domingo, 30 de abril de 2017

MARCHA DE TAVIRA - 30-04-2017


Tavira, para nós a mais bela cidade do Algarve, a cidade das 37 igrejas, recebeu hoje algumas centenas de marchantes que foram até às remodeladas Quatro Águas, passaram pelas salinas e divertiram-se na Praça da Republica, o centro da cidade, a sua sala de estar, ornamentada pela Câmara Municipal e pela ponte romana, um dos símbolos da cidade que une as duas margens do Gilão. Foi, como já é tradição, uma marcha bem organizada, com sinalização e presença de inúmeros voluntários, que impediram a mínima hesitação na escolha do percurso correcto. 
Os marchantes colaboraram na feitura de um laço, simbolizando e alertando para os maus tratos a crianças, aproveitando o último dia do mês de Abril, mês da prevenção dos maus tratos na infância. 
Vimos por lá gente de Albufeira, Alcoutim, Faro mas não  conseguimos controlar a presença de autocarros, pelo que agradecemos a vossa ajuda.
Vejam as fotos AQUI

sexta-feira, 28 de abril de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - COOL RUNNERS, LOULÉ - 28-04-2017

Já se está a tornar um hábito dizer: "não apareceram? tiveram medo da chuva?" Pois é, mais uma vez a chuva esteve ausente (excepto ligeiras gotas já no final) e a marcha/corrida decorreu de forma exemplar. Percurso excelente (a descida pelo caminho de Sta Luzia, com Loulé a nossos pés, é simplesmente fabulosa).
Marcações dos Cool Runners, com a colaboração do voluntário excelentíssimo Osvaldo Serro, muito boas, complementadas com elementos dos Cool bem distribuídos no terreno. Em suma foi mais uma jornada do Corridas, bem esgalhada.
Vejam as fotos AQUI.

MARCHA DE TAVIRA - O CARTAZ E O PERCURSO - 30-04-2017



quinta-feira, 27 de abril de 2017

PRÓXIMA MARCHA DO CALENDÁRIO REGIONAL - TAVIRA - 30-04-2017


Organização - Câmara Municipal de Tavira
Concentração - Praça da Republica
Partida - 10H00

Transcrevemos comunicação da Câmara Municipal de Tavira:
"Marcha alerta para a prevenção dos maus tratos na infância e juventude
No dia 30 de abril, pelas 10h00, decorre, com partida e chegada na Praça da República, em Tavira, uma marcha distrital alusiva à prevenção dos maus tratos na infância e juventude.
Esta ação integra a campanha de consciencialização da comunidade e da família para os direitos das crianças e dos jovens, a qual tem vindo a decorrer durante este mês. A campanha Laço Azul (Blue Ribbon) surgiu, em 1989, na Virgínia, nos E.U.A., quando uma avó, Bonnie W. Finney, amarrou uma fita azul à antena do seu carro com o intuito de suscitar a curiosidade. A história que Bonnie contou foi trágica e revelou os maus tratos exercidos nos seus netos. O azul simboliza a cor das lesões e deverá servir como um lembrete para a defesa dos mais desprotegidos.
Esta campanha, que começou como a homenagem de uma avó aos netos, expandiu-se e, atualmente, muitos países usam as fitas azuis, durante o mês de abril, em memória daqueles que morreram como resultado de abuso infantil e como forma de apoiar as famílias e fortalecer as comunidades nos esforços necessários para prevenir o abuso infantil e a negligência.
A marcha, inserida no calendário regional do Algarve 2016/2017, trata-se de uma organização do Município de Tavira, com a colaboração da Oficina do Barrocal e parceria do IPDJ".

quarta-feira, 26 de abril de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - PRAIA DE FARO - 26-04-2017

Foi mais um encontro de grupos informais de marcha/corrida, este promovido pelo António Santos, líder do Pegadas à 4ª feira. Aceitaram o convite os grupos Quarteira Night Runners e Caminhadas ao Luar, de Albufeira. Juntou-se também a nós alguns elementos dos Almancil na Passadeira Vermelha, que realizam os seus eventos às 2ªs e 5ªs feiras.
Foi mais um enorme sucesso, que poderia ainda ser maior se as previsões do IPMA não indicassem chuva para a hora da corrida. Felizmente tal não aconteceu e até o apoteótico final se fez sem chuva, mas com as mesas repletas de iguarias que fizeram as delícias do pessoal. 
O percurso é extremamente belo, com passagem pelo Ludo e regresso pela praia que, hoje, mais parecia uma pista de atletismo. Ficam os agradecimentos aos amigos visitantes e aos seus lideres a Lurdes Rafael e o João Espada e ao António Santos que tão bem tem conduzido o grupo de Faro.
Vejam as fotos AQUI.

