sexta-feira, 18 de agosto de 2017

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 17-08-2017

Nome do percurso de hoje: "Bem-vindos a todos" (sempre com hífen).
Bem-vindo e Benvindo palavras com som igual mas significados diferentes. 
Bem-vindo, adjectivo, saudação que pretende significar o prazer que nos dá a chegada de alguém. Exemplo - no Bolis todos são bem-vindos.
Benvindo, substantivo, nome de gente. Exemplo - o Sr. Benvindo foi bem recebido no Bolis.
E hoje fomos todos bem-vindos a Boliqueime, mas, que saibamos, não havia por lá nenhum Benvindo ou Benvinda para constatar isso. O percurso de hoje foi muito bem-vindo, com uma temperatura que todos sentiram ser bem-vinda, apesar de ligeiramente quente em contraste com as mal-vindas temperaturas das noites gélidas de inverno. Se hoje o Sr. Benvindo viesse até nós, ele sentir-se-ia entusiasmado e muito bem-vindo. É que o Bolis é um grupo que nasceu há um ano e nele todos são muito bem-vindos. 
Chega de trocadilhos. Seria muito bem-vinda alguma coerência no discurso escrito, mas a esta hora já nada funciona. Ah! o E.T. que se levanta às 5 da manhã não foi incomodado - o caminho foi outro, com umas descidas bem inclinadas e, violando as leis da física, sem subidas - e não tivemos o prazer de passar perto da famosa ameixeira. E, assim, só os figos da Egéria (eram dela?) é que serviram como relaxantes musculares proporcionando, amanhã, uma visita calma e sem esforço ao WC.
Vejam as bem-vindas fotos AQUI.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - LUDO - 16-08-2017

Repetimos o percurso do Ludo a que o António Santos denominou de Caminho Árabe. E as Pegadas são isto mesmo, inovação, imaginação, organização e de vez em quando uma surpresa, pequena ou assim assim, tornando as Pegadas ou alguns dos seus eventos uma caixinha de surpresas. E assim se transformou um pequeno grupo informal de marcha/corrida num razoável grupo de marcha/corrida. Dá gosto frequentar o actual Pegadas, não só pelos percursos como pela unidade entre todos e em que os estreantes certamente se sentirão bem vindos.
Vejam as fotos AQUI.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - OLHÃO - 18-08-2017

Evento: 211º
Data: 18.08.2017
Local: Olhão
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: No Estádio Municipal Olhão (na estrada de saída para Pechão/Estoi)
Latitude: 37° 2'19.85"N
Longitude: 7°51'4.23"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
Vão haver 2 percursos de 7km e 12km com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com fitas, placas, marcações no chão e coisas a brilhar. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Ambos os percursos passam ao longo de uma estrada que se prevê que tenha pouco ou nenhum trânsito. De qualquer forma, garantir a segurança nunca é demais. GARANTAM QUE SÃO VISTOS!
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

sábado, 12 de agosto de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - CERRO DE S. MIGUEL - 11-08-2017

O Luís Santos serviu-se de uma resposta, para promover este evento, que o, supostamente, primeiro alpinista a atingir o cume do Everest, George Mallory, teria dito quando lhe perguntaram porque resolveu escalar o maior pico do mundo e ele respondeu: "Porque ele está lá".
Talvez esta seja a melhor frase para definir o que é o grupo Corridas à 6ª feira. Vamos onde o Corridas vai, e porquê? Porque ele existe. Vamos ao cerro de S. Miguel porque o cerro existe e vamos a muitos outros cerros, praias, vilas campos, parques de diversão, porque eles existem e porque é fundamental para a nossa saúde fazer exercício físico.
Lá no alto dos 411 metros do Cerro de S. Miguel, o nosso Everest, tirámos fotos provando que, de noite, por caminhos ínvios, pedregosos, difíceis, empinados, conseguimos lá chegar. 
Foi uma noite extraordinária que nos proporcionaram os Pirilampos de Moncarapacho e o Presidente da Junta, Manuel Carlos. Obrigado pela organização e pelas vitualhas no final bem vindas na recuperação dos depauperados corpinhos.
Vejam as fotos AQUI.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 10-08-2017

Uma senhora apressada resolve ignorar a presença de um sinal de stop e, naquele famigerado segundo, decide o futuro momentâneo de um homem.
Todos nós, por vezes, confiamos na sorte e também não respeitamos, integralmente, tal sinal. Vê-mo-lo ali especado, vigilante, abrandamos e uma rápida mirada à esquerda e à direita autoriza-nos a avançar sem cuidar de verificar a total segurança que só a paragem nos concede. O tal segundo parece-nos suficiente para vermos quem lá vem e o stop deixa de ser um sinal de obrigatoriedade para passar a ser um sinal de arbitrariedade. Esta postura está errada? Claro que sim. A senhora apressada nem esse simulacro de paragem cumpriu. E o nosso amigo Helder, o vassoura do Bolis, que circulava em via prioritária, embateu na viatura da senhora apressada. Resultado: desmaio, internamento e operação à mão esquerda e pé esquerdo, ambos com múltiplas fracturas. 
Homenageámos hoje o nosso vassoura. Sentimos a sua falta, mas sentimo-lo omnipresente nos nossos corações. Põe-te bom rapidamente Helder. Quando regressares iremos propor a designação do percurso do dia de "regresso auspicioso" ou "a vassoura volta a varrer" ou "o invencível Helder".
O Helder pairou invisível em todo o percurso pelo que não nos preocupámos com a qualidade do mesmo e da sua maior ou menor dificuldade. É que outros valores mais altos se levantavam.
Só, já no final, em pleno repouso, é que tivemos um "encontro imediato do 3º grau". Um E.T. apareceu-nos vindo directamente de um planeta desconhecido, com hábitos estranhos e costumes surreais, reclamando pela passagem no caminho publico que margina a sua residência e do ruído (talvez do som das passadas, talvez dos suspiros de cansaço, talvez da sonoridade estridente de algum tubo de escape menos respeitador das pituitárias dos vizinhos) dos nossos marchantes e corredores. Alegava o E.T. que os ruídos que produzimos não o deixavam dormir, ele que tinha de se levantar às 5 da matina, mas cujo cão tem o péssimo hábito de ladrar a quem passa, mesmo que o passante use uns chinelos de quarto almofadados e os lábios colados com super cola 3. Aconselhamos o E.T. a exigir do seu pastor alemão que encerre a estridente goela às 22H00, porque a partir dessa hora é proibido foguetear, bailar, ouvir a Tosca de Puccini, o bacalhau quer alho do Quim Barreiros e o ladrar do melhor amigo, talvez único, do nosso simpático, mas estranho E.T.
Ah! E.T., meu querido, já me esquecia de te avisar que a penitência pelo roubo das ameixas no ano passado, de que nos acusaste (tu lá sabes e quem sou eu miserável mortal, para te desmentir) já terminou. Os meus intestinos voltaram à normalidade depois de meses de intenso corrupio para a casa de banho mais próxima. 
Vejam as fotos AQUI e melhoras rápidas para o nosso querido vassoura.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 09-08-2017

