domingo, 21 de outubro de 2018

MARCHA DE LOULÉ - 21-10-2018

Uma organização esplendorosa da Câmara Municipal de Loulé e da sua Divisão de Desporto. Diversas actividades, em prol dos marchantes, montadas no local de concentração, permitia análises diversas e até massagens. Aquecimento pela inefável Rita Gonçalves. Percurso muito agradável, num misto de estrada e caminhos de terra batida, que satisfez todos. Chegada com a distribuição dos já famosos folhados de Loulé. 
Em suma, uma marcha em que valeu a pena estar presente e em que até a Meteorologia, ao contrário do previsto, esteve, respeitosamente, ausente, curvando-se à excelência apresentada.
Fotos AQUI.

sábado, 20 de outubro de 2018

CORRIDAS À 6ª FEIRA - MATO DE SANTO ESPÍRITO - TAVIRA - 19-10-2018

Nos idos de 69 fui parar a Tavira, depois de uma entrada em Mafra e um estágio delicioso em Lamego. Andei por lá 4 anos, calcorreando a Mata de Sta Rita, as salinas, Sta Catarina da Fonte do Bispo e os arredores da cidade, acompanhado pelos futuros sargentos milicianos a quem transmitia, na minha função de oficial miliciano, alguma capacidade física e, porque não dizê-lo, algum espírito sádico próprio daqueles conturbados tempos. Mas de espíritos só conhecia os que iam nas nossas solidárias cabecinhas de militares temporários. Mato de Santo Espírito nem vê-lo nem conhecê-lo.  E eis que o Corridas à 6ª Feira descobre este Espírito, pareceu-me com muito pouco mato e muito cimento e tijolo, e 50 anos depois uma nova realidade tavirense nos surge inopinadamente. Ai se eu soubesse da existência deste santificado mato. Outros sadismos teriam acontecido, bem mais etéreos e celestiais e talvez menos sádicos dada a natureza do dito cujo.
Pois lá andámos pelo Mato sem Santos e sem Espíritos, com muitos mortais pecadores com excepção daqueles, talvez um ou dois, que hoje se confessaram e que apareceram imaculados de auréola resplandecente brilhando sobre as suas cabecinhas. Os outros pejados do pecado da gula, da inveja e de cobiçar a mulher do próximo, andavam por ali e o espírito não os atentou talvez porque estes pecados não serão assim tão graves. Não vejo onde está o mal em cobiçar a mulher do próximo desde que respeitemos o próximo, ou em comer algo mais substancial, como a bifana no final, ou em invejar o Mercedes da querida menina que nos transportou no regresso. A religião tem de se reformar e transformar estes pecados em diminutos pecadilhos.
Depois desta incursão por terrenos obscuros e do domínio do espiritual e para evitar alguma excomunhão fatal, voltemos à corrida/marcha. Foi uma boa organização do Clube Desportivo do Vale Caranguejo, outro topónimo excêntrico mas muito longe do nome celestial e mais próximo da realidade terráquea. Marcações irrepreensíveis, voluntários a esmo (17). Muito bem esteve a direcção do clube composta por onze elementos e todos eles mulheres. E esta heim!
As fotos de hoje estão AQUI.

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 17-10-.2018

"O mostrengo que está no fim do mar
Na noite de breu ergueu-se a voar"; diria Fernando Pessoa.
Nós, mais, muito mais modestos, diríamos: nesta noite de breu, os Pegadas ergueram-se a caminhar pelos caminhos da mata, pelos campos de golfe e voaram pelas rotundas da Quinta do Lago. O Fernando Pessoa não conhece os novos corredores do asfalto, aqui não há mostrengos, há gente que mesmo numa noite de breu marchou, correu e gozou e parece que gostaram do percurso. Uma miscelânea de terra batida, mata, relva, alcatrão, rotundas, casas senhoriais, tudo o que o nosso Algarve tem de melhor. Enquanto os senhores das mansões bebiam o seu whisky, refastelados nas suas otomanas, a meditarem sobre o saldo de milhões das suas contas bancárias, ou sobre as oscilações do PSI 20, do Nasdaq ou do Dow Jones, os Pegadas, o povo modesto, só pensava no exercício físico. Quem foi mais feliz esta noite? 
Vejam as fotos AQUI.

