sexta-feira, 23 de junho de 2017

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 22-06-2017

Foi a marcha/corrida denominada "Núcleo Duro". Uma homenagem singela do Bolis a todos os que constituem a massa aglutinadora dos grupos informais.
Núcleo duro são os vão sempre, ou quase. Núcleo duro são os que ficam para o fim, curtindo as palavras, rememorando os acontecimentos da noite, deleitando-se com a companhia "dura" como eles, sentindo a amizade latente, solidificada por noites de calcorreio, de sã e agradabilíssima convivência. 
Abençoados os núcleos duros de todos os grupos informais. São eles que transportam, bem acesa, a chama viva do exercício físico. 
Hoje o núcleo duro do Bolis ficou, como sempre, para o fim, mas desta vez debaixo do cheiro da chouriça assada. E era vê-los, os duros, moles de corpo depois da caminhada, duros de maxilares, mastigando, deglutindo a deliciosa chouriça (ui! aquela picante, marca AC, excitante q.b., tornando menos moles os moles corpos).
E o percurso de hoje? Sei lá!. A chouriça apagou qualquer recordação.
Ficam as fotos AQUI.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA/MEXE-TE MÓ - OLHÃO - 21-06-2017

Os dois maiores grupos citadinos e informais de marcha/corrida do Algarve, deram continuidade, mais uma vez, ao que foi o primeiro encontro inter grupos no Algarve, em sã e agradável convivência, antecipando o que será, no próximo fim de semana, a excursão de ambos num passeio ao passadiço do Alamal, a Torres Novas e a Tomar.
Mas hoje foi um dia muito especial. Foi o dia em que os "Mózinhos" e os "Pegadas" correspondendo ao apelo dos seus lideres, com pré-aviso de 24 horas, recolheram de suas casas, quantidades enormes de roupa que se destina às vítimas dos incêndios na região centro do país e que foram recolhidas por um natural de Figueiró dos Vinhos, com apoio do Núcleo do Sporting de Faro e supervisão da Associação de Estudantes da Universidade do Algarve. A carrinha depressa esgotou a sua capacidade, sendo necessário o socorro de outro carro para transportar o excedente. E nós no final da caminhada ainda recebemos de uma habitante de Olhão, uma quantidade enorme de sacos que nos apressámos a entregar, quando do nosso regresso a Faro. Há alturas das nossas vidas em que chegamos à conclusão que vale a pena viver e hoje foi um momento em que isso aconteceu. Foi lindo, comovente, arrasador. Desculpem a lamechice, mas uma lágrima furtiva teimava despenhar-se sempre que alguém entregava a sua dádiva. Hoje foi o dia em que sentimos orgulho em pertencermos às Pegadas como grupo da terra onde nascemos e aos Mexe-te Mó por adopção dos seus elementos. A solidariedade evidenciada por quem vive momentos pavorosos de tristeza, desolação e miséria, é digna dos maiores elogios. Bem hajam queridos amigos e amigas. Cada vez gostamos mais de vós.
O percurso, essencialmente citadino, passou por zonas emblemáticas da cidade de Olhão da Restauração. 
E no final, ah! no final, a Pastelaria Arte d´Avô tinha à nossa espera um opíparo lanche. Melhor era impossível. Um agradecimento muito especial ao Luís Pires, esposa e filha pela forma fabulosa como sabem receber, pela simpatia, carinho e amizade pelos marchantes.
Fotos AQUI.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - PRAIA DOS SALGADOS - 23-06-2017

Evento: 202º

Data: 23.06.2017
Local: Praia dos Salgados (Galé)
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: Parque de estacionamento a Norte da praia dos Salgados.
Latitude: 37° 5'6.12"N
Longitude: 8°19'2.54"W
Luz: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Vai haver 3 percursos, de 5km, 8km e 12km, com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com sticks reflectores ou placas. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
Aquilo que se solicita é que se formem vários grupos, em função dos andamentos, mas que TODOS corram (ou andem onde o declive o exija) sempre acompanhados. ISTO É FUNDAMENTAL!
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em algumas zonas de estrada sem berma, onde pode haver trânsito. É FUNDAMENTAL seguir no sentido contrário do trânsito e levar um colete reflector. Pensem na vossa segurança;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