terça-feira, 25 de abril de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - COOL RUNNERS - LOULÉ - 28-04-2017

Evento: 195º
Data: 28.04.2017
Local: Loulé
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: Em frente ao Tribunal de Loulé
Latitude: 37° 8'16.81"N
Longitude: 8° 1'3.57"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Vão haver 2 percursos de 9km e 11km com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
O percurso VAI ESTAR estar sinalizado.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Ambos os percursos passam em zonas onde pode haver algum trânsito. GARANTAM QUE SÃO VISTOS!
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

MARCHA DO 25 DE ABRIL - VILA REAL DE STO ANTÓNIO

Já se tornou tradição a realização desta marcha em Vila Real de Sto António nesta dia de comemorações. A fabulosa Praça do Marquês de Pombal tem sido, e ainda bem, o palco onde nos reunimos. A passagem pela rua pedonal onde se concentra o comércio local, pela Mata Nacional e pela praia, torna esta marcha uma das mais belas do calendário regional. Ser num feriado, em que proliferam manifestações por todo o Algarve diminui, naturalmente, a frequência, mas é sumamente agradável estar ali, ouvir a música do Zeca Afonso, do José Mário Branco e sobretudo praticar exercício físico.
Vejam as fotos no local habitual.

domingo, 23 de abril de 2017

MARCHA DE FERRAGUDO - 23-04-2017


E foi a tradicional marcha organizada pelo ACD (Associação Cultural e Desportiva de Ferragudo) . O percurso habitual, com passagem por algumas ruas mais emblemáticas da localidade, pelos caminhos circundantes e pela zona onde se vislumbra ao longe a cidade de Portimão, e ali logo ao lado o histórico castelo de São João do Arade. É sempre uma marcha belíssima e um enorme prazer ir até lá. A música ao vivo a aula final de zumba foram pontos altos e muito agradáveis. 
Vejam as fotos AQUI.

sábado, 22 de abril de 2017

MARCHA DO 25 DE ABRIL - VILA REAL DE STO ANTÓNIO

Alguém sabe de melhor forma de comemorar o 25 de Abril? E em Vila de Real de Sto António, com concentração na extraordinária Praça Marquês de Pombal? E com um percurso belíssimo que integra a praia, a margem do Guadiana, a Mata Nacional e algumas ruas da vila pombalina?
Nós não sabemos, por isso iremos até lá. É claro no dia 25, terça feira, às 10H00.



CORRIDAS À 6ª FEIRA - ILHA DE FARO - 21-04-2017

Noite algo fria, com ainda algum vento, que incomodava mas não chateava, percorreu-se um itinerário agradável, fácil, num misto de passadiço de madeira, alcatrão e terra batida. Depois de dois cerros convinha facilitar e é sempre agradável visitar a Praia de Faro um dos locais mais belos do Algarve.
Foi um evento solidário com a Casa de Sta Isabel e pareceu-nos que valeu a pena. A recolha de ofertas em material escolar foi interessante.
Gostámos do evento e parece que os 261 presentes também.
Vejam as fotos AQUI.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

BOLIS WALK & RUN - 20-04-2017

"Gente Feliz com Lágrimas" título de um premiado livro de João de Melo, retrata bem o que é este grupo informal de marcha/corrida.
As lágrimas revestem-se de diversos significados, de felicidade, tristeza, alegria, amor, ódio, raiva. Esta gente feliz verteu lágrimas por um dos seus, que perdeu um ainda jovem pai no passado fim de semana e resolveu atribuir a este percurso o feliz nome de "Anabela estamos contigo". A amizade revela-se nestas pequenas coisas e só os seres superiores se solidarizam desta forma com os outros. A nossa companheira, uma das fundadoras do Bolis, e presença assídua, perdeu o pai, mas continua com muitos amigos. O Bolis, gente feliz, esteve, momentaneamente, em lágrimas, mas ao lado da Anabela. Todos sofremos contigo, todos estamos ao teu lado e a vida continua. Queremos a nossa Anabela feliz e sem lágrimas. Força Anabela.
Perante o significado da homenagem e ao incomensurável valor da vida, tudo o resto fica reduzido à sua relativa dimensão. A marcha/corrida foi o complemento que pretendeu incutir no espírito da Anabela o valor da amizade, do companheirismo e do aproveitamento de todos os momentos belos, em que nos é dado participar no tempo demasiado curto em que por cá andamos. E o percurso foi todo ele um desafio, com troços desconhecidos, pelo meio de terrenos lavrados, desafiantes, tais como são os desafios que nos esperam pela vida fora.

