de o termos desafiado tantas vezes. E apareceu acompanhado de uma terrível cobra que obrigava os passantes a um desvio ou a uns gritinhos de verdadeiro terror. Tudo muito bem organizado, com marcações irrepreensíveis. E no final? No final conviveu-se até às tantas, na companhia de fruta, bolos, pão, presunto, queijo, cervejas, vinho e imaginem, a Alô Pizza forneceu inúmeras pizzas que foram devoradas pelos ainda assustados corredores. Obrigado Alô Pizza. Obrigado ao António, ao Carlos que gastaram 2 dias a preparar o caminho e a imaginar o cenário. Estas coisas dão muito trabalho e, por vezes, nós que usufruímos dele, não sabemos valorizá-lo.
As fotos estão no local habitual.

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 31-08-2017

A selecção nacional de futebol e o seu jogo com as Ilhas Faroé, o festival F em Faro e o alheamento da população de Boliqueime a tudo o que é exercício físico, proporcionaram uma diminuta participação. É um pouco desmotivador para quem semana após semana, prescindindo do seu descanso, calcorreia os trilhos dos arredores, definindo itinerários, colocando setas e fitas, preocupando-se com a segurança, para que estes poucos se sintam bem e não se percam. Hoje foi a vez das duas Célias a desenvolver esse esforço. Noutros dias passados foram outros, poucos, sempre os mesmos, a preocuparem-se a gastar as poucas energias que lhes restam depois de exaustivos dias de trabalho, sem qualquer benefício pessoal a não ser o prazer de fazer bem aos outros.
Pareceu-nos que o trilho de hoje, pelo menos na parte onde nos colocaram (um carinho do Edgar e da Sónia) foi muito interessante, com as tais subidas que são apanágio daqueles arredores e a passagem em luxuriantes túneis de verde. Até a passagem ao lado da residência do nosso querido E.T. foi pacífica e as ameixas, se as havia, ficaram por lá à espera que uma prisão de ventre daquelas bem secas, recorde ao E.T. as qualidades laxantes do fruto que, tão ciosamente, cultiva no seu quintal.
Ora vejam as fotos AQUI.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 30-08-2017

E a saga continua. Reparem na foto acima e digam se não é uma beleza. Ali podem ver-se gentes de Loulé, S. Brás de Alportel, Gorjões, Estoi e claro, de Faro. Este é um grupo em que todos se sentem bem-vindos. Este é um grupo em que todas as semanas aparecem caras novas, primeiro receosas depois rapidamente integradas. Este é tão somente o maior grupo informal de marcha/corrida sediado numa localidade. Este é um grupo onde se cimentaram amizades que sem ele nunca aconteceriam. Este é um grupo em que se intercalam percursos diversos, de areia, de terra batida, de alcatrão, de mata cerrada, onde por vezes vamos ver os aviões, outras vezes visitamos desfiladeiros, outras túneis onde o diabo pode aparecer, onde encontramos umas belas odaliscas que nos enfrentam numa curva esconsa do caminho, onde pode surgir a qualquer momento uma mesa repleta de garrafas de vinho branco bem gelado, onde uma nesga de mata pode surgir engalanada, qual noite de S. João, com balões. 
Só não temos terrenos propícios aos trepadores, porque ainda não conseguimos adquirir alguma montanha abandonada e rejeitada por um concelho vizinho. Mas tenhamos esperanças, talvez o António Santos, com a sua fértil e desenfreada imaginação, um dia descortine por aí, escondida, a tal famigerada montanha que lhe permita desencantar, não o diabo, mas o abominável homem das neves.
O percurso de hoje levou-nos ao Passeio Ribeirinho, à subida (ou subidinha) até ao centro de Montenegro, às Gambelas e regresso pela estrada da Moto Malta, agora Clube Pontense.
Ora vejam as fotos de hoje AQUI.  

terça-feira, 29 de agosto de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - TRILHO DO DIABO - 01-09-2017

Evento: 213º
Data: 01.09.2017
Local: Universidade Gambelas, Faro
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: Em frente da entrada principal da Universidade do Algarve, pólo das Gambelas, Faro (ver foto)
Latitude: 37° 2'32.45"N
Longitude: 7°58'15.93"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Vai haver 1 percurso de 10km com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com fitas, placas, marcações no chão e coisas a brilhar. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em zonas sem trânsito, pelo que, o uso de colete poderá ser dispensável.
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 24-08-2017

