sábado, 31 de dezembro de 2016

PARA CHATEAR O CAMÕES

Neste fim de ano, recordemos uma ridícula e falhada publicação antiga deste blog que pretendia homenagear os marchantes e corredores do Programa Nacional de Marcha/Corrida que calcorreavam, entusiasticamente, os caminhos deste nosso Algarve. Esta homenagem, nos dias de hoje, ainda mais se justifica, pelo desenvolvimento extraordinário que a actividade física teve, graças à proliferação dos grupos informais de marcha/corrida, cujo expoente máximo é o Corridas à 6ª feira como aglutinador de todos os grupos.


PARA CHATEAR O CAMÕES
Velhos, novos, magros e anafados
Pelas cidades, serras, praias algarvias
Por trilhos nunca de antes caminhados
Venceram estradas, ruas e muitas vias
Por subidas íngremes, esforçados
Gritando, falando, rindo com alegria
Visitámos aldeias, cidades, gentios variados
O avô, o pai, o filho e a tia

E também a memória gloriosa
Dos marchantes que foram espalhando
A força, saúde e alegria fabulosa
De Lagos, Faro, Olhão e Martinlongo
E aqueles que por marchas, orgulhosos
Estão em todas, alegres e cantando
Este blogue espalhará por toda a parte
Se Camões não rejeitar tão pouca arte

Calem-se gabarolas, fortes e fracalhotas
As grandes e gloriosas marchas que fizeram
Calem-se Carlos Lopes, Mamedes e Rosas Motas
A fama das grandes vitórias que tiveram
Porque eu canto a força ilustre dos marchantes
A quem os montes, veredas, vales obedeceram
Cale-se tudo o que esta gente inchada canta
Que o marchante forte ou fraco se alevanta

CORRIDAS À 6ª FEIRA - FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 30-12-2016

E foi a última do ano. Organização impecável do grupo informal Faro, Pegadas à 4ª feira. Marcha/corrida essencialmente citadina, mas agradável, passando por alguns dos pontos mais emblemáticos da capital algarvia, a Doca, a Rua de Sto António, a muralha da cidade e a já famosa estradinha funda. Foi agradável e, apesar do frio intenso, e ser véspera de tirar da naftalina os fatos, gravatas e vestidos, estiveram lá 233 esfuziantes folgazões que assim anteciparam o enterro do famigerado 2016.
Vejam as fotos no local habitual AQUI.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

ALMANCIL NA PASSADEIRA VERMELHA - 29-12-2016

Foi a nossa última marcha/corrida do ano no que respeita aos grupos informais localizados em determinado território. Amanhã será a última do ano e com o grupo Corridas à 6ª feira, grupo sem local fixo de concentração, abrangendo todo o Algarve e agregador de todos os outros grupos.
Hoje percorremos, como em todas as 5ªs feiras, a passadeira vermelha em direcção à Quinta do Lago e terminámos, em apoteose, no café Doce Sabor, convivendo alegremente e mandando o ano 2016 "às malvas".
Grupo simpático, com liderança das irmãs Inácia e Bárbara, que se tem imposto sustentadamente e gradualmente.
Os meus agradecimentos pela simpatia com que nos recebem.
Fotos AQUI.

6ª CORRIDA DE SÃO SILVESTRE - QUARTEIRA - 28-12-2016

(foto do staff organizativo)
Sempre em crescendo esta organização, a 6ª da Corrida de São Silvestre de Quarteira. Um sucesso estrondoso pelo gigantismo, pela perfeição, pelos meios envolvidos, pela escolha do percurso que proporciona uma visão repetida dos atletas pelos espectadores. E, numa noite amena para a prática do desporto, responderam à chamada, mais de 1.000 (1.200, 1.300, 1.500?) atletas, que correram e marcharam pelo calçadão, pelo Passeio das Dunas. E no final a satisfação era geral. Os parabéns aos Quarteira Night Runners. 
Um pequeno reparo: a actuação da GNR, com um dispositivo enorme, controlando todas as entradas de forma eficiente, poderia ter evitado algum excesso de zelo. Neste tipo de eventos a virtude está no equilíbrio e flexibilidade das decisões.  Ainda não eram 19H00 tentámos chegar ao parque de terra batida próximo da meta e o acesso foi-nos vedado (repare-se que a prova só começaria 1H30 depois). Tentámos o acesso junto da Quinta do Romão para aproveitar o parque junto ao mercado e a mesma proibição. Uma credencial do IPDJ (repare-se que o IPDJ tutela todo o desporto não federado do Algarve) não demoveu a autoridade. Fomos assim impedidos de colocar na partida dois painéis do programa Be Active, patrocinado pela União Europeia. O estacionamento no parque de terra batido perto da meta, no parque do mercado, nos estacionamentos na marginal não impediriam o bom desenvolvimento da prova. Seria bom que, no futuro, o corte do trânsito se fizesse bastante mais tarde.
Vejam as fotos em duas partes AQUI e AQUI.

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

CORRIDAS À 6ª FEIRA - FARO, PEGADAS À 4ª - FIM DE ANO - 30-12-2016


Evento: 178º

Data: 30.12.2015
Local: Faro
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: Junto ao teatro municipal de Faro, Teatro das Figuras
Estacionamento: Junto ao Teatro das Figuras
Latitude: 37° 1'31.98"N
Longitude: 7°56'43.42"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Vão haver 2 percursos de 9km e 12km com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos NÃO vão estar sinalizados. Na separação dos percursos irá estar um voluntário a indicar a opção a seguir.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Ambos os percursos passam em zonas onde pode haver algum trânsito. GARANTAM QUE SÃO VISTOS!
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

CORRIDAS À 6ª FEIRA - LOULÉ - NATAL - 23-12-2016

Em véspera da noite de Natal, num dia de derradeiras compras, em dia de estar na cozinha a preparar o repasto de amanhã, em dia de frio intenso, tudo isto junto e a moldura humana é a que se vê acima. Uma organização da Câmara Municipal com o precioso auxílio do grupo Cool Runners, o Corridas à 6ª feira fez justiça a uma organização muito boa. 
Vejam as fotos AQUI.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