domingo, 18 de junho de 2017

MARCHA DE QUELFES - 18-06-2017

E ... acabou. O Calendário Regional do Programa Nacional de Marcha/Corrida, para a época 2016/17 terminou. E terminou de forma monumental. Uma organização excelente da Junta de Freguesia de Quelfes, com a colaboração do mestre organizador de marchas o inefável Helder Oliveira e a ajuda de cerca de 50 voluntários, entre escuteiros, bombeiros, GNR, elementos da CM de Olhão e Junta de Quelfes. A presença de cerca de 800 marchantes, foi uma moldura humana bem recheada que veio abrilhantar e justificar o que a organização tinha preparado. Além dos percursos de 4 e 9 km, excelentemente marcados, debaixo de um calor tórrido (única premissa fora do controlo da organização) tínhamos à nossa espera, no final, distribuição de um lanche, constituído por sandes de carne assada (atenção a futuras organizações - não comprem nunca a bola de mistura "Pangudi" fornecida pela Alcione-comércio alimentar, Lda, empresa sediada no Parchal. Simplesmente intragável e a 2 dias do final de prazo de validade), sumo e fruta. Também nos foi proporcionado um espectáculo variado de patinadores, música ao vivo e danças de salão que mantiveram os marchantes entretidos e esquecidos da massa por cozer da famigerada sandes, até à retirada para os seus lares.
Presentes autocarros de Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Faro, Tavira, Monchique, Vila do Bispo, Lagoa, S. Brás de Alportel, Lagos, Loulé (2) e Vila Real de Sto António.
Fotos AQUI.

sábado, 17 de junho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - PECHÃO - 16-06-2017

O grupo Corridas à 6ª feira, foi convidado e aceitou estar presente no aniversário do Clube Oriental de Pechão que se comemora este mês no dia 24, esse baluarte do atletismo algarvio, com perto de 150 atletas federados e com resultados sensacionais para um clube de província numa aldeia pequena do interior algarvio. 
E, este ano, o Clube resolveu organizar somente uma marcha a que o grupo Corridas à 6ª feira se aliou de corpo inteiro. Foi uma marcha/corrida com grau de dificuldade médio/alto, cujo ponto principal foi a passagem pelo moinho o ponto mais alto da região. No final convívio, bebidas e bifanas. Noite muito agradável.
Vejam as fotos AQUI.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - CAMINHO ÁRABE - 14.06-2017

O "ISIS" (Indivíduos Sem Intenções Sacanas) ocuparam, momentaneamente, uma nesga de território a oeste da Universidade das Gambelas, sem armas, sem bombas, sem terror, com tshirts, calções e sapatilhas. Um caminho pejado de verde, repleto de arvoredo (até um enorme canavial se debruçava, reverente, à passagem dos invasores), o oposto ao que se encontraria nos domínios do outro ISIS, incutindo nas mentes, a paz, a concórdia e a alegria de viver neste nosso Algarve, pacífico, cada vez mais na moda, cada vez mais um recanto onde tudo é belo, onde todos se sentem seguros e livres.
Este grupo "Pegadas" está a tornar-se um caso sério de popularidade. A imaginação do seu "Comité Central" não tem limites. Em Faro, a maior cidade do Algarve, indiciava a monotonia repetitiva de percursos sempre urbanos, mas das mentes do CC têm surgido alternativas que, agradavelmente, nos surpreendem. Desde a estrada da Malvada, da estação da CP de Almancil, do trilho do diabo, do desfiladeiro do dito cujo, agora este caminho árabe, são lufadas de ar fresco que nos fazem desejar as 4ªs feiras como panaceia das agruras do dia a dia. E, hoje, duas saborosas odaliscas (ou odalascas, ihihih) surgiam do meio do mato, tentando converter os infiéis à sua crença e se não o conseguiram hoje, certamente conseguirão mais tarde, tal o encantamento exercido sobre os passantes. 
Cícero, esse filósofo da antiga Roma, num seu discurso e atacando o revoltoso Catalina, vociferava: "Quosque tandem abutere Catilina patientia nostra" (até quando Catilina abusarás da nossa paciência). Quase apetece violar o sentido da frase de Cícero e transformá-la na seguinte: "até quando António conseguirás surpreender a nossa paciência".
No final as opiniões eram unânimes, o percurso era belíssimo, até aquele alcatrão, emoldurado pelo extenso canavial, merecia elogios.
Ora vejam as fotos AQUI.