terça-feira, 16 de outubro de 2018

CORRIDAS À 6ª FEIRA - CLUBE DESPORTIVO VALE CARANGUEJO - TAVIRA - 19-10-2018


Evento: 272º
Data: 19.10.2018
Local: Mato de Santo Espírito, Tavira
Grau dificuldade: MEDIO
Ponto de encontro: Junto ao Campo de Futebol do Mato de Santo Espírito, Tavira, ou da sede do Grupo Desportivo de Vale caranguejo. Próximo do Parque de Exposições de Tavira (ver mapa)
Latitude: 37° 8'23.06"N
Longitude: 7°37'53.61"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Vai haver 1 percurso 12km com grau de dificuldade MEDIO em termos de acumulado de subida. A disponibilidade de um percurso de 6km está ainda sujeita a confirmação.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com fitas, placas, marcações no chão e coisas a brilhar. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Ambos os percursos passam ao longo de uma estrada que se prevê que tenha pouco ou nenhum trânsito. De qualquer forma, garantir a segurança nunca é demais. GARANTAM QUE SÃO VISTOS!
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

APOIO À MARCHA DE LOULÉ - PROGRAMA - 21-10-2018



PRÓXIMA MARCHA DO CALENDÁRIO REGIONAL - LOULÉ - 21-10-2018

Respigamos do "site" da Câmara Municipal de Loulé:

MARCHA CORRIDA LOULÉ 2018
No dia 21 de outubro, às 10h, realiza-se a Marcha Corrida de Loulé, organizada pela Câmara Municipal de Loulé, através do seu Centro Municipal de Marcha Corrida Loulé | Quarteira e integrada no Calendário Regional de Marcha Corrida do IPDJ.

Esta marcha corrida conta com três percursos, um de 5,6Km, 8Km e 10Km.
A concentração da atividade está agendada para as 09h00, com a partida marcada para as 10h00, no Parque Municipal de Loulé.
No local de concentração, os participantes podem também contar com uma “área da saúde” para rastreio (pressão arterial, glicémia, colesterol, etc…) composta por uma equipa de profissionais de saúde do Hospital de Loulé.
Também a Liga Portuguesa Contra o Cancro, organização de referência em Portugal que tem como principal missão o apoio ao doente oncológico, a prevenção do cancro, a promoção da saúde e o estímulo à formação e investigação em oncologia.
Para isso, irá estar presente com uma unidade móvel fazendo rastreio do cancro de pele e promovendo e divulgando informação.
A inscrição é gratuita e pode ser efetuada aqui (obrigatório indicar: nome completo; data de nascimento e contacto) ou no próprio dia, nos serviços de secretariado da atividade.
Contamos com a sua participação. Comprometa-se consigo e venha desfrutar de uma manhã desportiva agradável.

