sexta-feira, 31 de agosto de 2012

TEORIA ECONÓMICA MODERNA



O Nobel da Economia, Prof. Dr. Wass Catar (?), explica bem como se deve pensar a economia actual:
1. Se em Janeiro de 2010 tivessem investido 1.000 euros em acções do Royal Bank of Scotland, um dos maiores bancos do Reino Unido, teriam hoje,com a desvalorização, 29 euros.
2. Se em Janeiro de 2010 tivessem investido 1.000 euros em acções do banco Lehman Brothers (falido), teriam hoje 0 euros.
3. Mas, se em Janeiro de 2010 tivessem gasto 1.000 euros num bom vinho tinto (e não em acções) e tivessem já bebido tudo, teriam, em garrafas vazias, 46 euros.
Conclusão: No cenário económico actual é preferível esperar sentado e ir bebendo um bom vinho. Não se esqueçam que quem sabe beber vive :
-Menos triste; menos tenso; mais contente com a vida.
Pensem nisto e invistam na alegria de viver.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

SUSANA

A “nossa” Susana (sim, essa, a Profª Susana Rodrigues, do IPDJ,IP.) até agora a responsável pelo calendário e acompanhamento do Programa de Marcha e Corrida no Algarve, resolveu mudar-se para a cosmopolita e centralizadora Lisboa. Abriu as asas, levantou voo e consta que vai aterrar no dia 1 de Setembro, ali para os lados do Jamor no Centro Desportivo Nacional, unidade orgânica também do IPDJ,IP., passando a iluminar, com a sua feérica áurea, as actividades desportivas daquela região.
E nós por cá, como ficamos? Com saudade, não a eterna que é para os mortos e ela está bem vivinha, mas a saudade da presença junto de nós aos domingos, do seu sorriso, do seu entusiasmo.
Sabemos que a transferência era um desejo da Susana, da sua vontade de experimentar outros desafios. Só por isso retemos no canto do olho aquela lagriminha teimosa e egoísta, que teima em sair.
Obrigado Susana pelo que representou para nós, marchantes.
O “Marchas no Algarve” deseja as maiores felicidades nas novas funções e fica à espera de uma visita dominical, para um abraço colectivo de todos os marchantes.
Ao nosso, também muito querido, Prof. João do Carmo, que assume a responsabilidade das marchas a partir de agora, e também um companheiro assíduo e simpatiquíssimo, os votos de eficiente continuidade na maratona que se aproxima. Conte connosco.

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

AVISO AOS CONDUTORES

NOVA LEI SOBRE CINTOS DE SEGURANÇA
Em vigor a partir de 01/06/2012 em todo o espaço comunitário (Tem havido alguma tolerância, mas vai acabar em 01/09/2012).
O Conselho Intercomunitário de Segurança na Estrada fez testes exaustivos com o novo cinto de segurança.
Os resultados mostram que os acidentes podem ser reduzidos em 45% quando o cinto é convenientemente instalado e usado.
Instalação correcta ilustrada mais abaixo.
DIVULGUE, PODE AJUDAR A SALVAR MUITAS VIDAS.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

HISTÓRIA INTERESSANTE

No Curso de Medicina, o professor dirige-se ao aluno e pergunta:
- Quantos rins nós temos?
- Quatro! - responde o aluno.
- Quatro? - replica o professor, um arrogante, daqueles que sentem prazer em gozar com os erros dos alunos.
- Tragam um fardo de palha, pois temos um burro na sala. - ordena o professor ao seu auxiliar.
- E para mim um cafezinho! - pediu o aluno.
O professor ficou furioso e expulsou-o da sala. O aluno era Aparício Torelly Aporelly (1895-1971), o “Barão de Itararé” e depois escritor, jornalista e pioneiro do humor político brasileiro.
Ao sair, o aluno ainda teve a audácia de corrigir o irritado mestre:
- O senhor me perguntou quantos rins NÓS TEMOS. NÓS temos quatro: dois meus e dois seus. NÓS é uma expressão usada para o plural. Tenha um bom apetite e delicie-se com o capim.
Moral da História:
A VIDA EXIGE MUITO MAIS COMPREENSÃO DO QUE CONHECIMENTO.
Às vezes as pessoas, por terem um pouco a mais de conhecimento ou acreditarem que o têm, se acham no direito de subestimar os outros...
E haja palha!

domingo, 26 de agosto de 2012

sábado, 25 de agosto de 2012

RECORDAÇÕES


A partir dos 6 minutos e 50 segundos, imagens da marcha final de Faro em 2011. 