MARCHA FINAL - QUELFES - 18-06-2017


É a marcha final do calendário regional para a época 2016/2017.
Informação do IPDJ:
A 41.ª E ÚLTIMA JORNADA (MARCHA FINAL) REALIZA-SE NO PRÓXIMO DIA 18 DE JUNHO EM QUELFES (OLHÃO)
- 08h45 - Concentração e receção dos participantes no Polidesportivo - Mercado de Quelfes
- 09h15 - Aquecimento
- 09h30 - Marcha Corrida
- Tipo do Percurso - campo
- PERCURSO GRANDE - 9 Km
- PERCURSO PEQUENO- 5 Km
- Abastecimento sólidos e líquidos
- Contactos e inscrições:
FREGUESIA DE QUELFES / CÂMARA MUNICIPAL DE OLHÃO (desporto@cm-olhao.pt) 289 700 100
Transcreve-se informação da Junta de Freguesia de Quelfes:
“Alinhamento das atividades de animação para a Marcha Corrida Final Quelfes 2017: das 11h00 às 12h00: Escola de Patinagem artística do Clube Desportivo Os Olhanenses, das 12hh00 às 13h00: Associação Bodydance, DancePoint (danças de salão), das 13h00 às 14h30: encerrando com o cantor Luís Correia a animação continua garantida.
Como já têm sido hábito serão servidas cerca de 1400 refeições para os primeiros inscritos.”
Relembramos a importância da inscrição prévia na atividade a fim de colaborar com as organizações locais no que concerne ao seguro, planeamento das marchas e diminuição do fluxo de inscrições no próprio dia dos eventos.
Percursos:

segunda-feira, 12 de junho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - PECHÃO - 16-06-2017

Evento: 202º
Data: 16.06.2017
Local: Pechão
Grau dificuldade: MÉDIO
Ponto de encontro: No campo de futebol do C.O. Pechão
Latitude: 37° 3'38.23"N
Longitude: 7°52'16.72"W
Luz: é FUNDAMENTAL
Vai haver 1 percurso, de 10km, com grau de dificuldade MÉDIO em termos de acumulado de subida.
O percurso vai estar sinalizado nos cruzamentos com sticks reflectores ou placas. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
Aquilo que se solicita é que se formem vários grupos, em função dos andamentos, mas que TODOS corram (ou andem onde o declive o exija) sempre acompanhados. ISTO É FUNDAMENTAL!
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em algumas zonas rurais sem qualque trânsito, pelo que o uso de colete refletor será dispensável;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(LUÍS SANTOS)

domingo, 11 de junho de 2017

MARCHA DE BENSAFRIM - 11-06-2017

O calendário regional do Programa Nacional de Marcha/Corrida, da época 2016/2017, está a dar as últimas. Falta a marcha final, em Quelfes, no próximo domingo, para as despedidas.  
Em Bensafrim, e debaixo de um calor tórrido mais próprio do mês de Agosto, percorremos os arredores da vila de Bensafrim e antecipámos os festejos do VIII ano da sua elevação a vila, que se comemora no dia 12. 
As dificuldades da marcha foram um pouco exacerbadas pelos marchantes. As distâncias, quer da marcha maior quer na pequena, estavam dentro dos parâmetros definidos pelo IPDJ. O calor que se fez sentir é que não estava dentro das previsões e a organização ainda não tem o poder de interferir nas condições meteorológicas. No final tudo correu sem problemas e todos voltaram para suas casas satisfeitos pelo vencimento da dificuldade que lhes foi apresentado.
Autocarros de Albufeira, Faro, Loulé, Lagos.
Fotos AQUI.

sábado, 10 de junho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - LUDO/PRAIA DE FARO - 09-06-2017

Com futebol à mesma hora, estiveram no parque de estacionamento exterior da praia de Faro, 522 corredores/marchantes. Excelente. 
Foi um percurso sempre do agrado de todos, ou não fosse aquela zona do Ludo e a praia de Faro uma das mais belas do Algarve. O pôr do sol, colocando um vermelhão intenso no céu, o mar calmo, a ausência de vento, foram ingredientes que tornaram esta corrida ainda mais espectacular.
Vejam as fotos AQUI.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

PRÓXIMAS MARCHAS DO CALENDÁRIO REGIONAL - TAVIRA E BENSAFRIM - 09 E 11-06-2017

Sexta-feira:
Marcha nocturna de Tavira:
Concentração - Praça da Republica
Partida-21H30
Organização - Câmara Municipal de Tavira

Domingo:
Bensafrim
Concentração - Parque Urbano de Bensafrim
Partida: 09H30
Organização - Junta de Freguesia de Bensafrim e Barão de S. João


FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 07-06-2017

Mais uma incursão pela mata das Gambelas, esta adiada em tempos, por razões justificadas, e hoje finalmente concretizada. O Desfiladeiro do Diabo, designação feliz, produto da imaginação fértil do António Santos, foi o ponto alto de um percurso belíssimo, feito ainda à luz do dia, o que permitiu apreciar devidamente a envolvente verde, mesclada do amarelo da areia e do vermelhão das arribas, numa miscelânea feérica de luz e cor. Apesar de termos feito parte do caminho de automóvel, tivemos oportunidade de verificar o gigantesco trabalho nas marcações que foi preciso realizar para que todos não tivessem duvidas sobre o itinerário a seguir. Por vezes não nos apercebemos do que está por detrás da realização de um evento desta natureza, das horas perdidas (ou ganhas) na pesquisa, na escolha do percurso, no cálculo dos quilómetros, na marcação, no levantamento da sinalização. Há percursos fáceis de marcar mas há alguns, e hoje foi um deles, que exigem dias de trabalho gratuito em prol de muitos. A dedicação do António e do Carlos na manutenção deste grupo, no seu crescimento, na sua unidade, é de enaltecer. Estamos agradecidos pelo serviço publico que está a ser feito por esta liderança e fazemos votos que ela se mantenha por muitos anos. Obrigado.
Vejam as fotos AQUI.

terça-feira, 6 de junho de 2017

COOL RUNNERS - LOULÉ - 05-06-2017

Uma boa moldura humana para um percurso fácil, mas agradável. O cheiro a chouriça já tocava as glândulas odoríferas e convidava a um percurso curto não fossem as chouriças azedarem ou desaparecerem antes de todos terem chegado. E assim foi, à chegada, o ataque foi avassalador. Chouriça crua e assada, presunto, queijo, vinho, cerveja, tudo voou com precisão matemática, sempre com uma gargalhada apropriada e uma piada bem apimentada, mas inofensiva, proveniente do exímio espontâneo Eurico Lopes. E para terminar em apoteose cantou-se os "parabéns a você" ao Osvaldo Serro, o voluntário mais voluntário de todos os voluntários conhecidos (uf!). O Osvaldo fez anos, levou um bolo delicioso da Pastelaria Arco Iris de Quarteira, uma garrafa de champanhe e outras coisas mais, porque com aquele corpinho o homem não é de poupanças, e todos brindaram à saúde de uma das pessoas mais puras e queridas que nos foi dado conhecer ao longa da nossa já extensa vida. E os Bolis, gente bem imaginativa, levaram uma útil prenda que, certamente, terá uma utilidade muito superior ao prazo de validade, quer do objecto, quer do local onde, certamente o Osvaldo, para gáudio da sua simpatiquíssima esposa, não se fará rogado em aplicar. Fica aqui os nossos votos de longa e saudável vida caríssimo Osvaldo. 
Vejam as fotos AQUI

segunda-feira, 5 de junho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - LUDO, ILHA DE FARO - 09-06-2017

Evento: 201º
Data: 09.06.2017
Local: Ludo, Ilha de Faro
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: No NOVO estacionamento junto à pista do aeroporto, no final do passadiço de madeira de acesso à ilha de Faro
Latitude: 37° 0'55.04"N
Longitude: 7°59'9.30"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Vai haver 2 percursos de 8km, 14km com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos NÃO VÃO estar sinalizados.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Ambos os percursos passam em zonas SEM trânsito.
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

domingo, 4 de junho de 2017

MARCHA DE PORCHES - 04.06-2017

Em Porches, com cheirinho a Verão, já quase em final deste calendário 2016/2017, visitámos a terra dos oleiros, dos homens de cujas mãos têm saído as mais belas peças de artesanato do nosso Algarve. Não é aqui que se fabricam os Porches, nem é aqui que as roupas da marca Lion de Porches são originárias, mas é em Porches que existe a Ermida da Senhora da Rocha, a Igreja Matriz, o famoso Poço Santo, local que as gentes da região sempre consideraram um local sagrado, onde existem os mais belos exemplares de chaminés algarvias, onde existe o típico casario branco de barras azuis como é tradição na nossa província. E foi aqui que marchámos e apreciámos o tipicismo da localidade, os seus arredores, numa organização perfeita, a que não faltou a apoteose final, com laranjas, águas e bolos. 
E o grupo de marchas de Alporchinhos, um dos mais unidos e simpáticos grupos informais de marcha/corrida do Algarve, ainda encheu uma mesa com um bolo brigadeiro, que deveria ter sido promovido a general antes de se sujeitar às dentuças do pessoal,  e uns rissois e chamuças de se lhe tirar o chapéu. 
Enfim, foi uma jornada bem simpática.
Presentes autocarros de Albufeira, Aljezur, Faro, Loulé, Olhão e Monchique.
Ver fotos AQUI.