"Hoje é o primeiro dia do resto da minha vida. O futuro só depende do que fazemos no presente. Um passo de cada vez".

(Mahatma Gandhi)
Vejam as fotos AQUI.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 19-04-2017

A imaginação não tem limites. Um coração formado em pleno relvado, simbolizando a amizade e camaradagem que une os elementos deste grupo, foi o ponto alto desta noite. O percurso escolhido pelo nosso "comité central", uma estreia, com troços conhecidos mas combinados de forma diferente, também revela espírito criativo. Sempre a inovar, fugindo à monotonia. Quem diria que uma cidade como Faro, poderia oferecer tão variadas alternativas? 
Vejam as fotos no local habitual com a vida do preguiçoso imitador de fotógrafo, bem facilitada, porque bastou esperar no local da partida para apanhar o pessoal que voltava ao local do crime depois de 3 km e, que no regresso, bastava estar ali no início do passeio ribeirinho. Fácil.

PRÓXIMA MARCHA DO CALENDÁRIO REGIONAL - FERRAGUDO - 23-04-2017



terça-feira, 18 de abril de 2017

SOLIDARIEDADE COM A ILDA

Não se enquadra no âmbito deste blog mas como se trata de pessoa nossa conhecida publicamos com prazer e na certeza da seriedade da iniciativa. Pormenores do caso podem ser vistos aqui: https://www.facebook.com/ildajesus76/

Transcrevemos as palavras da Ilda:

"SEJA SOLIDÁRIO, preciso fazer cirurgia à coluna na Alemanha em Portugal os riscos são muito elevados ,não dão as mesmas garantias que lá fora e as poucas que apresentam também é no privado. Já fui operada cá e não correu nada bem deixaram os ferros bem salientes como mostra na foto .
Corro sérios riscos de ficar membros paralisados com a idade vou ficado cada vez mais curvada 
Preciso de 35.300 € não tenho condições económicas para este montante. Por enquanto ainda trabalho mas não sei por quanto tempo pois as dores cada vez são mais insuportáveis .
Hoje sou eu que venho apelar ajuda, amanhã não se sabe, eu também sempre pensei que nunca ia precisar até o dia que deparei com esta tragédia na minha vida , um grande acidente que mudou os meus sonhos e a minha maneira ser tornando-me uma pessoa revoltada com todas as injustiças por parte do nosso serviço de saúde com que me tenho deparado ao logo de 10 anos".

segunda-feira, 17 de abril de 2017

C0RRIDAS À 6ª FEIRA - ILHA DE FARO - 21-04-2017

Evento: 194º
Data: 21.04.2017
Local: Ilha de Faro
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: No estacionamento à saída da ponte na Ilha de Faro
Latitude: 37° 0'28.90"N
Longitude: 7°59'41.93"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Vai haver 1 percurso de 10km com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
O percurso VAI ESTAR estar sinalizado.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Ambos os percursos passam em zonas onde pode haver algum trânsito. GARANTAM QUE SÃO VISTOS!
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

sábado, 15 de abril de 2017

CALENDÁRIO REGIONAL

Por decisão, unilateral, da entidade organizadora, e por ainda surgirem duvidas de alguns, mais uma vez informamos que a marcha de amanhã em Sta Bárbara de Nexe foi ANULADA.