Lá fomos, mais uma vez, ao pulmão verde da cidade de Faro. É sempre muito estimulante andar por aquelas zonas em que o verde nos invade, as salinas nos contemplam e a Ria Formosa nos delicia. Em dia de aniversário da nossa habitual companheira de marcha, a muito querida Maria Antónia Martins, houve confraternização com bolo no final, porque a vida não é só correr e caminhar treinando os músculos das pernas, mas também mastigar para treino das mandíbulas. Para a semana já teremos o nosso "comandante" António Santos. O Carlos Pereira, depois de uma substituição brilhante, assumirá as funções de "secretário geral" que sempre desempenhou muito bem.
Vejam as fotos AQUI.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - CERRO DE SÃO MIGUEL - 11-08-2017

Evento: 210º
Data: 11.08.2017
Local: Cerro São Miguel, Moncarapacho
Grau dificuldade: DIFÍCIL
Ponto de encontro: No parque de estacionamento entre o cemitério e o campo de futebol de Moncarapacho, local da Feira. Ao entrar em Moncarapacho pelo lado poente, logo a seguir à bomba de gasolina, virar na primeira à direita. Ver mapa
Latitude: 37° 4'54.44"N
Longitude: 7°47'19.98"W
Luz: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Piso: O percurso tem cerca de 60% alcatrão, 40% terra batida
Trajecto no GPSies:
12km
15km
Vai haver 2 percursos, de 12km e 15km, com grau de dificuldade DIFÍCIL em termos de acumulado de subida (cerca de 350m).
Os percursos vão estar sinalizados com sticks reflectores ou placas. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto. Mas é FUNDAMENTAL levar luz, já que esta sinalização só é visível de noite se tiver uma luz a incidir para poder ser reflectida.
Aquilo que se solicita é que se formem vários grupos, em função dos andamentos, mas que TODOS corram ou caminhem sempre acompanhados. ISTO É FUNDAMENTAL!
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em algumas zonas de estrada sem berma, mas com pouco ou nenhum trânsito. Mesmo assim é FUNDAMENTAL seguir no sentido contrário do trânsito e levar um colete reflector. Pensem na vossa segurança;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(LUÍS SANTOS)

sábado, 5 de agosto de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - 4º ANIVERSÁRIO - 04-08-2017

Foi há quatro anos que tudo começou. 
No ano passado, por ocasião do 3º aniversário escrevemos isto:

"Aos 3 anos os bebés já andam e começam a falar. Este bebé, bastante precoce, não precisou de tanto tempo. Este já está maduro, adulto, já passou pelo ensino básico, frequentou o secundário e a Universidade, acabou o mestrado e finalizou o doutoramento. Hoje o Sr. Doutor Corridas festejou o 3º aniversário com a habitual corrida/marcha onde tudo se iniciou, na praia do Barril, local desaconselhado para actividades de marcha/corrida, dada a inclinação do terreno e a sua pouca solidez. Mas a finalidade era comemorar e festejou-se com bolo no final.
Ousamos, não sendo essa a nossa competência, fazer aqui uma referência a todos os voluntários e entidades que ajudaram à maturidade deste grupo e ao seu crescimento. Na pessoa do Ilídio Valério, o voluntário especial, prestamos a nossa homenagem a todos os outros. Na pessoa do Rui Costa, o homem dos grandes eventos, que imaginou e realizou todas as 6ªs feiras gigantes, uma homenagem especial pelo que conseguiu no que respeita à publicidade de que beneficiou o grupo. Aos grupos informais de marcha que proliferam no Algarve e que alimentam o Corridas, também merecem uma referência especial, bem como esse gigante, o Calendário Regional do Programa Nacional de Marcha/Corrida, com 28 anos de existência e que foi o primeiro fornecedor e o pai e a mãe de todos os movimentos dirigidos ao desporto para todos.
Agradecimentos mais pormenorizados competem a quem lidera".
Como a festa se prolongou e a hora já vai avançada (raios já é 1H45), o sono espreita, a preguiça abunda, consideramos as palavras do ano passado ainda bem actuais. 
Se fizéssemos alguma atualização acrescentaríamos o voluntariado intenso neste 4º ano do Osvaldo Serro, do Luís Lourenço, do Paulo Cesar e do Secretariado do Bolis. Que outros se manifestem até ao 5º aniversário. Uma última referência ao Luís Santos que liderou o grupo e aguentou 409 eventos e aturou algumas incompreensões e ultrapassou todas as dificuldades que lhe surgiram sempre com sabedoria.
O enorme bolo de hoje veio acompanhando e foi oferta do Grupo de Caminhadas de Alporchinhos, um grupo muito unido, simpático e alegre. 
As fotos de hoje estão AQUI.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 03-08-2017