domingo, 14 de outubro de 2018

MARCHA DO IPDJ EM VILA REAL DE STO ANTÓNIO - 14-10-2018

Os condicionalismos que presidiram à realização desta marcha, obrigam-nos a um breve intróito. Vamos a isto:
Parece haver um programa denominado FAM (Fundo de Apoio Municipal) cuja finalidade é a recuperação das Câmaras Municipais em rotura financeira, em linguagem mais popular, falidas e sem dinheiro nem para mandar cantar um pobre cego. Digamos que este famigerado FAM e servindo-nos de uma analogia, talvez exagerada, é uma espécie de Troika que entra pelas Câmaras Municipais em situação difícil e impõe regras e procedimentos que elas têm de cumprir, tendo em vista a sua recuperação financeira. 
Parece ser esta a situação da Câmara Municipal de Vila Real de Sto António. Os motivos dessa situação não são do nosso conhecimento, nem nos compete a nós escalpelizar. 
Com este preâmbulo chegamos aquilo que nos interessa, a realização da nossa marcha integrada no Calendário Regional do IPDJ, que foi definido em Julho deste ano e que mereceu a candidatura de VRSA e a aceitação do IPDJ, por se tratar de uma marcha tradicional, bem organizada e num local paradisíaco. 
Então porque é que, no título deste post, aparece Marcha do IPDJ em Vila Real de Sto António? Estranho não é? Onde fica aqui a Câmara Municipal de VRSA?
Apetece agora sermos cínicos e, sucintamente, debitarmos algo que nos assalta à nossa mente.
1-Parabéns à Câmara Municipal por, na 2ª feira dia 8, ter avisado o IPDJ do cancelamento da marcha no que seria uma imposição do tal FAM, porque o investimento a fazer violava o programa dessa pseudo troika.
O IPDJ, como entidade responsável pelo calendário, compreendeu os condicionalismos da Câmara e, responsavelmente e como tem de responder por todo o Algarve e pelo cumprimento integral do calendário, afirmou que compreendia o problema da Câmara, mas que iria com os poucos meios que dispõe, realizar ele, IPDJ, a marcha. 
2-Parabéns à Câmara Municipal por na 3ª feira ter colocado no Facebook, na página do Centro Municipal de Marcha Corrida do seu concelho, um cartaz anunciando que a marcha iria ser cancelada (cartaz esse já apagado e bem, mas tarde e a más horas - o estrago já estava feito). Repare-se que um dia antes o IPDJ afirmou-lhes que iria realizar a marcha.
3-Parabéns à Câmara Municipal por ter enviado email a todas as Câmaras do Algarve a comunicar o cancelamento da marcha, provocando a desprogramação de autocarros de algumas, como foi o caso de Albufeira, Portimão e Olhão (se falhamos por excesso ou defeito, nesta informação, agradeço nos corrijam). Repare-se, afirmamos novamente, que a Câmara sabia da organização da marcha pelo IPDJ.
4-Parabéns à Câmara Municipal por ter colocado um dos seus técnicos a telefonar para algumas (confirmado por nós), ou todas as Câmaras do Algarve (desconhecemos quantas), na tentativa de desmobilização das pessoas e das autarquias. 
5-Parabéns à Câmara Municipal por ter influenciado os seus próprios moradores e utilizadores do Centro Municipal de Marcha/Corrida (estes estão sempre presentes nas marchas do concelho, envergando, orgulhosamente, as suas camisolas) a não comparecerem nesta marcha (não vimos por lá nenhum e se estava, estaria incógnito). Desconhecemos se houve influência directa, mas o que sabemos e vimos é que o Centro Municipal de marcha Corrida não esteve presente (os Centros são uma criação do IPDJ e o criador merecia melhor atenção).
Em conclusão:
A Câmara Municipal, segundo a nossa opinião, e pelo que ficou escrito, não teve um procedimento correcto, prejudicando uma marcha, prejudicando as pessoas que hoje não realizaram o seu costumeiro exercício físico, passando por cima da entidade que tutela o calendário e tentando boicotar o seu trabalho. 
Parabéns à Câmara Municipal que conseguiu uma meia e muito triste vitória conseguindo reduzir a frequência das pessoas (com ou sem tempestade Leslie, com ou sem outras actividades semelhantes no centro do Algarve) a uns meros 300 participantes. Não estavam à espera de tantos? Lamentamos a vossa desilusão.
Parabéns, estes sim reais e sinceros, ao IPDJ, ao seu Director, aos técnicos e funcionários, entre os quais os que não são da área do desporto, e aos voluntários que não pertencendo aos quadros do IPDJ, prescindiram do conforto dos seus lares, a um domingo, e levantaram no terreno a  marcha perfeita, sem custos, sem acidentes, sem enganos, com alegria e a contento de todos. Para o IPDJ não há FAM. O que há é FOME de desporto, actividade física para todos e consideração pelos seus marchantes dos domingos. 
Parabéns às Câmaras de Loulé e Alcoutim que, apesar da tentativa de desmobilização, estiveram presentes.
As fotos estão no local habitual, AQUI.

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 10-10-2018

Aproxima-se o tempo frio e chuvoso e é natural o regresso à cidade que alberga o maior grupo informal de marcha/corrida. Hoje fizemos o percurso da Rua de Sto António, a misteriosa Estradinha Funda, o castelo, a doca e regresso à "sede social" o Teatro Municipal. Foi muito agradável e creio que batemos o record de presenças (180). Vi por ali algumas caras novas e é entusiasmante verificar o crescimento do grupo só possível porque a divulgação, baseada na qualidade da organização e na diversificação de percursos já corre de boca em boca e esse passa palavra é muito bom e faz com que muitos iniciam a prática saudável do exercício físico, finalidade primeira do Pegadas à 4ª Feira.
 Vejam as fotos no local habitual AQUI.

terça-feira, 9 de outubro de 2018

PRÓXIMA MARCHA/CORRIDA DO CALENDÁRIO REGIONAL - VILA REAL DE STO ANTÓNIO - 14-10-2018


Concentração - Complexo Municipal de Vila Real de Sto António.
Partida às 10H00
Percurso pela Mata Nacional das Dunas Litorais e pela praia (com maré vazia).
Trata-se de uma das mais belas marchas do Calendário regional.
Lá estaremos.