CORRIDAS À 6ª FEIRA - CERRO DA CABEÇA DE CÂMARA - 14-04-2017

O grande Almada Negreiros escreveu um dia: "Pede-se a uma criança: desenha uma flor! Dá-se-lhe papel e lápis......Passado algum tempo o papel está cheio de linhas...... a criança pôs no papel algumas dessas linhas, ou todas. Talvez as tivesse posto fora dos seus lugares, mas, são aquelas as linhas com que Deus faz uma flor! (consultem a Net e leiam o artigo completo que vale a pena).
Agora, muito modestamente, digo eu: Pede-se ao Ilidio Valério: desenha um trilho! Deem-lhe um cerro e o Ilídio risca, risca e mesmo sem a ajuda de Deus sai um novo itinerário, um novo aceso a um velho cerro. O voluntário excelentíssimo, o grande Ilídio Valério, homem de grande disponibilidade e imaginação, pensou, pensou e, qual criança a desenhar uma flor, cria um novo percurso para aceder ao velho conhecido Cerro da Cabeça de Câmara. E o Ilídio, cumprindo um contrato, não redigido em notário, com outro excelentíssimo voluntário, o Osvaldo Serro, contrato esse que determina que um ajuda outro, quando esse outro organiza e o outro ajuda um, quando esse um organiza, completaram o ramalhete para esta noite. Confuso? Leiam outra vez para entenderem melhor, ahahahah!
E a montanha pariu, não um rato, mas mais um excelente e belíssimo itinerário, o que prova que as nossas montanhas têm variadas formas de se conquistar. Talvez seja interessante imaginar outros trilhos para subir aos outros cerros já vencidos por estes pirilampos malucos das corridas nocturnas. Talvez apareçam Ilídios ou Osvaldos para desenharem essas flores.
Esta noite mais parecia um daqueles dias de corridas de automóveis, com um "paddock" devidamente montado, com iluminação de um gerador de marca  Valério, um Galamba que se constituiu improvisado e corajoso "Securitas" e mais dois acólitos bem musculados, na guarda das viaturas ali estacionadas, acompanhados por uma façanhuda Alcina Nunes, de cara patibular exacerbada por uma hérnia discal que afastava os mais incautos tal a carantonha de poucos amigos que evidenciava e as chispas de ciática que relampejavam naqueles olhos (vou ter de dormir no sofá esta noite). E perante aqueles físicos musculados do Galamba e companheiros e aquele ar audacioso da Alcina, nenhum amigo do alheio se atreveu a mostrar o nojento nariz por aquelas bandas. Uma equipa invencível.
E o cerro foi conquistado, não uma mas várias vezes, tal o carrossel de subidas e descidas montado pelo Ilídio para gáudio e muitas tonturas de alguns e exuberantes manifestações atléticas de outros.
Merecem elogios outros voluntários, gente activa, disponível, o Sérgio, o José Maria, o Luís, o Edgar e as meninas Célia e Sónia e o "puto" Tiago, um gigante. Claro que as referências pertencem ao líder Luís Santos. Ele é que sabe. 
A história um dia contará o que foi esta nova Aljubarrota, com exageros certamente, como tudo o que a história conta, mas os vindouros irão extrair um resumo de uma noite bem sumarenta. 
As fotos é que contam a verdade, AQUI.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 13-04-2017


E foi o percurso Lua Rosa ou Lua dos Desejos. Tradições antigas influenciam as pessoas com as superstições que arrastam. É o caso desta Lua Rosa, não porque ela seja de cor rosa (tal discussão cromática foi objecto de grandes lucubrações mentais entre nós e a Sónia, enquanto esperávamos pelos primeiros corredores), mas sim porque, segundo as tradições celtas, essa amálgama de povos que se espalhavam pela Europa Ocidental, lhes atribuíam poderes espirituais e magnéticos, devido à proximidade com os denominados "sabás" que, segundo Moisés eram dias de descanso religioso que deveria ser observado pelos judeus ao sétimo dia da semana. Estas luas - quatro em cada ano - acontecem em Fevereiro, Abril, Agosto e Outubro.
Como não somos muito crentes neste tipo de misticismos, não formulámos nenhum desejo mas, materialistas como somos, acreditamos no poder magnético do Bolis que nos atrai às 5ªs feiras. Para além do magnetismo será que também há algo de espiritual nesta gente? Ou a proximidade da Igreja Matriz, reconstruída em 1759 em cima das ruínas da antiga igreja, que o terramoto de 1755 arrasou, e que datava do Sec. XVI, nos atinge com algo sobrenatural sem que nos apercebamos?
Seja lá o que for, magnetismo, espiritualidade, ou nada disso, a ida semanal a Boliqueime enche-nos sempre de bem-estar e preenche a nossa necessidade de espiritualidade para o resto da semana. Como diria o malogrado Fernando Pessa: "e esta Heim!". 
E hoje o percurso foi a imagem num espelho (ao contrário) daquele com que o Bolis inaugurou as suas actividades. Ficámos lá no alto e apreciámos, mais uma vez, a iluminação nocturna do nosso querido Algarve. 
As fotos, como habitualmente, podem ser vistas AQUI.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - GAMBELAS - 12-04-2017