O Bolis foi percursor na identificação dos percursos. Já são 49 e a imaginação por vezes prega-nos partidas. Hoje era o "Toca a Relaxar". Relaxar como sinónimo de descansar, aplicar-se-ia hoje a um itinerário menos complicado. Mas no Bolis nada é como imaginado. O que parecia não foi. E porquê? Porque o Bolis põe e um deus, ou um diabo qualquer, dispõe. Parece que uma qualquer alma penada, certamente invejosa do sucesso do Bolis, ou incomodada por invadirmos os esconsos caminhos onde, errante, vagueia, resolve eliminar marcações ou inverter-lhes o sentido. Assim o relaxar transformou-se em dificuldade, o descanso em mais esforço. Olha alma penada, que resides para aquelas bandas, vai para o raio que te parta, que o inferno seja o teu destino mais fresco. 
Mas com mais ou menos maldições, mais ou menos interferências, todos chegaram bem dispostos e até alegres por terem vencido, mais uma vez, as manigâncias do demo.
Até a querida cadela que, a meio do percurso, nos deixou preocupados pela respiração ofegante e pulsação acima do normal, se recuperou e já seguiu para casa pelo seu pé. Mais uma alegria pelo final feliz.
E no final exconjurámos o mau olhado com uvas, melão e chá. Tudo muito saudável. E por lá ficámos desfrutando do bafo quente da  brisa serrana, que não do bafo quente da alma danada que, com o rabiosque entre as pernas não teve coragem de aparecer. E já são 1H10 da matina e ainda estamos por aqui a debitar asneiras. Abraço.
Ora vejam as fotos AQUI.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 02-08-2017

O percurso de hoje, segundo o António Santos, pretendia "inaugurar" a Rua Fernando Henriques Serrão, na freguesia de Montenegro. Até agora era uma rua de ligação ao aeroporto, de terra batida. Agora passou a ser uma rua mista de alcatrão e terra. Só no início e no final é que foi alcatroada e para enorme tristeza das centenas de pessoas que por ali passam diariamente, quer correndo, marchando, pedalando, ou dirigindo-se a suas casas, não lhe colocaram passeios ou pista ciclável. Os responsáveis autárquicos perderam uma extraordinária oportunidade de construírem algo de forma completa e definitiva. E lá ficámos com uma rua onde os peões terão de circular no espaço reservado aos automóveis. E a "inauguração" foi um acto falhado, mas talvez fosse essa a intenção do António, o chamar a atenção para mais uma obra mal pensada, inacabada e só justificada pelo aproximar das eleições autárquicas. 
Quanto à jornada de hoje, foi mais uma manifestação de unidade e alegria, características que já são apanágio deste grupo. Hoje estiveram presentes 186 atletas.
Vejam as fotos AQUI.

terça-feira, 1 de agosto de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - 4º ANIVERSÁRIO - PRAIA DO BARRIL - 04-08-2017

Evento: 209º
Data: 04.08.2017
Local: Praia do Barril, Tavira
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: Na praia do Barril, do lado direito como quem olha para o mar
Estacionamento: Em Pedras D'el Rey, onde conseguirem estacionar. O antigo parque de estacionamento grátis é agora a pagar
Latitude: 37° 5'6.99"N
Longitude: 7°39'47.43"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é DISPENSÁVEL
 - 10km, no máximo, com cerca de 0m de acumulado de subida.
Da praia do Barril ao esporão na ilha de Tavira, são 5km. Quem quiser fazer menos de 10km no total, basta que inverta a marcha antes de chegar ao tal esporão. Podem p.e. fazer por tempo: 30min ida, 30min regresso
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos NÃO PASSAM em zonas de estrada onde pode haver trânsito, pelo que é DISPENSÁVEL levar um colete reflector;
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

sábado, 29 de julho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - TÔR - 28-07- 17

Eram 163. Poucos? Os que restaram das sobras da Festival do Marisco em Faro, da Feira da Serra em São Brás e outros eventos espalhados por todo o Algarve.
E o que dizer do percurso pelos arredores da Tôr? Provavelmente equiparado a outros que têm merecido os elogios de todos, como Sta Catarina da Fonte do Bispo e Boliqueime. E a organização do pessoal da Sociedade Recreativa Torense e da "wonder woman", a queridíssima Margarida Correia, a excelsa "presidenta" da União de Freguesias de Querença, Tôr e Benafim? Excelente. 
Perante isto o que resta acrescentar? Nada. Só uns humildes parabéns.
Obrigado ao João Cruz por, mais uma vez, nos ter aturado e transportado com eficiência pelos trilhos que tão bem conhece.
Fotos da Alcina e do JL AQUI.

sexta-feira, 28 de julho de 2017

O REGRESSO - BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 27-07-2017

Em 1823 no Oeste americano, ainda desconhecido, Hugh Glass (Leonardo di Caprio) é ferido por um urso e o seu companheiro Jonh Fitzgerald (Tom Hardy) abandona-o pensando que as graves feridas o aniquilariam. Jonh também assassina o seu filho. O que ele não imaginava é que Glass sobreviveria e que iria começar uma busca persistente para se vingar do seu antigo companheiro que o tinha traído miseravelmente. É esta a estrutura do filme "The Revenant", "O Renascido" em Portugal, ou "O Regresso" no Brasil. 