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

CORRIDAS À 6ª FEIRA - QUELFES - 12-10-2018

Evento: 271º
Data: 12.10.2018
Local: Quelfes
Grau dificuldade: MEDIO
Ponto de encontro: No largo da feira em Quelfes
Estacionamento: No largo da feira em Quelfes 
Latitude: 37° 3'25.80"N
Longitude: 7°49'12.53"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Percursos: 12km e 7km
Vão haver 2 percursos de 7km e 12km com grau de dificuldade MEDIO em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com fitas, placas, marcações no chão e coisas a brilhar. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Ambos os percursos passam ao longo de uma estrada que se prevê que tenha pouco ou nenhum trânsito. De qualquer forma, garantir a segurança nunca é demais. GARANTAM QUE SÃO VISTOS!
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

domingo, 7 de outubro de 2018

MARCHA DE PORTIMÃO - MAMAMARATONA - 07-10-2018

Temos um defeito, além de muitos outros, de sermos puristas em relação às marchas integradas no Calendário Regional do IPDJ e este gigantismo de hoje, que remete os nossos marchantes, de todos os domingos, para um percurso quase obrigatório de 6 km, quando o regulamento nos diz que uma marcha deve ter dois percursos, um de cerca de 5 km e outro de cerca de 10 Km, não é muito do nosso agrado. A simultaneidade de provas amadoras de marcha/corrida com provas de classificação, também não é do nosso agrado. Mas a mamamaratona é assim e já atingiu uma projecção que convém manter e potenciar. A nossa opinião não conta e cá estaremos no futuro para voltar a Portimão a este evento onde, desde a primeira hora, nunca falhámos.
A organização, fugindo à monotonia dos anos anteriores, inovou e bloqueou a cidade de Portimão, distribuiu 120 polícias que cortaram as principais ruas da cidade, provocando o caos no trânsito e o desespero daqueles que tinham outras finalidades que não a marcha/corrida. Soube-nos bem o périplo por Portimão, soube-nos bem pisar o alcatrão propriedade dos automóveis, mas, olhando nas ruas laterais vislumbrávamos filas intermináveis de trânsito parado, businadelas de apoio aos marchantes ou de protesto. A primeira hipótese deixa-nos mais aliviados, mas...não havia necessidade. Um horror a ser revisto, sem falta, para futuras organizações. O nosso prazer nunca pode ser o desprazer dos outros e a sensibilização para o cancro da mama, que era o que se pretendia, não pode provocar animosidade mas sim solidariedade.
A organização pretendeu ser excelente e quase atingiu esse desiderato não fosse o aquecimento prematuro pela senhora de sempre (talvez fosse bom inovar também aqui), o arrefecimento logo a seguir, devido a atraso de 15 minutos na partida, e à colocação no terreno dos tais 120 polícias e o encerramento das ruas e a perfeição seria total.
A eficiente separação dos percursos das corridas e da marcha, evitando sobreposições incómodas para quem corre, o apoio logístico no final, com águas e fruta, o entretenimento final com música ao vivo, a mudança do local de concentração, tudo correu bem. 
Em conclusão: organização de dificuldade grande mas muito boa, alterações com sucesso com as excepções mencionadas. 
As nossas fotos AQUI.