O Trilho do Diabo mereceu um aplauso de todos pela diversidade do piso, estrada, terra batida, areia. O diabo não apareceu nem se manifestou, talvez porque mais de 170 diabinhos andaram por ali e esconjuraram o demo, remetendo-o para a parte mais esconsa da mata, envergonhado e reduzido à miserável pequenez, perante a enorme demonstração de força protagonizado pelos heróicos guerreiros das Pegadas à 4ª feira. Foi bom demais. "Melhor é experimentá-lo que julgá-lo, / Mas julgue-o quem não pode experimentá-lo", dizia o Camões. Grande verdade essa. É que ouvimos alguém dizer (acho que foi o Sandro) que foi o melhor percurso que já lhe foi dado percorrer. E esse alguém é um assíduo frequentador das corridas nocturnas, com vasta experiência nos mais diversos pisos.
Os parabéns vão direitinhos ao António Santos e ao Carlos Pereira que desenvolveram um trabalho de pesquisa, limpeza do terreno com eliminação de raízes, de ramos, de árvores secas, construindo degraus, marcando com setas, fitas, espalhando cal. Trabalho gigantesco digno de um enorme aplauso. Um duo fabuloso que produz verdadeiro serviço publico. 
Vejam as fotos AQUI.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - CERRO DA CABEÇA DE CÂMARA - 14-04-2017

Evento: 193º
Data: 14.04.2017
Local: Cerro da Cabeça de Câmara (Estação CP Loulé/Quarteira)
Grau dificuldade: DIFÍCIL
Ponto de encontro: Junto ao cerro da Cabeça de Câmara, cerca de 1km após passar a estação da CP de Loulé/Quarteira  
Latitude: 37° 6'35.06"N
Longitude: 8° 4'3.43"W
Luz: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é DISPENSÁVEL
Trajecto no GPSies:
a publicar em breve (10 km)
a publicar em breve (14 km)
Vai haver 2 percursos, de 14km e 10km, com grau de dificuldade DIFÍCIL em termos de acumulado de subida.
Ambos os percursos VÃO ao alto do cerro.
Os percursos VÃO ESTAR sinalizados nos cruzamentos com placas ou sticks reflectores.  
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Grande parte do percurso desenrola-se em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em zonas de estrada sem trânsito, pelo que o uso do colete reflector é dispensável;
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

domingo, 9 de abril de 2017

MARCHA DE ALCOUTIM - 09-04-2017

Estivemos em Armação de Pêra, mas o nosso amigo João Valentim esteve em Alcoutim. Vejamos o que ele diz:
"A CAMINHADA ESTA MANHÃ EM ALCOUTIM.
Como de costume tivemos mais uma paródia e como o tempo ajudou (sem vento) tudo correu às mil maravilhas. Fomos recebidos com um chá de ervas diversas e uma deliciosa fatia de bolo que a Apolónia se prontificou a comer a minha também porque eu não como doces. O local da concentração faz-se sempre no cais e espaço é coisa que não falta, por isso me faz confusão porque razão insistem em fazer os exercícios de aquecimento num local inclinado e muito estreito. Uma vez mais continua a não haver ordem na partida, é só faltar o Jorge Lopes e a confusão está instalada. Tirando isto foi uma caminhada com uma paisagem espetacular onde alguém continua insistindo neste percurso de vai e vem. Eu não acredito que não seja possível arranjar um percurso redondo sem estragar a paisagem. Apesar de ninguém gostar de caminhar pelo mesmo percurso no sentido vai e volta, a verdade é que também ninguém ficou chateado. Talvez o chato seja eu. E para finalizar todos ficaram convencidos que fizeram mais dos 4kms prometidos. A mim não me pareceu, é que o facto de haver muita subida e descida as pessoas ficam cansadas e daí ficarem com a ilusão de terem andado um percurso muito maior. Mas no local do abastecimento havia uns miminhos para todos. A água e laranja do costume, além de de um saco-mochila, uma fita para colocar no pulso (não entendi a utilidade, a meio da prova?) e um íman para colocar no frigorifico de cada um.
Podem parecer pontos negativos tudo o que eu acabo de dizer mas na verdade nada disto tem qualquer importância porque tudo correu bem e todos se divertiram. Venha a próxima".
As fotos do João Valentim AQUI.