CORRIDAS À 6ª FEIRA - NATAL - 23-12-2016

Evento: 177º

Data: 23.12.2016
Local: Loulé
Grau dificuldade: MÉDIO
Ponto de encontro: Junto à CM de Loulé
Estacionamento: Sugere-se no largo junto à estátua Engº Duarte Pacheco
Latitude: 37° 8'20.27"N
Longitude: 8° 1'20.30"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Vai haver 1 percursos de 10km com grau de dificuldade MÉDIO em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com fitas, placas, marcações no chão e coisas a brilhar. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Ambos os percursos passam ao longo de uma estrada que se prevê que tenha pouco ou nenhum trânsito. De qualquer forma, garantir a segurança nunca é demais. GARANTAM QUE SÃO VISTOS!
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

domingo, 18 de dezembro de 2016

MARCHA DE ALBUFEIRA - MARCHA DO PAI NATAL - 18-12-2016

A marcha que antecede o dia de Natal realizou-se, mais uma vez, em Albufeira, a antiga "Vila Branca em Mar Azul" hoje com o mesmo azul, mas um pouco menos de branco, salpicada aqui e ali de outras cores que lhe desvirtuam o título e o passado de aldeia típica piscatória. Albufeira da minha juventude, dos anos 60, da descoberta à época pelos ingleses, liderados por essa figura vencedora do festival da Eurovisão, Cliff Richard. "Congratulations" Sir Cliff. Albufeira onde se viam, atraídos pelo tipicismo, cheiro a mar e a peixe, figuras famosas como Tom Jones, os "Shadows", o Francisco Fanhais, o castiço Carlos Bastos, os pintores Samora Barros e o Bailote, do enorme pesquisador Michel Giacometti, autor do monumental "Cancioneiro Popular Português" de que conservamos, religiosamente, um exemplar, com dedicatória, que deverá ser um dos poucos existentes no país. Albufeira que marcou profundamente a minha juventude, com os torneios de futebol de salão (recordo "Os académicos" com um guarda redes de alta categoria - ahahah - chamado Jorge Lopes) uma equipa de ténis de mesa do Imortal com outro enorme jogador chamado Jorge Lopes (ihihih), uma equipa de atletismo onde pontificavam o grande Carlos Lopes e o Ezequiel Canário, treinada pelo prof. Lara Ramos, dirigida pelo Adelino Ribeiro e por Jorge Lopes (esse mesmo, ahahah), as representações da vida de Cristo com um Cristo de invulgar beleza, ihihih, já adivinharam quem. Sim esse mesmo o JL (nada como uns bons auto-elogios para manter o "astral" elevado, em tempos de algumas dificuldades). Enfim, uma vida cheia, recheada de grandes amigos, o José Pontes, o Leote, o Zacarias Tomé, a Odete, a Paulinha, o Henrique (paz à sua alma), o Zé Correia, a Teresa, a M. Afonso, o padre Alberto Piscarreta (de vistas largas) e muitos mais. 
Hoje é a Albufeira do "Oporto House", dos "wines & spirits", dos "Why Not", dos "Chops Stick", dos "Take away", do "Bank", do "Burger Ranch", dos locais "sport live", dos "ice creams", do "tobacco", das "waffles". Já perdeste o tipicismo, perdeste a genuinidade. Um infeliz Polis deu-te a machadada final. 
Que saudades da Vila Branca em Mar Azul.
A marcha corrida de hoje, citadina, deu-nos a possibilidade de ver algumas nesgas do azul do mar e no percurso maior deu-nos, como diria o Chico Buarque, "tanto mar, tanto mar". Poderia dar-nos mais, se passássemos pelo Cais Herculano, visita sempre agradável. Deu-nos as escadas rolantes, e a vista lá do alto do Pau da Bandeira. E já não foi mau. A capital do turismo tem muito para oferecer e nós gostamos de lá ir sempre e mergulharmos nas recônditas memórias e imaginar o que existia antes naquele local, naquela "steak house", ou naquela "wine shop".
A Câmara Municipal e a sua divisão de desporto mobilizaram cerca de 30 voluntários, que nos proporcionaram um percurso isento de erros e ofereceram-nos um saco com camisola, barrete e um chocolate do Pai Natal. 
Presentes autocarros de Lagos, Alcoutim, Loulé (2), Silves, Tavira, Monchique, Olhão, Faro e a Junta Fteguesia de Porches.
Vejam as fotos AQUI.

sábado, 17 de dezembro de 2016

CORRIDAS À 6ª FEIRA - MONCARAPACHO - 16-12-2016

Estava frio? Sim, estava. É véspera de Natal? Sim, é. Mesmo assim éramos 95 os que guardaram para outras noites as últimas compras desta época dedicada ao desenfreado consumismo. Os Pirilampos escolheram um percurso sem cerros, mas de muito bom gosto. Aquelas veredas circundadas por túneis arbóreos são algo de fantástico. As marcações irrepreensíveis não permitiram qualquer veleidade de seguir por caminhos ínvios e não calculados. Foi uma jornada a todos os títulos muito boa, com um final a que fomos habituados em eventos anteriores, um repasto variado de fruta e bolos dignos da mesa de um vencedor do euromilhões. 
Vejam as fotos AQUI.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

BOLIS WALK & RUN - 15-12-2016

Ontem foi o último evento do Bolis, o 26º neste ano da sua fundação (16 de Junho). Por motivos alheios à nossa vontade não podemos estar presentes. Mas fica aqui a nossa homenagem a um grupo que arrancou bem, continuou bem e esperamos que durante 2017 se mantenha igual.
Começou com a barrigudinha sexy e desembocou nas festas felizes. Começou sexy e acabou o ano em festa. Vagueou pela flor do tomilho, pelo arco da nora, ouviu o trinado do carcavaio, homenageou o José Santiago, foi ao figo, apadrinhou uns e outros, relembrou os homens da paz, olhou para as estrelas, uniu gerações e até regressou às origens. Enfim, um nunca acabar de variados e estimulantes percursos, baptizados de forma imaginativa e às vezes delirante. O Bolis está sólido, ultrapassou, desde a primeira hora, a fronteira da sua freguesia, recebe bem os forasteiros e pespega-lhes nas "fuças" com os arredores com que foram prendados por algum deus benemérito e amigo de subidas, descidas, matos e ribeiras.
Esperamos, expectantes, o ano 2017. Já reservámos todas as 5ªs feiras do ano para o Bolis, assim tenhamos força nas canetas e juízo na cabecinha.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 14-12-2016