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

CORRIDAS À 6ª FEIRA - NERA SEM CERROS - 05-10-2018

Há o Evangelho Segundo Jesus Cristo, do José Saramago e há o NERA sem cerros do Ilídio Valério. Saramago abandonou Portugal depois do seu livro ter sido impedido de concorrer a um prémio internacional pelo Secretário de Estado da Cultura um tal de Sousa Lara, que ninguém sabe já quem foi, enquanto Saramago foi prémio Nobel da Literatura. O Ilídio Valério não aspira a nenhum Prémio Nobel da Organização e Montagem de Percursos, mas hoje teve, tal com Jesus Cristo, a sua Gólgota, o tal cerro onde, supostamente e o que Saramago contesta, Jesus foi crucificado. É que o apóstolo dos cerros, o homem do quanto pior melhor, resolveu sacrificar-se e organizar um percurso todo ele plano e sem grandes dificuldades. Imaginamos o Ilídio, esta noite ao chegar a casa, na sua confortável cama, com insuportáveis insónias, arrependido, flagelando-se pela não satisfação dos seus princípios sádicos. 
Fica aqui um aplauso vibrante ao Ilídio, pelo sacrifício, pela violência inaudita a que se submeteu (ainda bem), pela organização, pela descoberta de caminhos planos entre cerros, pela disponibilidade em preencher um furo que existia no calendário elaborado pelo Luís Santos, outro apóstolo que teima em manter viva esta saga física que beneficia muitos e os faz sair da quietude do lar. 
Ilídio Valério não se flagele mais, nos dias de hoje já não se usa a crucificação, há outros meios mais sofisticados para arrasar alguém. Há o Correio da Manhã e a CMTV e garanto-lhe que o seu nome nunca aparecerá nesses antros de maledicência, porque você não merece.
Vejam as fotos AQUI.

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

FARO. PEGADAS À 4ª FEIRA - 03-10-2018

Luzes na Clareira - mas que título tão sugestivo e poético. Esperávamos uma miríade de luzes espalhadas por uma clareira rodeada de floresta virgem, cerrada, verdejante e quase impenetrável. Mas para aquelas bandas tal não é possível. O fogo passeou-se por ali e ainda não houve tempo para a regeneração verde. Então pensámos que seria uma clareira ou uma série de clareiras ligadas pela imaginação do António. Um espaço limitado por coisa nenhuma, mas imaginado por um visionário que já deu provas de ser isso mesmo, um imaginativo fértil, produtivo, surpreendente. 
Este périplo desta noite fez-nos recordar o grande Almada Negreiros. Não resisto à transcrição deste pequeno texto:

"Pede-se a uma criança: Desenha uma flor! Dá-se-lhe papel e lápis. A criança vai sentar-se no outro canto da sala onde não há mais ninguém. Passado algum tempo o papel está cheio de linhas. Umas numa direcção, outras noutras; umas mais carregadas, outras mais leves; umas mais fáceis, outras mais custosas. A criança quis tanta força em certas linhas que o papel quase não resistiu. Outras eram tão delicadas que apenas o peso do lápis já era demais. Depois a criança vem mostrar essas linhas às pessoas: Uma flor! As pessoas não acham parecidas estas linhas com as de uma flor! Contudo a palavra flor andou por dentro da criança, da cabeça para o coração e do coração para a cabeça, à procura das linhas com que se faz uma flor, e a criança pôs no papel algumas dessas linhas, ou todas. Talvez as tivesse posto fora dos seus lugares, mas, são aquelas as linhas com que Deus faz uma flor"!

Talvez o António seja como a criança do mestre Almada. Deram-lhe uns terrenos, propôs-se a construção de uma clareira, pensou, realizou e na cabeça dele a clareira estava lá. O interessante é que nós também imaginámos essa clareira. As luzes dos marchantes, ao longe, delimitavam-na em substituição da inexistente floresta. Talvez seja com estes terrenos que Deus faz uma clareira. Pelo menos o António Santos faz. E bem.
Quanto ao restante percurso foi bem esgalhado (disseram eles, os das luzes), como sempre.
Fotos AQUI.