MARCHA DE ARMAÇÃO DE PÊRA - 09-04-2017

Nem o vento forte de levante, conseguiu diminuir a qualidade de uma marcha que tinha subjacente a contribuição para as festividades do aniversário da Freguesia de Armação de Pêra que amanhã, dia 10, se comemora. 
E que bem que a Junta organizou. Ora vejamos: Três ambulâncias, 1 socorrista de moto 4, quatro abastecimentos, viatura e moto da GNR, massagens no final, exames médicos pelo Instituto Piaget de Silves, aquecimento "à maneira", e finalmente a omnipresença do "acrobata" Ricardo Pinto (vejam as duas fotos iniciais do nosso álbum), Presidente da Junta, a dar o exemplo e a supervisionar tudo e todos. Muito bem.
E tal como desde o início desta época de marchas, a presença do Director Regional do IPDJ, Custódio Moreno, e do técnico João Alcanena, que domingo após domingo, nos vêm dando a garantia de que este Programa é importante e que o seu término não faz parte dos seus objectivos. Pela parte que nos toca, marchantes viciados da velha guarda, o nosso obrigado.
Autocarros de Albufeira, Aljezur, Lagos, Silves e J.F.Porches.
Fotos AQUI.

sábado, 8 de abril de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - MONCARAPACHO/CERRO DA CABEÇA - 07-04-2017

A Serra de Monte Figo, está logo ali e o Corridas à 6ª Feira, está em todo o lado. Hoje repetimos a subida ao Cerro da Cabeça. Outros cerros, da Serra de Monte Figo, já antes foram conquistados por aqueles que depois de os treparem, lhes chamaram "um figo". O Guelhim, S. Miguel, Malhão já se submeteram aos que "por obras valerosas, se vão da lei morte libertando" (o Luís, esse, o Camões, dá para tudo). O outro Luís, o Santos, lá vai liderando, com eficiência, este grupo que é uma referência da prática do exercício físico no Algarve. 
Ontem à noite assistimos a uma organização esforçada dos Pirilampos de Moncarapacho (grupo informal de marcha/corrida), com mobilização de inúmeros voluntários que tornaram fácil o que poderia parecer difícil. 
E, com excepção daquela escadaria, de 120 degraus irregulares, de alturas diferentes, obrigando a atenção redobrada, tudo o resto foi fácil e entusiasmante. E lá no alto, a vista do monte, como dos outros montes da Serra de Monte Figo, que corre paralelamente à nossa costa, é sempre bela, como se aquela serra fosse uma sentinela vigilante dos comuns mortais que vegetam lado a lado com o oceano e se refastelam nos sofás e se saracoteiam pelas pouco saudáveis discotecas, abarrotadas de anidrido carbónico, já que o oxigénio ali não abunda e no Cerro da Cabeça havia em excesso.
O Luís, esse, o Santos, fará como sabe e muito bem, as referências e os agradecimentos aos que nos proporcionaram uma noite espectacular, em que o repasto final (já habitual naquelas paragens) foi também importante pelo convívio que proporcionou. Sim, porque isto não é só suor, é também tagarelice.
Ora vejam as fotos dos trepadores de ontem AQUI.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 06-04-2017

Já nada nos surpreende neste grupo informal de marcha/corrida. Hoje, mais uma vez, nos surpreenderam com um trilho novo, com todos os ingredientes para satisfazer os mais exigentes. Um percurso algo difícil , mas de uma beleza extrema e que exigiu, além da habitual marcação com fitas e setas, uma preparação do terreno gigantesca. As fotos que partilhamos AQUI são testemunhas do esforçado trabalho de sapa que foi necessário no desbravar de parte do percurso, criando um autêntico túnel por onde passaram os corredores acompanhados pelo marulhar das águas da ribeira que ao lado os acompanhavam. 
Quem frequenta estes grupos informais, por vezes não se apercebe do que está por detrás daquilo que lhes é oferecido. Ouvem-se queixas sobre a  má colocação de uma seta, sobre uma subida mais acentuada, sobre um quilómetro a mais, ou sobre qualquer pormenor de somenos importância. Hoje tivemos um exemplo do que deve ter sido o trabalho árduo que foi necessário para delinear aquele percurso, as horas de trabalho a cortar mato, o esforço despendido, as horas de descanso perdidas. É importante enaltecer o esforço desta gente que, gratuitamente, presta tão relevante serviço aos outros. Não é só no Bolis que isto se passa, mas também nos inúmeros grupos que proliferam neste nosso Algarve. Para que uns se divirtam e pratiquem exercício físico é necessário que alguns trabalhem. Encaremos então estes voluntários com enorme simpatia e com um forte aplauso inteiramente merecido. 

quarta-feira, 5 de abril de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 05-04-2017