E o Bolis lá vai, periclitante, com altos e baixos, atravessando o seu deserto, reduzido quase exclusivamente ao seu núcleo duro constituído por gentes de fora, fiéis e amigos já que os habitantes locais não apreciam estas saudáveis loucuras nocturnas. Passa-se o mesmo com outros grupos informais de marcha/corrida, cujas participações têm sofrido o mesmo desgaste, talvez devido à proliferação de grupos em tudo quanto é localidade do nosso Algarve. Ou é por atravessarmos a época estival ou então é aquilo que se chama no marketing o "ciclo de vida do produto". Todo o produto tem o seu desgaste e é necessário matá-lo ou reconvertê-lo para que dure mais tempo. O Bolis continua genuíno, amigo, acolhedor, mas será que se justifica tanto trabalho com marcações, tanta dedicação dos seus elementos directivos, para que tal esforço seja usufruído por tão poucos? É que Boliqueime e seus arredores não é como se andássemos em cidade, não basta o organizador dizer que vamos pela rua x, que atravessamos o cruzamento y. Boliqueime, pela orografia dos arredores, pelo inúmeros cruzamentos de trilhos, necessita de marcações perfeitas para que ninguém se perca e fique por ali abandonado ao sabor das estrelas. 
Por ser difícil, por ser trabalhoso, os elementos directivos do Bolis merecem todos os elogios e agradecimentos.
Vejam as fotos de hoje AQUI.

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

PEGADAS À 4ª FEIRA - TRILHO DAS TREVAS - 23-08-2017

No trilho das trevas, nome inventado pelo António Santos, não vimos Sauron, nem Frodo em fuga da sua nefasta influência. Não vimos Christopher Lee e muito menos J.R.R.Tolkien. Não vimos Darth Vader, nem Voldemort. Mas vimos um entusiástico grupo de marchantes alheios a qualquer horripilante protagonista de qualquer história demoníaca, rindo e brincando de tal forma que qualquer senhor das trevas não se atreveria sequer a manifestar-se. 
Por muito que o António insista em trilhos ou desfiladeiros do diabo, das trevas ou do horror (nomes bem sugestivos, dado o local onde se realizam), as Pegadas lá vão cantando e rindo, indiferentes aos cenários que a imaginação delirante do seu líder inventa. Esta nova postura de dar nomes aos trilhos é muito interessante e é mais um pormenor na afirmação do grupo de Faro. 
Hoje foi mais uma jornada pela mata do Ludo e, segundo nos pareceu, por alguns troços nunca dantes percorridos pelo grupo. A mata do Ludo é um manancial de surpresas e, segundo diz o António, ainda há muito mais para descobrir o que significa que as incursões pelo local continuarão sempre com novidades.
Ora vejam as fotos, de hoje, AQUI com um especial agradecimento ao António Santos que nos conduziu pelos ínvios caminhos do Ludo e nos permitiu a reportagem que apresentamos.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA/LET´S GO RUN - CORRIDA BRANCA - 25-08-2017

Evento: 212º
Data: 25.08.2017
Local: AQUASHOW/Vila Sol, Quarteira
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: No AQUASHOW
Latitude: 37° 5'35.06"N
Longitude: 8° 4'18.46"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é DISPENSÁVEL
Vai haver 2 percursos de 8km e 12km com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
O percurso vai estar sinalizado nos cruzamentos com fitas, placas, e coisas a brilhar. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Ambos os percursos passam ao longo de uma estrada que se prevê que tenha pouco ou nenhum trânsito. De qualquer forma, garantir a segurança nunca é demais. GARANTAM QUE SÃO VISTOS!
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(LUÍS SANTOS)