terça-feira, 2 de outubro de 2018

PRÓXIMA MARCHA DO CALENDÁRIO REGIONAL - MAMAMARATONA - 07-10-2018

É já no próximo domingo a tradicional Mamamaratona no local habitual, em Portimão. Deixamos aqui a nota da AOA:
"A Mamamaratona tem sido o maior evento de solidariedade a sul do país e de ano para ano a Associação Oncológica do Algarve (AOA) tem como finalidade fazer crescer esta iniciativa, não só em número de participantes como também em qualidade de organização. Assim, a edição deste ano da Mamamaratona será integrada no circuito “Portugal a Correr Portimão”.
Esta Marcha/Corrida (6 kms) terá os importantes objetivos de lutar contra o cancro, em particular da mama; sensibilizar para a prática de um estilo de vida saudável e sensibilizar para a prática de exercício físico, como formas de prevenção do cancro. Sendo um evento solidário, ao organizar a Mamamaratona a AOA pretende ainda angariar fundos para a sua obra em prol do doente oncológico e familiares.
Quanto ao evento “Portugal a Correr Portimão”, o mesmo será organizado pela empresa Global Sport, em parceria com o Município de Portimão, e conta também com a colaboração da Associação de Atletismo do Algarve nas provas de Mini (10 kms) e Meia (21 kms) Maratonas.
Toda esta iniciativa terá ainda atividades e dinâmicas que visam dar maior visibilidade aos parceiros locais e nacionais, tendo como Media Partners Oficiais de todo o circuito a TVI e a TVI24, que oferecem um elevado grau de notoriedade ao evento, pela transmissão dos três percursos, realização de programas, entrevistas e reportagens.
Aliado a todo este conceito desportivo, voltamos a referir o cariz social, pois a causa que nos move é nobre e é graças às entidades que a abraçam que conseguimos levar a mensagem de solidariedade e apoio ao doente oncológico aos cerca de 6000 participantes deste evento, ano após ano".
(Associação Oncológica do Algarve)

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

CORRIDAS À 6ª FEIRA - NERA SEM CERROS - 05-10-2018

Evento: 270º
Data: 05.10.2018
Local: Zona Industrial de Loulé (NERA)
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: Junto ao edifício do NERA (ver foto)
Latitude: 37° 7'47.43"N
Longitude: 8° 2'17.79"W
Luz: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é DISPENSÁVEL
Vai haver 2 percursos, de 12km e 8km, com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos VÃO ESTAR sinalizados nos cruzamentos com placas ou sticks reflectores. Mesmo assim é importante que veja o percurso nos links acima indicados e que coloque todas as dúvidas que tenha com a devida antecedência.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Grande parte do percurso desenrola-se em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em zonas de estrada sem trânsito, pelo que o uso do colete reflector é dispensável;
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

domingo, 30 de setembro de 2018

MARCHA DE QUARTEIRA - 30-09-2018

O encerramento do programa Beactive e a sua Semana Europeia do Desporto, programa sob a égide do IPDJ, que visa promover o desporto e actividade física em toda a Europa, teve este ano lugar em Quarteira. Uma descentralização que se aplaude, porque Portugal não é só Lisboa e também porque o local escolhido mereceu e tem todas as condições para este encerramento. E que bela manhã se passou no Passeio das Dunas. Respirou-se actividade física por todo o lado. Dezenas de modalidades desportivas estiveram presentes e exemplificaram aos visitantes aquilo que sabem fazer. Com a presença de atletas olímpicos de diversas modalidades, as entidades presentes, entre as quais o novo Presidente do IPDJ, Vitor Pataco, a Vice Presidente, Sónia Paixão, o Presidente da Junta, Telmo Pinto, o Director do IPDJ-Algarve, Custódio Moreno, o vereador da Câmara Municipal de Loulé, Carlos Carmo e todo o staff do IPDJ Algarve, encerraram este programa em que a nossa marcha se integrou. Foram cerca de 1.300 os marchantes presentes, numa organização perfeita, num ambiente fantástico e num percurso belíssimo cuja passagem no já famoso e belo calçadão foi o ponto principal. Foi uma bela e muito importante propaganda ao exercício físico. 
As fotos estão AQUI.

sábado, 29 de setembro de 2018

CORRIDAS À 6ª FEIRA - SILVES - 28-09-2018

Excelente organização do pessoal do desporto da Câmara Municipal de Silves, sempre em cima dos acontecimentos e com um controlo absoluto dos corredores/marchantes. Os walkie talkies não tiveram descanso. O percurso com duas opções, uma fácil de 6km e outra bem difícil de 10km, com passagem por um cerro a que ouvi alguém denominar de Tibet. Um incêndio recente transformou parte do percurso em algo dantesco, mas muito belo, com árvores descarnadas que mais pareciam horripilantes fantasmas acantonados entre o negro da queimada, assustando os incautos passantes.
Noite propícia a estes eventos com uma temperatura agradável e, ao contrário de corridas anteriores, com ausência de chuva. 
As fotos podem ser vistas AQUI.