Concentração inédita no Castelo Bar, na parte histórica da cidade, hoje denominada de Vila-Adentro, junto às muralhas e com saída para o Largo de S. Francisco. Foi um percurso citadino com passagem pela doca, Rua de Sto António, Avenida 5 de Outubro, estradinha funda, e regresso ao Castelo Bar. A nossa cidade de Faro é bem bonita e uma visita nocturna é sempre agradável. Hoje foi a última marcha de 2016 em Faro, já que na próxima 4ª feira será o jantar de Natal e no dia 28 as Pegadas estarão em Quarteira para a S. Silvestre. Os barretes vermelhos desta caminhada de Natal deram um toque especial a esta marcha/corrida.
Vejam as fotos AQUI.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

PRÓXIMA MARCHA DO CALENDÁRIO REGIONAL - ALBUFEIRA - MARCHA DO PAI NATAL - 18-12-2016



A já tradicional Caminhada Corrida do Pai Natal vai realizar-se no próximo dia 18 de dezembro. A saída dos participantes será no Mercado Municipal dos Caliços pelas 10h00. Estarão disponíveis aos participantes 2 percursos, com distâncias de 5 e 9 km sensivelmente, que poderão ser feitos a correr ou a marchar.
Este evento insere-se Calendário Regional de Marcha e Corrida do Algarve 2016/17 e está integrado no Programa Nacional de Marcha e Corrida do Instituto Português do Desporto e Juventude. A organização é em parceria com diversas autarquias e entidades públicas, entre os quais o município de Albufeira.
São esperados perto de 800 participantes que virão de todos os pontos do Algarve, percorrer as belas ruas da maravilhosa cidade de Albufeira. 
A todos os participantes será oferecido pela Autarquia uma pequena lembrança constituída por uma t’shirt, um gorro do pai natal, um saco mochila e um doce. 
09h45 - Aquecimento
10h00 - Marcha
Tipo do Percurso - urbano /praia 
PERCURSO GRANDE - 9 Km 
PERCURSO PEQUENO- 5 Km 
Abastecimento sólidos e líquidos 
Contactos e inscrições: 
Câmara Municipal de Albufeira 
(desporto@cm-albufeira.pt) 
289 599 505

ANIVERSÁRIO DO BLOG - 13-12-2016

Foi a 13-12-2009 que criámos este blog. A intenção era a publicitação das marchas/corrida tuteladas pelo IDP, hoje IPDJ, inseridas no Calendário Regional do Programa Nacional de Marcha/Corrida. 
Entretanto, com o nascimento dos inúmeros grupos informais de marcha e corrida, o âmbito deste blog estendeu-se a esses grupos, tentando com o nosso modesto contributo, trazer ao conhecimento dos nossos leitores a sua existência e, por este meio, potenciar a frequência das suas actividades.
Hoje, dia do nosso sétimo aniversário, prometemos continuar, com modéstia, sem grandes rasgos literários que não possuímos, mas com prazer.
Até hoje criámos 2.555 publicações e foram efectuadas 428.656 visualizações de páginas. 
Como curiosidade informamos que na página de Facebook, entretanto criada (em 1-12-2012) como complemento a este blog, foram publicadas, desde o dia 1 de Janeiro deste ano, 55.122 fotos num total de 60.259 tiradas. Até esta data, e só este ano, estivemos presentes em 204 eventos o que dá uma média de 4,16 eventos por semana. 
Um abraço a quem tem tido a paciência de nos acompanhar.
A foto que ilustra esta publicação é do meu amigo João Valentim.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

CORRIDAS À 6ª FEIRA - MONCARAPACHO

Evento: 176º
Data: 16.12.2016
Local: Moncarapacho
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: No parque de estacionamento entre o cemitério e o campo de futebol de Moncarapacho ou no local da Feira. Ao entrar em Moncarapacho pelo lado poente, logo a seguir à bomba de gasolina, virar na primeira à direita.  
Latitude: 37° 4'54.44"N
Longitude: 7°47'19.98"W
Luz: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Piso: O percurso tem cerca de 70% alcatrão, 30% terra batida
Vai haver 2 percursos, de 8km e 12km, com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados com sticks reflectores ou placas. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto. Mas é FUNDAMENTAL levar luz, já que esta sinalização só é visível de noite se tiver uma luz a incidir para poder ser reflectida.
Aquilo que se solicita é que se formem vários grupos, em função dos andamentos, mas que TODOS corram ou caminhem sempre acompanhados. ISTO É FUNDAMENTAL!
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em algumas zonas de estrada sem berma, mas com pouco ou nenhum trânsito. Mesmo assim é FUNDAMENTAL seguir no sentido contrário do trânsito e levar um colete reflector. Pensem na vossa segurança;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

COOL RUNNERS - LOULÉ - 12-12-2016

Mais um percurso pelos arredores de Loulé, mais um evento dos Cool Runners que estão bem e recomendam-se. 
Vejam as fotos de hoje no local habitual, AQUI.

domingo, 11 de dezembro de 2016

MARCHA DE ALVOR - 11-12-2016


Num local paradisíaco, num percurso misto de urbano, campo, passadiço de madeira que, durante muitas centenas de metros, se debruça sobre a praia proporcionando uma panorâmica deslumbrante, decorreu esta marcha que teve alguns pormenores que impediram uma satisfação total.
O erro principal decorreu logo na partida em que a falta de indicações, ou de um voluntário no local da primeira rotunda,  fez com que os marchantes enveredassem pelo caminho errado. Não fora a intervenção rápida do Director do IPDJ, que via telefónica comunicou para a cabeça da marcha o erro, fazendo retroceder os marchantes e teria sido um descalabro total. O percurso inicialmente previsto sobejamente publicitado quer via internet, quer em mapas expostos no local, não foi cumprido pela interdição de um dos locais de passagem o que indicia que o percurso não foi devidamente pré percorrido.
Foi no entanto uma boa marcha, num dia de sol e com uma temperatura agradável.
Autocarros presentes: Aljezur, Albufeira, Faro, Castro Marim, Monchique, Olhão, São Brás de Alportel, Silves, Vila do Bispo, Universidade do Algarve e Junta de Freguesia de Porches.
Fotos AQUI.

sábado, 10 de dezembro de 2016

CORRIDAS À 6ª FEIRA - CERRO DA GOLDRA - 09-12-2016

Numa noite de frio, que mais convidava ao aconchego da lareira, vejam a moldura acima. Subiram, subiram, muitos visitaram as antenas do cerro, muitos visitaram o moinho das estrelas e muitos foram aos dois sítios. Uma autêntica festa.
Vejam as fotos no local habitual.