COOL RUNNERS - LOULÉ - 21-08-2017

Depois de um curto período em que a nossa vida esteve sujeita a alguns condicionalismo familiares, retomámos o convívio com os Cool Runners, grupinho que se mantém unido e estável, numa altura em que os diversos grupos informais de marcha/corrida atravessam uma pequena crise derivada do excesso de oferta, o que é muito bom, mas também devido à época estival que atravessamos, com muitas atracções que apelam ao divertimento e não ao esforço físico.
Fizemos hoje o percurso de Santa Luzia, sempre agradável pela visão do Loulé nocturno que do alto do cerro se contempla. A oportunidade de perpetuar em foto aquela visão feérica é tentadora, mas a nossa incompetência não nos permite fazê-lo com mais qualidade. Ousamos fazê-lo e sai o possível que pode ser visto AQUI.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 17-08-2017

Nome do percurso de hoje: "Bem-vindos a todos" (sempre com hífen).
Bem-vindo e Benvindo palavras com som igual mas significados diferentes. 
Bem-vindo, adjectivo, saudação que pretende significar o prazer que nos dá a chegada de alguém. Exemplo - no Bolis todos são bem-vindos.
Benvindo, substantivo, nome de gente. Exemplo - o Sr. Benvindo foi bem recebido no Bolis.
E hoje fomos todos bem-vindos a Boliqueime, mas, que saibamos, não havia por lá nenhum Benvindo ou Benvinda para constatar isso. O percurso de hoje foi muito bem-vindo, com uma temperatura que todos sentiram ser bem-vinda, apesar de ligeiramente quente em contraste com as mal-vindas temperaturas das noites gélidas de inverno. Se hoje o Sr. Benvindo viesse até nós, ele sentir-se-ia entusiasmado e muito bem-vindo. É que o Bolis é um grupo que nasceu há um ano e nele todos são muito bem-vindos. 
Chega de trocadilhos. Seria muito bem-vinda alguma coerência no discurso escrito, mas a esta hora já nada funciona. Ah! o E.T. que se levanta às 5 da manhã não foi incomodado - o caminho foi outro, com umas descidas bem inclinadas e, violando as leis da física, sem subidas - e não tivemos o prazer de passar perto da famosa ameixeira. E, assim, só os figos da Egéria (eram dela?) é que serviram como relaxantes musculares proporcionando, amanhã, uma visita calma e sem esforço ao WC.
Vejam as bem-vindas fotos AQUI.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - LUDO - 16-08-2017

Repetimos o percurso do Ludo a que o António Santos denominou de Caminho Árabe. E as Pegadas são isto mesmo, inovação, imaginação, organização e de vez em quando uma surpresa, pequena ou assim assim, tornando as Pegadas ou alguns dos seus eventos uma caixinha de surpresas. E assim se transformou um pequeno grupo informal de marcha/corrida num razoável grupo de marcha/corrida. Dá gosto frequentar o actual Pegadas, não só pelos percursos como pela unidade entre todos e em que os estreantes certamente se sentirão bem vindos.
Vejam as fotos AQUI.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - OLHÃO - 18-08-2017

Evento: 211º
Data: 18.08.2017
Local: Olhão
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: No Estádio Municipal Olhão (na estrada de saída para Pechão/Estoi)
Latitude: 37° 2'19.85"N
Longitude: 7°51'4.23"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Vão haver 2 percursos de 7km e 12km com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com fitas, placas, marcações no chão e coisas a brilhar. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Ambos os percursos passam ao longo de uma estrada que se prevê que tenha pouco ou nenhum trânsito. De qualquer forma, garantir a segurança nunca é demais. GARANTAM QUE SÃO VISTOS!
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

sábado, 12 de agosto de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - CERRO DE S. MIGUEL - 11-08-2017

O Luís Santos serviu-se de uma resposta, para promover este evento, que o, supostamente, primeiro alpinista a atingir o cume do Everest, George Mallory, teria dito quando lhe perguntaram porque resolveu escalar o maior pico do mundo e ele respondeu: "Porque ele está lá".
Talvez esta seja a melhor frase para definir o que é o grupo Corridas à 6ª feira. Vamos onde o Corridas vai, e porquê? Porque ele existe. Vamos ao cerro de S. Miguel porque o cerro existe e vamos a muitos outros cerros, praias, vilas campos, parques de diversão, porque eles existem e porque é fundamental para a nossa saúde fazer exercício físico.
Lá no alto dos 411 metros do Cerro de S. Miguel, o nosso Everest, tirámos fotos provando que, de noite, por caminhos ínvios, pedregosos, difíceis, empinados, conseguimos lá chegar. 
Foi uma noite extraordinária que nos proporcionaram os Pirilampos de Moncarapacho e o Presidente da Junta, Manuel Carlos. Obrigado pela organização e pelas vitualhas no final bem vindas na recuperação dos depauperados corpinhos.
Vejam as fotos AQUI.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 10-08-2017