O regresso hoje ao Bolis foi outro, menos dramático, sem intenções vingativas, com alegria no reencontro. Se Glass se vingou, a vingança no ou do Bolis foi outra. O "happy end" foi outro (com figos, peras, chá e bolachas) e como diria Camões "Melhor é experimentá-lo que julgá-lo mas julgue-o quem não pode experimentá-lo". E quem quiser experimentá-lo venha a Boliqueime todas as 5ªs feira às 20H30.
Um percurso simplesmente fabuloso, com subidas q.b., descidas a condizer, ribeira a marulhar ao lado dos passantes, túneis verdes afagando cabeças e rectas para acalmar. A presença de franceses e das suas divertidas crianças, da já assídua inglesa Allison Wright, do habitual, também inglês, David Miller, dos simpáticos suíços Pachoud, a Otilia, a Celine, o Michel e o puto Liam, vieram dar um cunho internacionalista ao evento de hoje. Tudo perfeito nesta miscelânea policromada de credos e naturalidades. 
Ora vejam as fotos AQUI e roam-se de inveja.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 26-07-2017

Uma ausência em dois eventos deixou-nos saudosos destes convívios, mas hoje ficámos cheios de calor humano. O bom tempo, as férias, as excelentes organizações, a diversidade de percursos, a imaginação do líder, tem trazido ao seio do Pegadas muitas pessoas. O Pegadas à 4ª feira já é um caso sério de popularidade no concelho de Faro e também nos concelhos vizinhos. Hoje vimos gentes de outros concelhos o que demonstra a "internacionalização" do grupo e o gosto que têm em nos frequentar. Sejam bem vindos.
O percurso foi bem agradável com passagem pela Quinta do Lago, salinas, paredão do Ludo, num total de 10 km.
Vejam as fotos AQUI.

terça-feira, 25 de julho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - TÔR - 28-07-2017

Evento: 208º
Data: 28.07.2017
Local: Tôr, Loulé
Grau dificuldade: MÉDIO
Ponto de encontro: Na Sociedade Recreativa Torense.
Latitude: 37°11'35.47"N
Longitude: 8° 1'53.13"W
Luz: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Vai haver 1 percurso de 10km com grau de dificuldade MÉDIO em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados com sticks reflectores ou placas. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto. Mas é FUNDAMENTAL levar luz, já que esta sinalização só é visível de noite se tiver uma luz a incidir para poder ser reflectida.
Aquilo que se solicita é que se formem vários grupos, em função dos andamentos, mas que TODOS corram ou caminhem sempre acompanhados. ISTO É FUNDAMENTAL!
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em algumas zonas de estrada sem berma, mas com pouco ou nenhum trânsito. Mesmo assim é FUNDAMENTAL seguir no sentido contrário do trânsito e levar um colete reflector. Pensem na vossa segurança;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

terça-feira, 18 de julho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - CAMPESINO R.F.C. - MONTE FRANCISCO - 21-07-2017

Evento: 207º
Data: 21.07.2017
Local: Monte Francisco, Castro Marim
Grau dificuldade: MÉDIO
Ponto de encontro: Junto à sede do Campesino R.F.C. Ao entrar em Monte Francisco, virar à esquerda na primeira rotunda e estacionar junto da rotunda seguinte.  
Latitude: 37°13'59.93"N
Longitude: 7°27'3.12"W
Luz: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Percursos: 12km e 8km
- A título excepcional, iremos ter abastecimento a meio do percurso grande (mais informações em breve)
Vai haver 2 percursos, de 8km e 12km, com grau de dificuldade MÉDIO em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com fitas, placas, marcações no chão e coisas a brilhar. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
O percurso passa em trilhos sem carros, pelo que o uso de colete refletor é dispensável.
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

terça-feira, 11 de julho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - XDREAM - FONTE FÉRREA - SÃO BRÁS DE ALPORTEL - 14-07-2017

Evento: 206º
Data: 14.07.2017
Local: Fonte Férrea, São Brás de Alportel
Grau dificuldade: DIFÍCIL
Ponto de encontro: No parque de merendas da Fonte Férrea, EN2, sentido Lisboa, cerca de 3km a Norte de São Brás Alportel
Latitude: 37°11'5.40"N
Longitude: 7°54'51.20"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é DISPENSÁVEL
-A título excepcional, iremos ter abastecimento a meio do percurso grande (mais informações em breve)
Vai haver 1 percurso com grau de dificuldade DIFÍCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com fitas, placas, marcações no chão e coisas a brilhar. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
O percurso passa em trilhos sem carros, pelo que o uso de colete refletor é dispensável.
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

sábado, 8 de julho de 2017

CORRIDA BRILHANTE - LET´S GO RUN/CORRIDAS À 6ª FEIRA - 07-07-2017


Mais um mega evento da parceria vencedora Corridas à 6ª feira/Let´s Go Run.
Moldura humana bem compostinha como é habitual nos eventos patrocinados por esta dupla. Percurso misto de arribas, pista de corta-mato, e praia. Se as arribas e a pista são do agrado de todos, já o mesmo não se pode dizer da areia da praia que, com a inclinação natural, na sua direcção ao mar, não é muito aconselhável às colunas vertebrais do pessoal. Mas sem a praia não haveria aquela escadaria monumental que proporciona umas fotos fantásticas. Não se pode ter tudo e muito menos à borla. E por falar em borlas, ouvi por lá umas censuras, injustificadas, de ausência de águas durante o percurso. Apetece dizer como o diácono Remédios: "oh meus amigos, tenham tento na moleirinha". É-lhes proporcionado um evento desta dimensão, que movimenta uma estrutura considerável, a disponibilidade de dezenas de voluntários, a distribuição de camisolas e de elementos decorativos, musica para animar a malta a meio, tudo "À BORLIU" e ainda querem água. Olhem façam como eu, levem água de casa. E já agora não se esqueçam, estes eventos são nocturnos, é preciso levar LUZ, raios. 
E por aqui me fico. O Rui Costa e o Luís Santos, as almas mater da coisa, dirão de sua justiça muito melhor do que eu.
Ora vejam as fotos AQUI e AQUI.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 06-07-2017