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

PRÓXIMA MARCHA DO CALENDÁRIO REGIONAL - ALVOR - 11-12-2016


A 13.ª JORNADA realiza-se no dia 11 de dezembro em Alvor (Portimão)
- 09h00 - Concentração e receção dos participantes:
Complexo Desportivo de Alvor
- 09h45 - Aquecimento
- 10h00 - Marcha Corrida
- Tipo do Percurso – Urbano / campo
- PERCURSO PEQUENO – 4,5 Km
- PERCURSO Grande – 9 Km
- Abastecimento sólidos e líquidos
- Contactos e inscrições:
Câmara Municipal de Portimão
Paulo.trindade@cm-portimao.pt
282 457 843
Mapas dos percursos:
Coordenadas GPS:
37.126179, - 8.595441
Relembramos a importância da inscrição prévia na atividade a fim de colaborar com as organizações locais no que concerne ao seguro, planeamento das marchas e diminuição do fluxo de inscrições no próprio dia dos eventos
Até Domingo

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

COOL RUNNERS - LOULÉ - 05-12-2016

Retomámos hoje a visita ao grupo mais representativo da cidade de Loulé. Grupo aberto, informal, suportado por voluntários dedicados e imaginativos que sabem receber bem. Na foto acima espelha-se essa característica. No largo do tribunal, quando da foto de grupo, passava ao largo um grupo de marcha de funcionários da Câmara Municipal. Imediatamente os responsáveis dos Cool Runners os convidaram para se juntarem a nós na foto de grupo, convite prontamente aceite. E foram uns segundos de sã convivência, uma união à volta de um interesse que todos partilham - a prática de exercício físico. Foram uns momentos muito bonitos e agradáveis. 
O percurso foi interessante, com duas subidas que proporcionaram uma vista bem luminosa sobre a cidade.
Fotos AQUI.

CORRIDAS À 6ª FEIRA - CERRO DA GOLDRA - 09-12-2016

Evento: 175º
Data: 09.12.2016
Local: Estádio Algarve, cerro da Goldra
Grau dificuldade: DIFÍCIL
Ponto de encontro: No estacionamento do lado Poente do estádio do Algarve (ver foto)
Latitude: 37° 5'24.66"N
Longitude: 7°58'41.40"W
Luz: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Vai haver 2 percursos, de 13km e 10km, com grau de dificuldade DIFÍCIL em termos de acumulado de subida.
Ambos os percursos VÃO ao alto do cerro
Os percursos VÃO ESTAR sinalizados nos cruzamentos com placas ou sticks reflectores. Mesmo assim é importante que veja o percurso nos links acima indicados e que coloque todas as dúvidas que tenha com a devida antecedência.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Grande parte do percurso desenrola-se em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em zonas de estrada onde pode haver trânsito, pelo que o uso do colete reflector é recomendável. Sejam vistos e pensem sempre na vossa segurança;
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

domingo, 4 de dezembro de 2016

CONCURSO TSHIRT MOLHADA

A marcha de Barão de S. João anulada, devido à chuva, recordou-me uma crónica publicada no extinto jornal "O Algarve".
Era assim:
CONCURSO TSHIRT MOLHADA
João (nome fictício a pedido do próprio) é um marchante entusiasta. Nada o impede de comparecer todos os Domingos, faça chuva ou faça sol, nos nossos encontros dominicais.
O João faz-me recordar o meu amigo Paulo que reside numa conhecida aldeia algarvia, ao pé da igreja e na rua que acede ao cemitério. Sempre que um funeral lhe passa à porta o bom do Paulo sai imediatamente de casa e acompanha o féretro, sem mesmo cuidar de saber a identidade do falecido. Um amigo comum costuma dizer que quando não virmos o Paulo a acompanhar o funeral é porque ele vai dentro do caixão. Apesar de mal comparado e da morbidez desta crónica (espero ser perdoado) o João é tal e qual o Paulo. Quando não virmos o João numa marcha é porque essa marcha não existe.
Ora na marcha do dia 29 de Novembro do passado ano, em Espiche, todos estão lembrados que, logo no início, um dilúvio desabou sobre os corajosos marchantes. Muitos desistiram de enfrentar os elementos, abrigando-se nos cafés e telheiros mais próximos, mas o João com o seu tradicional entusiasmo, insensível à chuva, acompanhado pelos habituais e indefectíveis “maduros”, não prescinde do seu dominical exercício físico e lá vai ele à frente do pequeno pelotão de corajosos.
Naquele Domingo o João vestia uma camisola de material sintético, que depois de absorver tanta água se tornou mais rija e abrasiva. O vento e os movimentos da marcha contribuíam para que a camisola roçasse no peito e friccionasse, ferindo, os mamilos endurecidos pelo frio.
No final da marcha, ainda a quente, o João queixava-se que lhe doíam as mamas. Aproveitámos a deixa e insinuámos, malevolamente, que talvez por qualquer fenómeno inexplicável, ele estaria a mudar de sexo, sendo o primeiro sintoma o crescimento anormal dos seios. O João, homem bem-humorado, que aceita todas as brincadeiras, porque sabe da camaradagem e amizade com que são proferidas, mandava-nos, simpaticamente ... “à fava”.
Na marcha do Domingo seguinte, em Albufeira, senti curiosidade em saber do estado de saúde dos mamilos do João e do tratamento que ele lhes tinha dado. O malandro, rindo desalmadamente, conta-me que ainda mantinha, orgulhosamente, a sua masculinidade, que a mudança de sexo não se tinha processado e que os ferimentos nos seios tinham contribuído para um final feliz. Deixo-vos as palavras proferidas pelo João, acompanhadas de saudáveis e ruidosas gargalhadas: “A minha mulher levou a semana toda a besuntar-me os mamilos com vaselina. Foi uma semana fantástica de consequências inconfessáveis. Sabes que vou usar sempre, a partir de agora a mesma camisola e, se não chover, despejarei umas litradas de água no meu peito, até que a minha mulher não desconfie da marosca”.
É este o espírito das marchas. Alegria, brincadeira, amizade e saudável exercício físico. Bastam umas sapatilhas cómodas, uns calções ou fato de treino e uma camisola, para usufruir dos benefícios da marcha e da alegria com que as mesmas decorrem.
(Jorge Lopes)