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

MARCHA DE QUARTEIRA - 30-09-2018

Encerramento da Semana Europeia do Desporto no Algarve
30 de setembro, em Quarteira, no Passeio das Dunas 1500 pessoas a praticar Desporto.
No próximo domingo, 30 de setembro, irá decorrer o encerramento da 4ª edição da Semana Europeia de Desporto, que se comemora entre os dias 24 a 30 de setembro, sob o lema #BEACTIVE. Mais um ano em que esta iniciativa conta, em Portugal, com o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo.
A cidade de Quarteira prepara-se para receber o encerramento da Semana Europeia do Desporto numa organização conjunta do IPDJ, da Câmara Municipal de Loulé, Junta de Freguesia de Quarteira, Associações Regionais de Modalidades Desportivas, Associações e Clubes locais, sendo esta mais uma iniciativa da Comissão Europeia cujo objetivo fundamental é a promoção dos benefícios da prática regular de desporto e atividade física, que se celebra em simultâneo por 32 Países Europeus.
Quarteira vai acolher o Algarve Desportivo num grande evento, transformando um cenário nobre da cidade num mega polidesportivo o mais eclético possível conducente a uma prática desportiva saudável ao longo do ano, demonstrando a força do Associativismo Desportivo da Região do Algarve com a presença de inúmeros Clubes e Associações Algarvias, parceiros fundamentais para o sucesso do evento.
Assim, durante a manhã do dia 30 de setembro, entre as 9h00 e as 13h00, o Passeio das Dunas, em Quarteira, será palco do evento de encerramento da Semana Europeia do Desporto. Num total de 25 modalidades desportivas, a população é convidada a usufruir de diversas atividades, numa manhã inteiramente dedicada a promover o desporto e a vida saudável, onde se esperam cerca de 1500 participantes.
Integrada neste megaevento decorrerá a Marcha-Corrida de Quarteira (Marcha da Batata Doce), com concentração às 9h45 no Passeio das Dunas e partida prevista para as 10h. No final, será proporcionado um convívio no qual serão distribuídas batatas doces aos participantes da marcha. 
O Presidente do Conselho Diretivo do IPDJ, I.P., Vítor Pataco, o Presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo, o Presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, Telmo Pinto, e o Diretor Regional do Algarve do IPDJ, I.P. Custódio Moreno, pelas 9h30, irão receber todos os convidados e participantes, oriundos de associações e clubes desportivos, escolas, autarquias, centros municipais de marcha e corrida, ginásios e grupos informais ligados ao desporto. 
A esta grande festa do Desporto também se irão juntar grandes campeões olímpicos, mundiais, europeus e nacionais para partilharem o seu testemunho como embaixadores do BeActive. 

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 26-09-2018



Em dia de aniversário do miserável escriba e do medíocre fotógrafo o Pegadas, mais uma vez surpreendeu e resolveu transmitir muito carinho a quem não merece tanto. Com o coração a transbordar de amor, o cérebro anquilosado de ideias, só restam, ainda em forma, as cordas vocais: OBRIGADO.

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

PRÓXIMA MARCHA DO CALENDÁRIO REGIONAL - QUARTEIRA - 30-09-2018




Marcha-Corrida de Quarteira 2018
No dia 30 de setembro (domingo) decorrerá a Marcha-Corrida de Quarteira 2018 (Marcha da Batata Doce), organizada pela Junta de Freguesia de Quarteira em parceria com a Câmara Municipal de Loulé e o Instituto Português do Desporto e Juventude, este ano integrando as atividades de encerramento da Semana Europeia do Desporto.
Com a praia como cenário, o percurso (5Km ou 10 Km) envolverá também o meio urbano e o campo, tornando-se mais atrativo pela mistura de ambientes que caraterizam a cidade de Quarteira.
O local e a hora de concentração serão às 9h45 no Passeio das Dunas, com a partida prevista pelas 10h00, antecedendo um pequeno aquecimento com zumba. No final será proporcionado um convívio no qual serão distribuídas batatas doces aos participantes.
A entrada é livre e as inscrições poderão ser realizadas presencialmente na Junta de Freguesia de Quarteira ou através do seguinte link de formulário:
https://goo.gl/forms/m6iHmPNeIDqV6mTq2
Para mais informações encontra-se também disponível o e-mail: eventos@jf-quarteira.pt