Mais uma noite Bolis, esta nas vésperas das Festas Populares de Boliqueime. São festas que duram 3 dias, iniciando-se a 7 e terminando a 9. Uma visita nestes dias a Boliqueime, é uma alternativa para quem gosta das comidas tradicionais da região, desde os "milhos" ao xerem, dos licores ao medronho. 
Hoje, e já é recorrente dizê-lo, foi mais um percurso marca Bolis, com pedigree e pureza bem cimentada ao longo dos séculos. 
No final festejou-se mais um aniversário, desta vez da Egéria, simpatia transbordante, alegria contagiante e uma alma enorme. Um corpo pequeno e delicado, uma força interior invejável, esta sim uma mulher com classe. Uma lição para todos esta nossa querida companheira de marchas. E a noite gélida ficou mais quente. Parabéns Egéria.
Fotos AQUI.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 05-07-2017

A imaginação delirante do António Santos sai, por vezes, dos domínios do razoável e atinge os limites do concebível. E isso é muito bom, para satisfação de quem vive e é atingido por essa superior imaginação. Hoje foi uma dessas ocasiões. O homem pensou, pensou e realizou aquilo que constituiu uma surpresa para todos. Ora vejamos: comprou 21 (vinte e uma) garrafas de vinho branco, inúmeros sacos de amendoins e milho torrado e montou uma bancada a meio do percurso (a que denominou de "Planalto do Diabo", talvez inspirado no vinho Planalto que nos serviu) e estabeleceu, logo à partida, a obrigatoriedade de uma paragem naquele local. Além de um percurso estimulante, como são todos os que se realizam na Mata do Ludo, este homem, líder do Pegadas à 4ª Feira, ainda consegue surpreender-nos acrescentando pequenos pormenores que nos fazem sorrir de prazer pelo inesperado. É que não lembraria ao diabo (que por ali vegeta, mas que ninguém ainda viu) brindar com vinho, bem geladinho, naquele local. E aquela mata que já assistiu a cenas indecorosas ou não, atléticas ou turísticas, certamente nunca assistiu a tantos de copo na mão, brindando, não ao omnipresente diabo do planalto, mas com Planalto, à sua ou à nossa saúde. Assim não há diabo que se atreva a incomodar-nos. 
E no final? No final esgotou-se o stock do branquinho e os restos dos salgadinhos, já sem receio da concorrência do mafarrico, ou porque a sede já era muita. E todos, ou quase, irão esparramar-se no vale de lençóis sem necessidade de qualquer soporífero que os ajude a cair nos braços de Morfeu.
Ora vejam as fotos AQUI.

domingo, 2 de julho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA/LET´S GO RUN - CORRIDA BRILHANTE - 07-07-2017

Evento: 205º
Data: 07.07.2017
Local: Vilamoura, Falésia
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: Junto à discoteca AQUA MOMENTS (no extremo Poente da marina de Vilamoura). Ver mapa
Latitude: 37° 4'28.06"N
Longitude: 8° 7'24.94"W
Luz: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é DISPENSÁVEL
Piso: O percurso tem cerca de 50% areia e 50% terra batida
Vai haver 2 percursos, de 12km e 8km, com grau de dificuldade FÁCIL.
Os percursos vão estar sinalizados com sticks reflectores ou placas. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto. Mas é FUNDAMENTAL levar luz, já que esta sinalização só é visível de noite se tiver uma luz a incidir para poder ser reflectida.
Os percursos seguem ao longo da Falésia, em piso de terra batida, e regressam pela praia, em piso de areia.
Aquilo que se solicita é que se formem vários grupos, em função dos andamentos, mas que TODOS corram ou caminhem sempre acompanhados. ISTO É FUNDAMENTAL!
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em zonas sem carros, pelo que o uso do colete refletor é dispensável;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

sábado, 1 de julho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - SANTA CATARINA DA FONTE DO BISPO - 30-06-2017

Já está. Mais uma aventura no carrossel de Santa Catarina. Subidas "ai mãezinha", "ai paisinho", "ai não caias", "ai não escorregues", "ai de gatas". Tudo em doses equilibradas, bem delineadas, bem imaginadas e planeadas. Muito fácil, subida, descida, subida, descida. Coerência quanto baste. Foram dez e dezassete quilómetros desafiantes, excitantes. Quem completou e foram todos os que partiram (211) pode hoje afirmar: "se consegui terminar, consigo tudo".
O Paulo César imaginou, o Osvaldo Serro, o Luís Lourenço, o Carlos Pereira, o Edgar, o Jose Mendonça marcaram com fitas, setas e aquele pó branco já famoso. Os "duros e as duras" do Bolis Walk & Run e do Pegadas à 4ª feira, ofereceram-se como voluntárias/os na ajuda da distribuição de águas, nas indicações em cruzamentos problemáticos, na recolha do material. Fica bem indicar os nomes destes valentes: Sónia Filipe e Philippe Pachoud na recolha do material (fabuloso e difícil trabalho pela morosidade e por terem aceite ir na cauda do pelotão). Célia Gonçalves, Célia M. Gonçalves (sempre prontas e de cara alegre e folgazã), Tiago (o puto mais geniquento do grupo), Carolina (a miúda mais querida do Algarve e arredores) Egéria Pires (a alegria personificada), Rosa Serro (sempre ao lado do marido), o Nelson (na protecção do sexo fraco, hum... ou forte), a Alcina Nunes (o joelho não deixa, arranja-se outra forma de participar), a Paula Nascimento (sempre alegre, sempre disponível, no controlo de um cruzamento difícil) e o Nuno Borges (na indicação do percurso e na contagem dos passantes). 
Temos por hábito deixar os agradecimentos ao Luís Santos, mas hoje não resistimos (desculpa Luís), dada a complexidade do percurso e porque acompanhámos a preparação e a solicitação de ajuda por parte dos organizadores. Não nos compete agradecer, talvez nos compita mencionar e é isso que fazemos.
E, no final, os voluntários, já depois da retirada de todos os participantes e só quando a nossa querida Sónia e o suíço mais português de Portugal, o Philippe Pachoud, chegaram, reuniram-se e, tal como Cristo, não ao sétimo dia, mas já noite avançada, descansaram e perante uma mesa bem recheada, aliviaram os depauperados estômagos e os maltratados "presuntos". 
Uma palavra especial ao Carlos Sousa, o presidente local da Junta, sempre pronto a patrocinar estes eventos. Os licores, o medronho, a aguardente de alfarroba e os bolos estavam divinais. Obrigado grande Carlos.
Fotos AQUI.