MARCHA DE BARÃO DE S. JOÃO - ANULADA - 04-12-2016

As condições agrestes do tempo, com chuva forte e continuada, aconselharam ao cancelamento da marcha. Tal decisão foi tomada de acordo com a entidade organizadora, o Presidente da Junta, Duarte Nuno,  e o IPDJ, na pessoa do seu Director Dr. Custódio Moreno e do técnico João Alcanena.
O estado caótico dos caminhos, a chuva forte poderiam colocar em risco a segurança das pessoas, pelo que julgamos plenamente justificada a decisão. Tirámos algumas fotos no bar do Centro Cultural unicamente como testemunho da nossa presença. 
Autocarros presentes: Albufeira, Faro, Olhão, Loulé, Lagos, Aljezur e Junta de freguesia de Porches.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

CORRIDAS À 6ª FEIRA - BENAFIM - 02-12-2016

Foi pena que os homens da meteorologia tivessem incutido o medo nas pessoas. Até parecia que vinha aí o 2º dilúvio universal. Mas tal não aconteceu. Uns chuviscos persistentes, tipo "molha tolos" chatearam mas não incomodaram os corajosos que votaram, no início, por unanimidade e aclamação, a realização do evento. Fizeram justiça ao excelente percurso delineado e marcado pela inefável Margarida Correia a super mulher da União de Freguesias da Tor, Benafim e Querença. E tudo acabou em beleza na sede do Sport Club de Benafim, com um chá bem quente que afastou, logo ali, qualquer hipótese de constipação.
Fotos possíveis e poucas, AQUI.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 01-12-2016

Eram 8H00 da manhã. Como diria Augusto Gil "Batem leve, levemente, como quem chama por mim. Será chuva? Será gente? Gente não é, certamente e a chuva não bate assim". Oh! Augusto, não era neve, não, era mesmo chuva e não batia levemente, batia forte e feio, convidando ao recolhimento do vale de lençóis de onde tínhamos saído para espreitar, e mandar às malvas qualquer triste ideia de ir até Boliqueime. Mas aqui em casa já não damos qualquer credibilidade ao aspecto do céu, aos relâmpagos que ao longe transformavam a ainda noite em dia e ao ribombar dos trovões que fazem com que a nossa gata, cobardolas como é, se anichasse e recolhesse no local mais recôndito da casa. E lá fomos rumo a Boliqueime. Muitos ficaram em casa receosos. Mas alguns não e mandaram à fava a previsão meteorológica e o aspecto fantasmagórico do céu. A foto acima é bem ilustrativa. Reparem nas caras sorridentes dos que fizeram como nós e que saltaram da cama para arriscar uma valente molhadela. E não é que a chuva forte amainou e somente uns miseráveis chuviscos apareciam, a espaços, obrigando a abrir os guarda chuvas mais para protecção dos penteados das senhores do que com receio de chegar ao final encharcados. Foi um percurso não à luz do sol mas à sombra das nuvens baixas, mas igualmente divertido.
No final um panelão rodeava e mantinha quente um caldo verde, que dava para satisfazer uma companhia de soldados em plena recruta. E se havia algum corpinho gelado, deixou de estar. O caldinho escorria pela goela e levava até às unhas encravadas, ou não, dos pés, o seu calor reconfortante. E a chuva regressou somente durante o repasto e quase transformava o caldo verde num carioca, ou num "escorrido" de caldo verde. E era vê-las, elas, as mulheres, debruçadas sobre o panelão, protegendo com o corpo e os guarda chuvas, como se de um recém nascido se tratasse, o precioso manjar. 
E não conseguimos ver o fundo ao tacho.
Ora vejam as fotos AQUI

PEGADAS À 4ª FEIRA - PRAIA DE FARO - 30-11-2016

As previsões de chuva, a ameaça de trovoada, afastou alguns, mais timoratos, da praia de Faro. Em verdade vos digo, como diria o JC, que foi o que perderam. Chuva nem vê-la ou senti-la. Um ventinho suave soprava de leste, uns relâmpagos brilhavam ao longe, bem longe, como que saudando a passagem dos atletas que apreciavam uma maré bem escorrida, transformando a areia, à beira da rebentação, numa quase pista de atletismo. O regresso pelo paredão do Ludo, pelo novel passadiço de madeira, agora menos iluminado, devido ao roubo de dezenas de lâmpadas movidas a energia solar (derramem nos parafusos uns pingos de solda, antes que levem as que restam), a chegada ao estacionamento da praia, onde estava montado um gigantesco copo de água, sem água, claro. E foi a apoteose final, nunca vista em nenhum grupo informal de marcha. Do nada, ou dos porta bagagem dos carros, surgiam chouriças (assadas no local), bolos, pães, garrafas de vinho, tinto, rosé ou doce, jeropiga, fruta, licores, bagaços, sumos de fruta, batatas doces cozidas, 15 litros de caldo verde, queijos diversos, presunto, enfim uma opípara refeição que não trocávamos pelo jantar de gala que o Marcelinho ofereceu ao Filipinho e à Leticiazinha. Em 25 anos que já levamos nesta actividade marchística nunca tínhamos visto nada igual. E até um bolo de aniversário para comemorar os 75 anos do Vitor Santos, apareceu na mesa. E lá cantámos os "Parabéns a Você" ao companheiro de marcha, que viveu intensamente o momento. 
Os elementos respeitaram o aniversariante e os alegres devoradores nocturnos das vitualhas expostas, os relâmpagos mudaram de rumo agora mais ao sul, sobre o oceano e lançavam chispas ajudando à festa. 
E apesar do esforço despendido, apesar da ausência do jantar nos encolhidos estômagos, as sobras foram mais que muitas.
E a chuva, os trovões só surgiram, reverentes, à hora em que estamos a escrever estas palavras simplórias. O respeitinho é muito bonito.
Fotos AQUI.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