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

ESPECTATIVAS

Ontem, na rubrica "Recordar é viver" publicámos as últimas imagens das marchas da época que terminou em Junho. Foram 38 as publicações, tantas como os domingos e feriados em que estivemos juntos marchando "pela nossa saúde".
Vamos continuar a andar por aqui "enchendo pneus", aguardando novidades sobre o reinício e sobre o próximo calendário. Continuem a visitar-nos e serão os primeiros a saber o dia e o local da primeira marcha.
Já tenho saudades das vossas caras risonhas, simpáticas e agora, seguramente, mais morenaças.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

NOVO DIRECTOR DO IPDJ DO ALGARVE


Foi hoje publicada em Diário da República a nomeação do novo diretor regional da Direção Regional do Algarve do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) - Faro. Trata-se do licenciado Luís Miguel Guerreiro Romão, que vem desempenhando o cargo de presidente da Junta de Freguesia de Vila Real de Santo António, desde outubro de 2009.
Luís Romão tem 40 anos de idade, é licenciado em História, pela Universidade Lusíada e tem como formação complementar uma pós-graduação em História de Arte, um curso de formador pelo IEFP e adquiriu também formação pedagógica contínua de formadores pelo Centro de Formação Profissional de Faro.
É professor do quadro de zona pedagógica, tendo lecionado História e História de Arte entre 1995 e 2009. Desempenhou funções de adjunto do presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Stº António de 2009 a 2011 e foi coordenador do Ensino Recorrente Noturno no ano letivo de 2002-2003, entre outros desempenhos, nomeadamente na área do desporto escolar.
(Retirado DAQUI)
O "Marchas no Algarve" deseja, ao agora nomeado, um bom trabalho. Fazemos votos para que mantenha um olhar atento ao programa de marchas do Algarve, essa iniciativa tão meritória que movimenta milhares de pessoas e é um exemplo para todo o país.
O novo Director terá aqui, neste blog, uma colaboração modesta, mas sempre activa, interessada e amiga.

INFORMAÇÃO ÚTIL

sábado, 18 de agosto de 2012

ORAÇÃO DAS MULHERES (ALGUMAS)

Que o mar vire cerveja e os homens aperitivo, que a fonte nunca seque, e que a nossa sogra nunca se chame Esperança, porque Esperança é a última que  morre...
Que os nossos homens nunca morram viúvos, e que os nossos filhos tenham pais ricos e mães gostosas!
Que Deus abençoe os homens bonitos, e os feios se tiver tempo...
Deus....
Eu vos peço sabedoria para entender um homem, amor para perdoá-lo e paciência pelos seus actos, porque Deus, se eu pedir força, eu bato-lhe até matá-lo.
Um brinde...Aos que temos, aos que tivemos e aos que teremos.
Um brinde também aos namorados que nos conquistaram,  aos trouxas que nos perderam, e aos sortudos que ainda vão conhecer-nos! Que sempre sobre, que nunca nos falte, e que a gente dê conta de todos!

Amén
(Julio Machado Vaz)

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

ILUSÃO DE ÓPTICA

Quantos tons de verde existem na figura?
Apesar de parecerem dois tons, na verdade, há só um.

terça-feira, 14 de agosto de 2012

SURPRESAS

Depois de uma noite de amor, ele repara na fotografia de um homem em cima da mesa de cabeceira dela. E começa a ficar preocupado.
-É o teu marido? – pergunta nervoso.
-Não, tonto - responde ela, encostando-se a ele.
-Então é o teu noivo? – insiste ele.
-Não, não é nada – diz ela enquanto lhe mordisca a orelha.
-É o teu pai ou o teu irmão? – pergunta, ansioso pela confirmação.
-Não, não e não. Pões-me ainda mais ardente quando ficas assim preocupado – responde ela.
-Bom, raios, então quem é? – pergunta ele.
-Sou eu…antes da operação!

domingo, 12 de agosto de 2012

RAPIDINHA


A loira ficou feliz quando montou o quebra-cabeças em 6 meses. É que na caixa estava escrito: de 4 a 6 anos.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

UF!