sexta-feira, 30 de junho de 2017

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 29-06-2017

Foi "mega, hiper, super", não só no nome dado ao evento, mas também nos ínvios e excitantes caminhos escolhidos. Esta gente não conhece meios termos. Há os mentirosos e os verdadeiros, os honestos e os vigaristas, os médicos e os moribundos, os guarda fiscais e os contrabandistas, os vaidosos e os modestos e no Bolis há os simples e os exagerados. Como dos simples será o reino de Deus, dos exagerados resta o reino do mafarrico, muito melhor que o outro, sem rezas, sem meditações, com calor, festas profanas e copofonia a esmo. E vós, Bolis, seus exagerados tendes garantida a eternidade acalorada da fornalha infernal. Nem mais! Este mega, hiper ou super revela um ego enorme e exacerbado, mas bem merecido. Vós sois isso tudo, não só pelo grupo, hoje mais pequeno (estão a poupar-se para Sta Catarina, amanhã?), como pelo que vos rodeia e que tão bem sabem imaginar, descobrir e realizar. A esta gente super e hiper deve ser dada a possibilidade de escolha, o local abençoado, ou os domínios do mafarrico. O MEGA fica para o megafone, oferta não do dito cujo, que não oferece nada a ninguém, mas do arcanjo Rui Costa, este sim uma alma benfazeja que resolveu distribuir amplificadores de som pelos grupos mais representativos do Algarve. Este Rui não vai para o calor dos infernos, certamente. Irá curtir os tempos em rezas e ladainhas. Aguenta Rui, imaculado, sem uma "bejeca", mas com água benta para lavar a aureola.
Esqueçam as parvoíces e vejam as fotos AQUI.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 28-06-2017

E a saga continua e nem a dose que foi servida, a alguns, no passadiço do Alamal, bem durinho, bem complementado por uma invasão ao recinto dos festejos de S. João, em Torres Novas, à noite, em que 90 algarvios deixaram uma cantora, pimba q.b., extasiada pela devoção à dança, que nunca antes tinha visto, impediu que hoje, num percurso mais fácil sem Tejo, nem danças, mas com pernilongos e Malvadas, fosse feito com alegria e enorme enlevo.
No início foram distribuidas camisolas, oferta da Câmara Municipal, com a presença do vice Paulo Santos e do dedicado Jorge Candeias. Foram duzentas, agora com logotipo da Câmara. É, finalmente, o reconhecimento da importância deste grupo na promoção do exercício físico no nosso concelho. 
E o Rui Costa, da Let´s Go Run e dos grandes eventos,  também se juntou ao Natal antecipado e trouxe, como oferta, um megafone. Talvez agora seja mais fácil juntar o pessoal para a foto de grupo, poupando mais a delicada faringe deste vosso imitador de fotógrafo.
Vejam as fotos AQUI.

terça-feira, 27 de junho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - STA CATARINA DA FONTE DO BISPO - 30-06-2017, ÀS 20H30

Evento: 204º
Data: 30.06.2017 ÀS 20H30
Local: Sta Catarina Fonte do Bispo
Grau dificuldade: (ai mãezinha) DIFÍCIL
Ponto de encontro: No largo da Igreja
Estacionamento: O mais próximo possível da Casa do Povo (a 150m do Largo da Igreja)
Latitude: 37° 9'12.66"N
Longitude: 7°47'27.31"W
Luz: é FUNDAMENTAL!!!!!!! (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL
- A título excepcional, iremos ter viatura pickup que poderá ser chamada em caso de necessidade. Para isso deverão contactar o presidente da Junta de Freguesia de Sta Catarina da Fonte do Bispo, Sr. Carlos Sousa, através do seguinte número: 964875309
Façam o favor de apontar para o caso de ser necessário. Obrigado.
- A título excepcional, iremos ter abastecimento a meio do percurso grande (mais informações em breve)
- Vão haver 2 percursos (de 10 e 17 KM) com grau de dificuldade (ai mãezinha) DIFÍCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com fitas, placas, marcações no chão e coisas a brilhar. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Ambos os percursos passam ao longo de uma estrada que se prevê que tenha pouco ou nenhum trânsito. De qualquer forma, garantir a segurança nunca é demais. GARANTAM QUE SÃO VISTOS!
Ninguém irá caminhar ou correr sozinho. É garantia que ficará sempre alguém a acompanhar aquele(s) que forem mais lento(s). Repetimos, ninguém irá correr sozinho;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância. Repito, ninguém irá correr sozinho;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

sexta-feira, 23 de junho de 2017

BOLIS WALK & RUN - BOLIQUEIME - 22-06-2017

Foi a marcha/corrida denominada "Núcleo Duro". Uma homenagem singela do Bolis a todos os que constituem a massa aglutinadora dos grupos informais.
Núcleo duro são os vão sempre, ou quase. Núcleo duro são os que ficam para o fim, curtindo as palavras, rememorando os acontecimentos da noite, deleitando-se com a companhia "dura" como eles, sentindo a amizade latente, solidificada por noites de calcorreio, de sã e agradabilíssima convivência. 
Abençoados os núcleos duros de todos os grupos informais. São eles que transportam, bem acesa, a chama viva do exercício físico. 
Hoje o núcleo duro do Bolis ficou, como sempre, para o fim, mas desta vez debaixo do cheiro da chouriça assada. E era vê-los, os duros, moles de corpo depois da caminhada, duros de maxilares, mastigando, deglutindo a deliciosa chouriça (ui! aquela picante, marca AC, excitante q.b., tornando menos moles os moles corpos).
E o percurso de hoje? Sei lá!. A chouriça apagou qualquer recordação.
Ficam as fotos AQUI.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA/MEXE-TE MÓ - OLHÃO - 21-06-2017