PRÓXIMA MARCHA DO CALENDÁRIO REGIONAL - BARÃO DE S. JOÃO - 04-12-2016

A 12.ª JORNADA realiza-se no dia 04 de dezembro em Barão de S. João (Lagos)
Estacionamento: no final da Rua da Mata, junto ao Centro Cultural de Barão de S. João ou no caminho de terra batida (desde Estrada Municipal 535 até à Rua da Mata).
09H00 - Concentração e receção dos participantes no Centro Cultural de Barão de S. João.
09H15 - Aquecimento
10H00 - Marcha
Tipo do Percurso – campo 
PERCURSO GRANDE – 9 Km
PERCURSO PEQUENO – 4,5Km
Abastecimento a meio e no final dos percursos
Contactos e inscrições:
União de Freguesias de Bensafrim e Barão de S. João
(jfbensafrimbarao@mail.telepac.pt)
282 687 175
Relembramos a importância da inscrição prévia na atividade a fim de colaborar com as organizações locais no que concerne ao seguro, planeamento das marchas e diminuição do fluxo de inscrições no próprio dia dos eventos.
Até Domingo

terça-feira, 29 de novembro de 2016

CORRIDAS À 6ª FEIRA - BENAFIM - 02-12-2016

Evento: 174º
Data: 02.12.2016
Local: Benafim
Grau dificuldade: MÉDIO
Ponto de encontro: Junto à sede do Sport Clube de Benafim
Estacionamento: O mais próximo possível da sede do Sport Clube de Benafim.  
Latitude: 37°13'56.03"N
Longitude: 8° 7'14.29"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Vão haver 2 percursos com grau de dificuldade MÉDIO em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com fitas, placas, marcações no chão e coisas a brilhar. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Ambos os percursos passam ao longo de uma estrada que se prevê que tenha pouco ou nenhum trânsito. De qualquer forma, garantir a segurança nunca é demais. GARANTAM QUE SÃO VISTOS.
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

domingo, 27 de novembro de 2016

MARCHA DE MESSINES - 27-11-2016

Uma organização perfeita da Casa do Povo de São Bartolomeu de Messines, uma Casa do Povo actuante, viva e sempre presente na vida diária da localidade onde se insere, na área social, desportiva, educativa, cultural e de lazer. Não nos cabe, nem é esse o âmbito deste blog, escalpelizar em pormenor as actividades desta Casa do Povo, mas os mais interessados podem consultar essas actividades aqui.
A marcha decorreu no percurso habitual, talvez com um pouco menos de  terra batida. A chuva intensa desta noite tornou algumas zonas intransitáveis e bem avisados estiveram os organizadores em tomar tal opção. 
Recepção agradável aos marchantes, apoio excelente durante o percurso, quer em apoio de águas, laranjas e clementinas (três abastecimentos), quer na presença constante de elementos do staff em todo o percurso. Aquecimento inicial muito bom. Oferta de camisolas patrocinadas pela Algarseguros que também garantiu o seguro de todos os marchantes. Perante tal organização e como a chuva se manteve ausente, testemunhámos a satisfação de todos pelo evento que lhes foi proporcionado. Muito bem.
Autocarros de Albufeira, Faro, Olhão, Vila do Bispo, Monchique e JF de Porches.
Fotos AQUI.

sábado, 26 de novembro de 2016

CORRIDAS À 6ª FEIRA - VILAMOURA - 25-11-2016

Justificava-se uma participação maior, mas o pessoal teve medo da chuva. Pois, para quem ficou em casa, informamos que não choveu e também não estava muito frio e ... nem vento. Foi o que perderam. O Corridas à 6ª não pode ser só cerros, calor, ausência de frio. Também é uma visita aos locais onde o turismo mais se faz sentir, mesmo com ameaça de chuva, mesmo com frio e uma oportunidade para mostrar aos visitantes que os portugas sabem tratar, e bem, do seu físico.
Hoje andou-se, essencialmente, pela ciclovia o que também é agradável e pela marina, percurso sempre belo e uma oportunidade para analisar os modelos mais sofisticados de iates e escolher o nosso próximo investimento (?). 
Fotos AQUI.  

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 24-11-2016


TRILHO DO BRIOL - o nome de baptismo de cada trilho é sempre mais um encanto, dentro do encanto que constitui cada evento em Boliqueime. "Briol" pareceu-me mais uma daquelas palavras que não existem nos nossos dicionários, os chamados neologismos. Fui investigar e o dicionário Priberam (vejam na net) diz-nos: briol - cabo de ferrar velas, vinho ordinário, temperatura baixa (frio). Apesar de Boliqueime não se situar muito longe do mar, não me pareceu que por ali andasse algum barco, desencaminhado por alguma desmagnetizada bússola, susceptível de ser encontrado por algum marchante mais atento. Restava-me o vinho e o frio. Vinho ordinário também não porque aquelas gentes não têm nada de ordinário, com a excepção daquela incógnita senhora que insultou os marchantes do Bolis, num vernáculo muito peculiar e impróprio para menores de 80 anos, na sua passagem pelos arredores da sua casa. Nunca por ali vi qualquer zurrapa a ser servida aos visitantes e hoje até bebemos um vinho do Porto bem apaladado. Portanto vinho, não, certamente. Resta o frio. Frio em Boliqueime em dia de Bolis? Hum, não pode ser. O calor humano, que emana daquelas alminhas, transforma qualquer inóspito grau centígrado em suave calor, qual acolhedora lareira que aquece a alma e o corpo dos que estão em seu redor. O que significará então a palavra "Briol"? Nada. É mais uma espécie de neologismo tão frequente no linguajar dos portugas, ou é mais uma invenção do Bolis, semelhante às invenções de tantos e tão belos percursos que nos proporcionam às quintas feiras e que hoje não foi excepção. Apesar de repetirem um percurso já calcorreado em anterior evento (até que enfim uma repetição), de dificuldade fácil, o pessoal gostou. E foram 70 as presenças apesar da temperatura baixa.
Hum! chiça, hoje estava cá um briol! A foto à esquerda é bem elucidativa.
As fotos AQUI.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 23-11-2016