Concentração no Montenegro, caminhada até ao Ramalhete, com visita aos aviões da Ryanair e Easyjet, que aquela hora, despejam no melhor destino turístico da Europa, centenas e centenas de turistas que assim que saem do aeroporto fazem as suas sessões de strip-tease, tal a diferença climática entre este paraíso algarvio e os seus países de origem. E os nossos corredores/marchantes durante todo o ano, sem neve e sem temperaturas negativas, sem falhar uma única 4ª feira, por aqui andam cuidando da sua preparação física, vivendo neste cantinho que nos dá um clima propício a estes saudáveis devaneios, fazendo inveja ao visitante. 
Grupo porreiro este das Pegadas, em que a unidade se cimenta semana a semana. 
O Trilho do Diabo espera-nos para a próxima 4ª feira. Será um encontro imediato do 3º grau com o demo. LEVEM LUZ. O diabo gosta da escuridão e temos de o afugentar com o nosso brilho.
Vejam as fotos de hoje AQUI

terça-feira, 4 de abril de 2017

JORNADA DUPLA - ARMAÇÃO DE PÊRA E ALCOUTIM - 09-04-2017

 MARCHA DE ARMAÇÃO DE PÊRA:


Organização da Junta de Freguesia de Armação de Pêra.
Concentração no antigo mini golf próximo do Hotel Holiday Inn.
Percursos:

MARCHA DE ALCOUTIM:
Nota de imprensa enviada pela União de Freguesias de Alcoutim e Pereiro:

NOTA de IMPRENSA

Marcha Corrida de Alcoutim
Dia 9 de abril, Alcoutim vai acolher a Marcha Corrida do Calendário Regional de Marchas para 2016/2017 promovido pelo IPDJ. Com participação gratuita, é um evento que pretende incentivar a população local e a todos os que nos visitam, com origem nos vários municípios do Algarve que apoiam a iniciativa, levando os seus munícipes à prática de exercício físico aliado ao saudável convívio entre todos. O evento está integrado no Festival de Caminhadas a decorrer em todo o fim de semana. A concentração prevista para as 9h30 para o habitual reforço matinal e aquecimento muscular e início da marcha às 10h00 a partir do Cais da Vila, percorrendo as margens impares do Rio Guadiana.
A Junta de Freguesia e as entidades cooperantes pretendem acolher os participantes assegurando o seguinte:
ü  Monitor de desporto para o aquecimento inicial, (apoio Município de Alcoutim);
ü  Seguro para o Evento;
ü  Reforço matinal (chá e bolos) e reforço durante o percurso (água e fruta);
ü  Oferta de brinde de participação garantidos para as inscrições até às 10h00 o dia 7 de abril;
ü  Meios de prevenção e segurança com apoio da GNR, Bombeiros de Alcoutim, e do Serviço Municipal de Proteção Civil;
ü  Dois percursos, de 4 e 9 Kms, ajustados às condições físicas dos participantes;
Estaremos totalmente disponíveis para qualquer questão.
Contatos:
281 546 437 / 96 286 49 14

Percursos:

CORRIDAS À 6ª FEIRA - CERRO DA CABEÇA, MONCARAPACHO - 07-04-2017

Evento: 192º
Data: 07.04.2017
Local: Cerro da Cabeça, Moncarapacho
Grau dificuldade: DIFÍCIL
Ponto de encontro: Na área onde se realiza a Feira de Moncarapacho, junto ao cemitério, ponto de encontro de vários eventos deste grupo (ver foto)
Latitude: 37° 4'54.44"N
Longitude: 7°47'19.98"W
Luz: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Vai haver 2 percursos, de 12km e 10km, com grau de dificuldade DIFÍCIL em termos de acumulado de subida.
Ambos os percursos VÃO ao alto do cerro.
Os percursos VÃO ESTAR sinalizados nos cruzamentos com placas ou sticks reflectores. Mesmo assim é importante que veja o percurso nos links acima indicados e que coloque todas as dúvidas que tenha com a devida antecedência.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Grande parte do percurso desenrola-se em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em zonas de estrada sem trânsito, pelo que o uso do colete reflector é dispensável;
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

domingo, 2 de abril de 2017

MARCHAS DE ALJEZUR E SALIR - 02-04-21017

Foi a penultima jornada dupla do calendário regional. A última será no próximo domingo em Armação de Pera e Alcoutim. As candidaturas são superiores aos domingos disponíveis, daí esta solução que o IPDJ é obrigado a preconizar, sempre com a preocupação de não promover marchas em concelhos vizinhos ou próximos.
Hoje em Salir assistimos a uma excelente organização da Associação Cultural de Salir, que fazendo jus à finalidade da sua existência, nos fez, e bem, passar por alguns locais emblemáticos da sua localidade, as ruínas do castelo, a igreja, as belíssimas ruelas da aldeia e os seus verdejantes campos de singular beleza.
Estiveram lá autocarros de Albufeira, Faro, Loulé e São Brás de Alportel.
Fotos de Salir AQUI.