Os dois maiores grupos citadinos e informais de marcha/corrida do Algarve, deram continuidade, mais uma vez, ao que foi o primeiro encontro inter grupos no Algarve, em sã e agradável convivência, antecipando o que será, no próximo fim de semana, a excursão de ambos num passeio ao passadiço do Alamal, a Torres Novas e a Tomar.
Mas hoje foi um dia muito especial. Foi o dia em que os "Mózinhos" e os "Pegadas" correspondendo ao apelo dos seus lideres, com pré-aviso de 24 horas, recolheram de suas casas, quantidades enormes de roupa que se destina às vítimas dos incêndios na região centro do país e que foram recolhidas por um natural de Figueiró dos Vinhos, com apoio do Núcleo do Sporting de Faro e supervisão da Associação de Estudantes da Universidade do Algarve. A carrinha depressa esgotou a sua capacidade, sendo necessário o socorro de outro carro para transportar o excedente. E nós no final da caminhada ainda recebemos de uma habitante de Olhão, uma quantidade enorme de sacos que nos apressámos a entregar, quando do nosso regresso a Faro. Há alturas das nossas vidas em que chegamos à conclusão que vale a pena viver e hoje foi um momento em que isso aconteceu. Foi lindo, comovente, arrasador. Desculpem a lamechice, mas uma lágrima furtiva teimava despenhar-se sempre que alguém entregava a sua dádiva. Hoje foi o dia em que sentimos orgulho em pertencermos às Pegadas como grupo da terra onde nascemos e aos Mexe-te Mó por adopção dos seus elementos. A solidariedade evidenciada por quem vive momentos pavorosos de tristeza, desolação e miséria, é digna dos maiores elogios. Bem hajam queridos amigos e amigas. Cada vez gostamos mais de vós.
O percurso, essencialmente citadino, passou por zonas emblemáticas da cidade de Olhão da Restauração. 
E no final, ah! no final, a Pastelaria Arte d´Avô tinha à nossa espera um opíparo lanche. Melhor era impossível. Um agradecimento muito especial ao Luís Pires, esposa e filha pela forma fabulosa como sabem receber, pela simpatia, carinho e amizade pelos marchantes.
Fotos AQUI.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - PRAIA DOS SALGADOS - 23-06-2017

Evento: 202º

Data: 23.06.2017
Local: Praia dos Salgados (Galé)
Grau dificuldade: FÁCIL
Ponto de encontro: Parque de estacionamento a Norte da praia dos Salgados.
Latitude: 37° 5'6.12"N
Longitude: 8°19'2.54"W
Luz: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Colete refletor: é FUNDAMENTAL (leia-se: obrigatório)
Vai haver 3 percursos, de 5km, 8km e 12km, com grau de dificuldade FÁCIL em termos de acumulado de subida.
Os percursos vão estar sinalizados nos cruzamentos com sticks reflectores ou placas. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
Aquilo que se solicita é que se formem vários grupos, em função dos andamentos, mas que TODOS corram (ou andem onde o declive o exija) sempre acompanhados. ISTO É FUNDAMENTAL!
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em algumas zonas de estrada sem berma, onde pode haver trânsito. É FUNDAMENTAL seguir no sentido contrário do trânsito e levar um colete reflector. Pensem na vossa segurança;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(Luís Santos)

domingo, 18 de junho de 2017

MARCHA DE QUELFES - 18-06-2017

E ... acabou. O Calendário Regional do Programa Nacional de Marcha/Corrida, para a época 2016/17 terminou. E terminou de forma monumental. Uma organização excelente da Junta de Freguesia de Quelfes, com a colaboração do mestre organizador de marchas o inefável Helder Oliveira e a ajuda de cerca de 50 voluntários, entre escuteiros, bombeiros, GNR, elementos da CM de Olhão e Junta de Quelfes. A presença de cerca de 800 marchantes, foi uma moldura humana bem recheada que veio abrilhantar e justificar o que a organização tinha preparado. Além dos percursos de 4 e 9 km, excelentemente marcados, debaixo de um calor tórrido (única premissa fora do controlo da organização) tínhamos à nossa espera, no final, distribuição de um lanche, constituído por sandes de carne assada (atenção a futuras organizações - não comprem nunca a bola de mistura "Pangudi" fornecida pela Alcione-comércio alimentar, Lda, empresa sediada no Parchal. Simplesmente intragável e a 2 dias do final de prazo de validade), sumo e fruta. Também nos foi proporcionado um espectáculo variado de patinadores, música ao vivo e danças de salão que mantiveram os marchantes entretidos e esquecidos da massa por cozer da famigerada sandes, até à retirada para os seus lares.
Presentes autocarros de Albufeira, Alcoutim, Aljezur, Faro, Tavira, Monchique, Vila do Bispo, Lagoa, S. Brás de Alportel, Lagos, Loulé (2) e Vila Real de Sto António.
Fotos AQUI.

sábado, 17 de junho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - PECHÃO - 16-06-2017

O grupo Corridas à 6ª feira, foi convidado e aceitou estar presente no aniversário do Clube Oriental de Pechão que se comemora este mês no dia 24, esse baluarte do atletismo algarvio, com perto de 150 atletas federados e com resultados sensacionais para um clube de província numa aldeia pequena do interior algarvio. 
E, este ano, o Clube resolveu organizar somente uma marcha a que o grupo Corridas à 6ª feira se aliou de corpo inteiro. Foi uma marcha/corrida com grau de dificuldade médio/alto, cujo ponto principal foi a passagem pelo moinho o ponto mais alto da região. No final convívio, bebidas e bifanas. Noite muito agradável.
Vejam as fotos AQUI.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - CAMINHO ÁRABE - 14.06-2017