No Pegadas, o nosso António Santos é um faz-tudo, não no sentido apalhaçado do termo, mas no de homem completo. Ele idealiza os percursos, marca-os (com a ajuda importante do Carlos Pereira o nosso brilhante Secretário de Estado), fala às massas e, vejam só, dá o aquecimento (foto ao lado). Um homem orquestra sem o qual todos desafinávamos. Imprescindível.
Depois da exibição do artista (encarem a palavra como um elogio), fomos até ao Montenegro, traseiras do aeroporto, Ramalhete e regresso ao teatro. O frio, finalmente, visitou-nos, mas não foram os miseráveis 9º, nem o Benfica na Turquia, a desanimar a malta e a estabilidade do grupo manteve-se com cerca de 100 presenças. Muito bom. Para a semana a concentração será no parque de estacionamento da ilha de Faro, não no parque exterior mas sim o da ilha, perto da escultura da mota. E parece que vai haver festa. Perfilam-se umas chouriças para assar no local, alinham-se já umas garrafas de tintol para acompanhar e ouvi falar num medronhozito para aquecer a alma e invadir as depauperadas musculaturas.
As fotos de hoje estão AQUI

terça-feira, 22 de novembro de 2016

PRÓXIMA MARCHA DO CALENDÁRIO REGIONAL - MESSINES - 27-11-2016




Hora de partida: 10h
9:00 - Abertura do secretariado
9:45- Aquecimento 
3 percursos devidamente assinalados, um de 9km, um segundo de 5km e de 4km para carrinhos bebés, abastecimento a meio do percurso.
Organização da Casa do Povo de S.Bartolomeu de Messines.
Concentração na Casa do Povo.

Percursos:


segunda-feira, 21 de novembro de 2016

ALMANCIL NA PASSADEIRA VERMELHA - 21-11-2016

Hoje regressámos ao convívio dos Passadeira Vermelha, grupo maduro, estabilizado que, às 2ªs e 5ªs feiras, se junta e pratica exercício físico pela turística Almancil. Às 2ªs feira diversificam o percurso e às 5ªs feira percorrem a passadeira de cor avermelhada, que dá o nome ao grupo, para peões e bicicletas e que chega até à Quinta do Lago.
Grupo simpaticíssimo, gente que recebe bem, prenuncio do que será o jantar de natal do próximo sábado onde iremos estar presentes, com enorme prazer.
O percurso de hoje, que ainda não conhecíamos, foi interessante com uma componente elevada de estrada, muito propício a roladores e a maiores velocidades. Gostámos muito.
Fotos AQUI.

CORRIDAS À 6ª FEIRA - VILAMOURA - 25-11-2016

Evento: 173º

Data: 25.11.2016 - 20H30.
Local: Vilamoura
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: Na praia da Marina, junto ao hotel Ampalius
Estacionamento: No parque de estacionamento junto ao hotel Ampalius
Latitude: 37° 4'21.93"N
Longitude: 8° 7'5.99"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
14km e 10km
Vão haver 2 percursos com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com fitas, placas, marcações no chão e coisas a brilhar. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Ambos os percursos passam ao longo de uma estrada que se prevê que tenha pouco ou nenhum trânsito. De qualquer forma, garantir a segurança nunca é demais. GARANTAM QUE SÃO VISTOS!
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

domingo, 20 de novembro de 2016

MARCHA DE VILA REAL DE STO ANTÓNIO - 20-11-2016

A ameaça de chuva não impediu que mais de 500 marchantes rumassem a Vila Real de Sto António e percorressem a Mata Nacional das Dunas Litorais, pulmão arbóreo de pinheiros e vegetação própria das dunas, situada entre Vila Real de Sto António e Monte Gordo, e percorressem, também umas centenas de metros de praia. E a chuva que até ali tinha poupado os marchantes, resolveu aparecer como se de repente os deuses decidissem que a época balnear já tinha terminado e, vingativos, descarregaram sobre os marchantes uns minutos de chuva e uns sopros mais violentos de vento. Zeus o deus da chuva e Eolo o deus dos ventos, os cretinos, pensavam que afugentavam o pessoal do areal mas enganaram-se. Todo a praia foi percorrida, com o habitual denodo e alegria. Chegados ao pinhal, sobreveio a acalmia, como se a coragem dos marchantes fosse maior que o poder dos deuses e eles, envergonhados, perante a desfaçatez e desprezo demonstrados, metessem o "rabiosque entre as pernas" e fossem chatear outros, menos intrépidos, noutras paragens. 
Foi uma marcha muito bem organizada, que movimentou cerca de 20 voluntários, num percurso sempre agradável, com concentração no Complexo Desportivo, um dos melhores de Portugal, com condições ideais para a prática de diversas modalidades e que alia a funcionalidade das instalações ao clima temperado do nosso Algarve, à proximidade da Mata Nacional, da praia e dos hotéis de Monte Gordo.
Presentes autocarros de Albufeira, Alcoutim, Castro Marim, Faro, Loulé, Olhão a a sempre presente Junta de Freguesia de Porches.
Fotos AQUI.

sábado, 19 de novembro de 2016

CORRIDAS À 6ª FEIRA - CICLOTURISMO - TAVIRA - 18-11-2016

Percurso fácil e interessante. Organização muito boa. Não sabemos quantos estiveram presentes. O que sabemos é que no percurso maior passaram 115 corredores e marchantes. Se outros tantos fizeram o percurso menor então talvez fossem 230 as presenças. Um palpite que vale pouco e a foto também não é elucidativa. 
Recepção final agradável com águas, fruta e bolachas. Especial agradecimento ao presidente do clube organizador, Fernando Gomes, pela disponibilidade, eficiente organização e pelo transporte deste imitador de fotógrafo o que proporcionou a reportagem que pode ser vista AQUI.