           APENAS A LÍNGUA PORTUGUESA NOS PERMITE ESCREVER ASSIM
Pedro Paulo Pereira Pinto, pequeno pintor português, pintava portas, paredes, portais. Porém, pediu para parar porque preferiu pintar panfletos. Partindo para Portalegre, pintou prateleiras para poder progredir. Posteriormente, partiu para Paderne. Pernoitando, prosseguiu para Portimão, pois pretendia praticar pinturas para pessoas pobres.
Porém, pouco praticou, porque Padre Paulo pediu para pintar panelas, porém posteriormente pintou pratos para poder pagar promessas. Pálido, porém personalizado, preferiu partir para Porto para pedir permissão para pai para permanecer praticando pinturas, preferindo, portanto, Paris. Partindo para Paris, passou pelos Pirineus, pois pretendia pintá-los. Pareciam plácidos, porém, pesaroso, percebeu penhascos pedregosos,
preferindo pintá-los parcialmente, pois perigosas pedras pareciam precipitar-se, principalmente pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para pedirem pousada, provocando provavelmente pequenas perfurações, pois, pelo passo percorriam, permanentemente, possantes potros. Pisando Paris, pediu permissão para pintar palácios pomposos, procurando pontos pitorescos, pois, para pintar pobreza, precisaria percorrer pontos perigosos, pestilentos, perniciosos, preferindo Pedro Paulo precaver-se. Profunda privação passou Pedro Paulo. Pensava poder prosseguir pintando, porém, pretas previsões passavam pelo pensamento,provocando profundos pesares, principalmente por pretender partir prontamente para Portugal. Povo previdente!
Pensava Pedro Paulo:
-Preciso partir para Portugal porque pedem para prestigiar patrícios, pintando principais portos portugueses. Paris! Paris! Proferiu Pedro Paulo. Parto, porém penso pintá-la permanentemente, pois pretendo progredir.
Pisando Portugal, Pedro Paulo procurou pelos pais, porém pai Procópio partira para Província. Pedindo provisões, partiu prontamente, pois precisava pedir permissão para pai Procópio para prosseguir praticando pinturas. Profundamente pálido, perfez percurso percorrido pelo pai. Pedindo permissão, penetrou pelo portão principal. Porém, pai Procópio puxando-o pelo pescoço proferiu:
 - Pediste permissão para praticar pintura, porém, praticando, pintas pior. Primo Pereira pintou perfeitamente prima Petúnia. Porque pintas porcarias?
-Papai, - proferiu Pedro Paulo - pinto porque permitiste, porém, preferindo, poderei procurar profissão própria para poder provar perseverança, pois pretendo permanecer por Portugal.
Pegando Pedro Paulo pelo pulso, penetrou pelo patamar, procurando pelos pertences, partiu prontamente, pois pretendia pôr Pedro Paulo para praticar profissão perfeita: pedreiro! Passando pela ponte precisaram pescar para poderem prosseguir peregrinando.. Primeiro, pegaram peixes pequenos, porém, passando pouco prazo, pegaram pargos. Partiram pela picada próxima, pois pretendiam pernoitar pertinho, para procurar primo Péricles primeiro. Pisando por pedras pontudas, pai Procópio procurou Péricles, primo próximo, pedreiro profissional. Poucas palavras proferiram, porém prometeu pagar pequena parcela para Péricles profissionalizar Pedro Paulo. Primeiramente Pedro Paulo pegava pedras, porém, Péricles pediu-lhe para pintar prédios, pois precisava pagar pintores práticos. Particularmente Pedro Paulo preferia pintar prédios. Pereceu pintando prédios para Péricles, pois precipitou-se pelas paredes pintadas. Pobre Pedro Paulo pereceu pintando. Permita-me, pois, pedir perdão pela paciência, pois pretendo parar para pensar... Para parar preciso pensar. Pensei. Portanto, pronto: Pararei!

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

FINALMENTE...


A Lurdes era muito religiosa e cumpria os mandamentos de Deus.
Casou-se e teve 11 filhos. Depois o marido morreu.

Passado pouco tempo, voltou a casar.
Teve mais 17 filhos. Depois o segundo marido morre.
Cinco semanas mais tarde, a Lurdes morre.

No funeral, o padre, olhando a defunta no caixão, comenta:
-“Ah!.. finalmente juntos”.

Uma velhota que se encontrava perto perguntou:
- “Desculpe padre… mas quando diz finalmente juntos, refere-se à defunta e ao seu primeiro marido, ou à defunta e ao seu segundo marido”?
Responde o padre:
- “Refiro-me aos joelhos da Lurdes”.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

MARCHANDO E RINDO


Um dos nossos marchantes, desempregado, compareceu no Centro de Emprego em Faro, para ver se havia algum trabalho para ele.
Ao chegar, viu um cartaz que dizia “Precisa-se de Assistente de Ginecologista”.
Foi ao balcão e perguntou:
- Pode dar-me mais informações sobre este trabalho?
E o funcionário:
- Com certeza. O trabalho consiste em preparar as pacientes para o exame. Você deve ajudá-las a despir e a lavar, cuidadosamente, as suas partes genitais. Depois faz a depilação dos pelos púbicos com creme de barbear e com uma lâmina novinha. A seguir esfrega, gentilmente, óleo de amêndoas doces, de forma a que elas estejam prontas para ser observadas pelo ginecologista. O salário mensal é de 2.500 Euros. Mas o senhor tem de ir até Tavira.
- É lá o emprego?
- Não... é lá que está o fim da fila !!!...