Uma senhora apressada resolve ignorar a presença de um sinal de stop e, naquele famigerado segundo, decide o futuro momentâneo de um homem.
Todos nós, por vezes, confiamos na sorte e também não respeitamos, integralmente, tal sinal. Vê-mo-lo ali especado, vigilante, abrandamos e uma rápida mirada à esquerda e à direita autoriza-nos a avançar sem cuidar de verificar a total segurança que só a paragem nos concede. O tal segundo parece-nos suficiente para vermos quem lá vem e o stop deixa de ser um sinal de obrigatoriedade para passar a ser um sinal de arbitrariedade. Esta postura está errada? Claro que sim. A senhora apressada nem esse simulacro de paragem cumpriu. E o nosso amigo Helder, o vassoura do Bolis, que circulava em via prioritária, embateu na viatura da senhora apressada. Resultado: desmaio, internamento e operação à mão esquerda e pé esquerdo, ambos com múltiplas fracturas. 
Homenageámos hoje o nosso vassoura. Sentimos a sua falta, mas sentimo-lo omnipresente nos nossos corações. Põe-te bom rapidamente Helder. Quando regressares iremos propor a designação do percurso do dia de "regresso auspicioso" ou "a vassoura volta a varrer" ou "o invencível Helder".
O Helder pairou invisível em todo o percurso pelo que não nos preocupámos com a qualidade do mesmo e da sua maior ou menor dificuldade. É que outros valores mais altos se levantavam.
Só, já no final, em pleno repouso, é que tivemos um "encontro imediato do 3º grau". Um E.T. apareceu-nos vindo directamente de um planeta desconhecido, com hábitos estranhos e costumes surreais, reclamando pela passagem no caminho publico que margina a sua residência e do ruído (talvez do som das passadas, talvez dos suspiros de cansaço, talvez da sonoridade estridente de algum tubo de escape menos respeitador das pituitárias dos vizinhos) dos nossos marchantes e corredores. Alegava o E.T. que os ruídos que produzimos não o deixavam dormir, ele que tinha de se levantar às 5 da matina, mas cujo cão tem o péssimo hábito de ladrar a quem passa, mesmo que o passante use uns chinelos de quarto almofadados e os lábios colados com super cola 3. Aconselhamos o E.T. a exigir do seu pastor alemão que encerre a estridente goela às 22H00, porque a partir dessa hora é proibido foguetear, bailar, ouvir a Tosca de Puccini, o bacalhau quer alho do Quim Barreiros e o ladrar do melhor amigo, talvez único, do nosso simpático, mas estranho E.T.
Ah! E.T., meu querido, já me esquecia de te avisar que a penitência pelo roubo das ameixas no ano passado, de que nos acusaste (tu lá sabes e quem sou eu miserável mortal, para te desmentir) já terminou. Os meus intestinos voltaram à normalidade depois de meses de intenso corrupio para a casa de banho mais próxima. 
Vejam as fotos AQUI e melhoras rápidas para o nosso querido vassoura.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 09-08-2017

Lá fomos, mais uma vez, ao pulmão verde da cidade de Faro. É sempre muito estimulante andar por aquelas zonas em que o verde nos invade, as salinas nos contemplam e a Ria Formosa nos delicia. Em dia de aniversário da nossa habitual companheira de marcha, a muito querida Maria Antónia Martins, houve confraternização com bolo no final, porque a vida não é só correr e caminhar treinando os músculos das pernas, mas também mastigar para treino das mandíbulas. Para a semana já teremos o nosso "comandante" António Santos. O Carlos Pereira, depois de uma substituição brilhante, assumirá as funções de "secretário geral" que sempre desempenhou muito bem.
Vejam as fotos AQUI.