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 17-11-2016

Começa a tornar-se entediante os elogios que, semana após semana, vamos fazendo aos percursos escolhidos pelos homens e mulheres do Bolis. E esta noite os elogios não podem deixar de ser feitos mais uma vez. É que acompanhando o aumento das dificuldades, com algumas subidas mais custosas, também os trilhos pejados de arbustos, de árvores formando túneis, de obstáculos quebrando aqui e ali a monotonia do caminho, se é que se pode chamar monotonia ao que nos foi apresentado, tudo hoje foi belo. Nem faltou uma caixa de maçãs colocada à beira do caminho, bem iluminada não fosse algum dos participantes passar ao lado sem a ver, por residente entusiasta e benemérito. Ainda há pessoas que sabem apreciar aqueles que se dispõem a correr ou a marchar, de noite, cuidando da sua saúde pelo exercício físico. 
No final já é também recorrente enaltecer a alegria que reina naquela gente. Nem apetece regressar a casa tal o espectáculo proporcionado por alguns e algumas (não é D. Egéria?) sem maldade, sem agressões verbais, com saudável espírito de comunidade. 
E bebeu-se jeropiga e chá, comeu-se fruta, bolachas e bolos (perdoai-lhes Senhor que eles não sabem o que fazem).
As fotos estão AQUI.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

PRÓXIMA MARCHA DO CALENDÁRIO REGIONAL - VILA REAL DE STO ANTÓNIO - 20-11-2016

A 10.ª JORNADA realiza-se no dia 20 de novembro em Vila Real de Santo António

09H00 - Concentração e receção dos participantes
Parque de estacionamento do Complexo Desportivo de Vila Real de Santo António
09H45 - Aquecimento
10H00 – Marcha (Pista Atletismo do Estádio Municipal de VRSA)
Tipo do Percurso – pinhal /praia 
Contactos e inscrições:
Câmara Municipal de Vila Real de Santo António
(afonso.pereira@cm-vrsa.pt) - 281 510 000
Informação da C. M. Vila Real Santo António:
“A Marcha terá início pelas 10.00h com partida de dentro do Estádio Municipal de Vila Real de Santo António (Pista de Atletismo). 
Os participantes irão percorrer o circuito pedestre do pinhal, podendo optar por um percurso pequeno de 5 km e um grande de 10 km. O itinerário decorre essencialmente nos caminhos do pinhal, embora os participantes também tenham que cruzar a Estrada Municipal 511, a estrada de barro do pontão e areal da praia de Santo António. 
O secretariado do evento, irá funcionar no hall de entrada do Estádio Municipal, onde todos os participantes deverão dirigir-se afim efetuarem a sua inscrição (gratuita). 
O Município de VRSA, como entidade organizadora, disponibilizará um seguro de acidentes pessoais para todos os participantes, que se inscrevam previamente ou se registem no próprio dia no secretariado do evento. 
Também irá ser fornecido a todos os participantes águas e fruta que se encontrarão distribuídos pelos dois postos de abastecimento instalados nos respetivos percursos e Complexo Desportivo. 
O evento contará com o apoio da Policia de Segurança Pública, Guarda Nacional Republicana, Capitania do Porto, Serviço Municipal de Proteção Civil, Bombeiros Voluntários e ICNF”.
Relembramos a importância da inscrição prévia na atividade a fim de colaborar com as organizações locais no que concerne ao seguro, planeamento das marchas e diminuição do fluxo de inscrições no próprio dia dos eventos.
Até Domingo

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 16-11-2016

E o Pegadas continua bem frequentado, pelo menos enquanto o frio não aperta muito e a chuva se mantém noutras paragens. Pela foto e contando com alguma paciência as cabecinhas, serão mais de 100 as presenças. 
Hoje foi um percurso pelo Passeio Ribeirinho, Moto Malta, Estrada da Malvada, Lejana e regresso ao Teatro das Figuras. 
E no final as castanhas assadas e cozidas, maçãs e bananas, a jeropiga e o moscatel. Saudável confraternização, alegria e amizade a rodos. Muito bom como sempre.
Vejam as fotos na nossa página do FB.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

CORRIDAS À 6ª FEIRA - 18-11-2016 - 20H3O

Evento: 172º
Data: 18.11.2016
Local: Tavira, Sede do Cicloturismo
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: Junto à sede do Cicloturismo de Tavira. Ver fotos
Latitude: 37° 7'55.59"N
Longitude: 7°38'35.09"W
Luz: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Percursos: 13km e 8km
Vai haver 2 percursos, de 8km e 13km, com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com sticks reflectores ou placas. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
Aquilo que se solicita é que se formem vários grupos, em função dos andamentos, mas que TODOS corram (ou andem onde o declive o exija) sempre acompanhados. ISTO É FUNDAMENTAL!
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em algumas zonas de estrada sem berma, onde pode haver trânsito. É FUNDAMENTAL seguir no sentido contrário do trânsito e levar um colete reflector. Pensem na vossa segurança;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)
Para quem tem duvidas sobre o local de concentração:

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

COOL RUNNERS - LOULÉ - 14-11-2016

Tenho fases, como a lua.
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.
(Cecília Meireles)

Hoje, dia de lua gigante, ilusão criada pela menor distância da Terra (logo ali à distância de um braço esticado, a 356.000 km de nós. Uma ninharia) que dizem só aconteceu em 1948 e só se repetirá em 25 de Novembro de 2034, os Cool Runners, aproveitando a oportunidade única, resolveram passar pelo santuário de Nossa Senhora da Piedade, local especial com vista sobre a cidade para, hoje, especialmente, cá de baixo, reduzidos à nossa mísera insignificância, apreciarmos o fenómeno. Humildemente vos confesso que tal lua não nos deixou de olhos esbugalhados. Foi mais uma lua, de tantas que temos contemplado nas nossas deambulações nocturnas, tão bela como as outras, digna de ser apreciada como todas, mas não ofuscando o brilhantismo dos terráqueos que saem de casa para marchar debaixo das mais diversas luas, pequenas, médias ou grandes, sem receio e sem vergonha do espectáculo celestial. Olha lua, vai enganar outro!
Não valeu pela lua mas valeu pelo bom percurso, esse sim gigante pela diversidade, pela beleza. Foi uma volta pelo Cadoiço e sua bem tratada ponte, pelos arredores de Loulé, com uma vénia à Mãe Soberana e ala que se faz tarde, em direcção às queijadas, chá e diversos doces, que esta gente não vai em histórias e as calorias deixadas pelos caminhos têm de ser recolocadas no seu devido lugar, as esbeltas cinturinhas e os agradáveis pneus.
Ora vejam as fotos da lua e dos seus admiradores desiludidos, AQUI.