sábado, 1 de abril de 2017

LET´S GO RUN/CORRIDAS À 6ª FEIRA - ZOOMARINE - 31-03-2017

O fantástico evento de ontem, o gigantismo da organização, o número de voluntários envolvidos, o ambiente onírico do Zoomarine, um dos melhores parques temáticos da Europa, a louca, mas saudável alegria dos 2.600 que acorreram à chamada, a abertura para esta realização do fundador e presidente do parque, o visionário Pedro Lavia, o argentino mais português de Portugal, tudo isto e mais a fértil imaginação do Rui Costa, o homem da Corrida Branca, da Corrida Brilhante, do Halloween, da próxima corrida no IKEA (em Julho), do Luís Santos o líder incontestado do Corridas à 6ª Feira, que, qual Cristo, multiplicou por muitas centenas, não os pães, mas os primeiros dez participantes de uma já longínqua corrida na Praia do Barril, a convergência singular destes ingredientes fizeram da noite de ontem uma das mais felizes, alegres e bem vividas das noites loucas dos gloriosos malucos das corridas nocturnas.
Dizem os especialistas em marketing que um produto para ser bem vendido tem de se apresentar com roupagens agradáveis, cores apelativas, envolvência que por vezes não tem nada a ver com a utilidade do produto, mas criando nos consumidores a apetência para a compra. 
Ontem à noite assistimos a uma extraordinária campanha de marketing. O produto que estava em promoção não era o espectáculo dos golfinhos, não era a beleza do parque, não eram as 2.000 camisolas que foram distribuídas no início.  
Numa rápida pesquisa pelo Facebook, verificamos a prioridade que as pessoas estão a dar a essas  características mais espectaculares do evento de ontem. Não há nada de mal nessa prioridade. Ela ajuda a gravar na memória o que se viveu ali.
Mas o produto que ontem estava à venda chamava-se EXERCÍCIO FÍSICO. Foi esse produto que a Let´s Go Run e o Corridas à 6ª feira, venderam. Foi esse produto que todos compraram. Todos falam do sucesso do evento e da sua espectacularidade, mas lá no vosso subconsciente, a mensagem subliminar ficou bem gravada. E se entre aqueles 2.600, alvo principal desta campanha de marketing, se conseguiram algumas dezenas de compradores, então o esforço do Rui e do Luís, estão plenamente justificados. 
Os nossos parabéns vão directos para estes dois homens. Os restantes parabéns competem a eles que são quem sabe.
Vejam as fotos (1.095), em três doses, na página de Facebook habitual (Marchas no Algarve).

1 comentário:

  1. Uma reflexão digna do evento. Muitos parabéns!!!

    ResponderEliminar