Em Aljezur parece que tudo correu bem. Deixamos as palavras do nosso querido amigo João Valentim que ilustram o que ele por lá viu:
"A concentração foi efetuada no Pavilhão onde costumam fazer o Festival da Batata Doce. Não deviam estar mais do que 200 pessoas porque só vi 4 autocarros. Tudo isto porque havia uma outra caminhada em Salir para onde foi toda a gente. Mas havia gente suficiente para fazer uma bela caminhada e não perdemos nada porque o percurso era espetacular, algumas subidas longas a princípio mas depois foi canja. Mas faltou o habitual espetáculo da malta mais nova que costuma correr. Hoje não fomos ultrapassados por ninguém. Caminhos de pedra um pouco difíceis mas com paisagens verdejantes da primavera bem bonitos. Trilhos bem sinalizados, não faltou o habitual abastecimento de água e laranja a meio do percurso e no final a batata doce assada, ou não fosse ela o ex-libris desta terra e ainda uma Brôa de Mel para adoçar a boca. Até o aquecimento foi feito por uma simpática menina grávida que provou o que é costume dizer-se: Gravidez não é doença, apenas um estado de graça.
Toda esta paródia faz um passatempo pelo qual vale a pena sair de casa ao domingo bem cedo".
Autocarros em Aljezur: Vila do Bispo, Monchique, Olhão e Aljezur.
A foto que ilustra a marcha de Aljezur é do João Valentim, bem como a foto de capa do blog para esta semana.

sábado, 1 de abril de 2017

LET´S GO RUN/CORRIDAS À 6ª FEIRA - ZOOMARINE - 31-03-2017

O fantástico evento de ontem, o gigantismo da organização, o número de voluntários envolvidos, o ambiente onírico do Zoomarine, um dos melhores parques temáticos da Europa, a louca, mas saudável alegria dos 2.600 que acorreram à chamada, a abertura para esta realização do fundador e presidente do parque, o visionário Pedro Lavia, o argentino mais português de Portugal, tudo isto e mais a fértil imaginação do Rui Costa, o homem da Corrida Branca, da Corrida Brilhante, do Halloween, da próxima corrida no IKEA (em Julho), do Luís Santos o líder incontestado do Corridas à 6ª Feira, que, qual Cristo, multiplicou por muitas centenas, não os pães, mas os primeiros dez participantes de uma já longínqua corrida na Praia do Barril, a convergência singular destes ingredientes fizeram da noite de ontem uma das mais felizes, alegres e bem vividas das noites loucas dos gloriosos malucos das corridas nocturnas.
Dizem os especialistas em marketing que um produto para ser bem vendido tem de se apresentar com roupagens agradáveis, cores apelativas, envolvência que por vezes não tem nada a ver com a utilidade do produto, mas criando nos consumidores a apetência para a compra. 
Ontem à noite assistimos a uma extraordinária campanha de marketing. O produto que estava em promoção não era o espectáculo dos golfinhos, não era a beleza do parque, não eram as 2.000 camisolas que foram distribuídas no início.  
Numa rápida pesquisa pelo Facebook, verificamos a prioridade que as pessoas estão a dar a essas  características mais espectaculares do evento de ontem. Não há nada de mal nessa prioridade. Ela ajuda a gravar na memória o que se viveu ali.
Mas o produto que ontem estava à venda chamava-se EXERCÍCIO FÍSICO. Foi esse produto que a Let´s Go Run e o Corridas à 6ª feira, venderam. Foi esse produto que todos compraram. Todos falam do sucesso do evento e da sua espectacularidade, mas lá no vosso subconsciente, a mensagem subliminar ficou bem gravada. E se entre aqueles 2.600, alvo principal desta campanha de marketing, se conseguiram algumas dezenas de compradores, então o esforço do Rui e do Luís, estão plenamente justificados. 
Os nossos parabéns vão directos para estes dois homens. Os restantes parabéns competem a eles que são quem sabe.
Vejam as fotos (1.095), em três doses, na página de Facebook habitual (Marchas no Algarve).