sábado, 3 de junho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - VALE SILVES - 02-06-2017

Foi a repetição que o fiasco anterior aconselhava. Repetição, palavra que indicia falhanço, erro, falha. Mas repetir algo também pode ser uma necessidade ou um prazer. Repetir a audição de uma música para melhor fixar a melodia, repetir a leitura de um livro para interiorizar melhor o que o escritor quis transmitir, repetir a visualização de um filme para melhor apreensão dos pormenores, repetir a visita a um país estrangeiro como fuga aos estereótipos da primeira visita e descobrir os usos e costumes do povo, ou repetir um trilho em Vale Silves para proporcionar, a quem a chuva afastou no primeiro evento, a visualização das belezas campestres dos arredores de Boliqueime. Sem as grossas gotas de água a escurecer a visão, sem a preocupação dos desvios enlameados e escorregadios da primeira visita, tudo foi mais belo e mais fácil.
Bem avisado esteve o Luís Santos em incentivar o organizador Bolis Walk & Run para esta repetição. Foi muito bom e nós que gostamos de reler um livro, de rever um filme, de repetir uma viagem, sentimo-nos bem felizes por repetir um trilho, de revisitar os locais onde da primeira vez não fomos felizes, graças à água que escorria pela estrada lisa e sem obstáculos da nossa luzidia careca. 
No final o Centro Social Comunitário de Vale Silves, uma IPSS sem fins lucrativos que proporciona apoio domiciliário a idosos, apoio a crianças, promove formação e educação social, animação sócio-cultural e salas de estudo orientado, que merece o nosso respeito pela simpatia com que aceitou receber-nos, tinha à nossa espera saborosas bifanas (7kg de carne foram "à vida") e variados líquidos com que recompusemos os nossos depauperados estômagos, ao mesmo tempo que contribuiamos com algo de útil para tão útil instituição e festejávamos o evento nº 200 do "Corridas à 6ª feira". Parabéns ao Luís Santos, o iniciador de tão valoroso caminho, a alma do grupo. Parabéns, também, a quem ao longo de tantas noites, se voluntariou para que tudo acontecesse. 
O grupo informal Bolis, de Boliqueime foi, mais uma vez, eficiente, perfeito na organização e até o bolo com que festejámos foi adquirido com verbas recolhidas entre os seus elementos. E no final era vê-los a limpar, a arrumar a sala, a lavar o chão para que amanhã o Centro Comunitário abrisse sem vestígios da nossa passagem. Espectacular grupo, nascido numa aldeia pequena, mas com gentes de alma muito grande.
Finalmente uma pequena nota: estes eventos só se realizam porque alguém os idealizou, alguém perdeu tempo a organizá-los, alguém deu tempo do seu tempo a marcar os percursos, a levantar as marcações. Também, por vezes, há alguém que gasta algum dinheiro para nos presentear, no final, com sumos, águas, bolos, laranjas. O que não se entende é que depois de um evento em que tudo é grátis, ainda aparecem alguns que refilam porque não lhes é fornecida água. Caríssimos, levem água de casa, levem algo para comer, porque o normal é não haver nada à vossa espera. Não exijam mais, "please".
Vejam as fotos AQUI.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

PEGADAS À 4ª FEIRA - ANIVERSÁRIO DO NÚCLEO DO SPORTING - 31-05-2017

O Núcleo do Sporting convidou o "Pegadas à 4ª feira" para organizarem uma marcha que seria integrada nas comemorações do seu aniversário. Apesar do secretariado do Pegadas ser adepto do Benfica, demonstrando um assinalável fairplay, imediatamente aceitaram esse encargo e realizaram um evento perfeito. Assistimos, de perto, ao esforço preocupado do António Santos nesta realização, cujo sucesso colocou, no final, na sua face, um sorriso satisfeito e bem merecido. De assinalar a presença massiva do Mexe-te Mó de Olhão e do Pegadas de Faro, e as presenças simbólicas mas bem amigas do Bolis de Boliqueime e dos Cool Runners de Loulé. 
Aguardamos agora o convite da Casa do Benfica e do Porto. E viva a sã convivência entre adeptos de clubes diferentes e a demonstração de que é possível encarar o desporto por aquilo que ele é, uma competição saudável em que o respeito entre adeptos deve ser sempre incentivado. 
Vejam as fotos AQUI.