O "ISIS" (Indivíduos Sem Intenções Sacanas) ocuparam, momentaneamente, uma nesga de território a oeste da Universidade das Gambelas, sem armas, sem bombas, sem terror, com tshirts, calções e sapatilhas. Um caminho pejado de verde, repleto de arvoredo (até um enorme canavial se debruçava, reverente, à passagem dos invasores), o oposto ao que se encontraria nos domínios do outro ISIS, incutindo nas mentes, a paz, a concórdia e a alegria de viver neste nosso Algarve, pacífico, cada vez mais na moda, cada vez mais um recanto onde tudo é belo, onde todos se sentem seguros e livres.
Este grupo "Pegadas" está a tornar-se um caso sério de popularidade. A imaginação do seu "Comité Central" não tem limites. Em Faro, a maior cidade do Algarve, indiciava a monotonia repetitiva de percursos sempre urbanos, mas das mentes do CC têm surgido alternativas que, agradavelmente, nos surpreendem. Desde a estrada da Malvada, da estação da CP de Almancil, do trilho do diabo, do desfiladeiro do dito cujo, agora este caminho árabe, são lufadas de ar fresco que nos fazem desejar as 4ªs feiras como panaceia das agruras do dia a dia. E, hoje, duas saborosas odaliscas (ou odalascas, ihihih) surgiam do meio do mato, tentando converter os infiéis à sua crença e se não o conseguiram hoje, certamente conseguirão mais tarde, tal o encantamento exercido sobre os passantes. 
Cícero, esse filósofo da antiga Roma, num seu discurso e atacando o revoltoso Catalina, vociferava: "Quosque tandem abutere Catilina patientia nostra" (até quando Catilina abusarás da nossa paciência). Quase apetece violar o sentido da frase de Cícero e transformá-la na seguinte: "até quando António conseguirás surpreender a nossa paciência".
No final as opiniões eram unânimes, o percurso era belíssimo, até aquele alcatrão, emoldurado pelo extenso canavial, merecia elogios.
Ora vejam as fotos AQUI.

MARCHA FINAL - QUELFES - 18-06-2017


É a marcha final do calendário regional para a época 2016/2017.
Informação do IPDJ:
A 41.ª E ÚLTIMA JORNADA (MARCHA FINAL) REALIZA-SE NO PRÓXIMO DIA 18 DE JUNHO EM QUELFES (OLHÃO)
- 08h45 - Concentração e receção dos participantes no Polidesportivo - Mercado de Quelfes
- 09h15 - Aquecimento
- 09h30 - Marcha Corrida
- Tipo do Percurso - campo
- PERCURSO GRANDE - 9 Km
- PERCURSO PEQUENO- 5 Km
- Abastecimento sólidos e líquidos
- Contactos e inscrições:
FREGUESIA DE QUELFES / CÂMARA MUNICIPAL DE OLHÃO (desporto@cm-olhao.pt) 289 700 100
Transcreve-se informação da Junta de Freguesia de Quelfes:
“Alinhamento das atividades de animação para a Marcha Corrida Final Quelfes 2017: das 11h00 às 12h00: Escola de Patinagem artística do Clube Desportivo Os Olhanenses, das 12hh00 às 13h00: Associação Bodydance, DancePoint (danças de salão), das 13h00 às 14h30: encerrando com o cantor Luís Correia a animação continua garantida.
Como já têm sido hábito serão servidas cerca de 1400 refeições para os primeiros inscritos.”
Relembramos a importância da inscrição prévia na atividade a fim de colaborar com as organizações locais no que concerne ao seguro, planeamento das marchas e diminuição do fluxo de inscrições no próprio dia dos eventos.
Percursos:

segunda-feira, 12 de junho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - PECHÃO - 16-06-2017

Evento: 202º
Data: 16.06.2017
Local: Pechão
Grau dificuldade: MÉDIO
Ponto de encontro: No campo de futebol do C.O. Pechão
Latitude: 37° 3'38.23"N
Longitude: 7°52'16.72"W
Luz: é FUNDAMENTAL
Vai haver 1 percurso, de 10km, com grau de dificuldade MÉDIO em termos de acumulado de subida.
O percurso vai estar sinalizado nos cruzamentos com sticks reflectores ou placas. Desde que se preste atenção nesses locais, será fácil seguir o percurso correcto.
Aquilo que se solicita é que se formem vários grupos, em função dos andamentos, mas que TODOS corram (ou andem onde o declive o exija) sempre acompanhados. ISTO É FUNDAMENTAL!
TODOS DEVEM LEVAR UM MEIO DE ILUMINAÇÃO (leia-se "obrigatório")
Praticamente todo o percurso se desenrola em zona não iluminada, por isso é FUNDAMENTAL que cada participante leve lanterna ou foco na cabeça.
CARROS E COLETES REFLECTORES:
Os percursos passam em algumas zonas rurais sem qualque trânsito, pelo que o uso de colete refletor será dispensável;
Este é um evento aberto a todos os que queiram fazer exercício físico num local e hora onde normalmente não se atreveriam a ir sozinhos. Por isso, nada de receios em enfrentar esta distância;
Quem quiser é livre de trazer algo comestível ou bebível para partilhar e encerrar o evento em grande convívio;
Todas as sugestões são bem-vindas. Participem, divulguem e desfrutem destes eventos.
(LUÍS SANTOS)

domingo, 11 de junho de 2017

MARCHA DE BENSAFRIM - 11-06-2017

O calendário regional do Programa Nacional de Marcha/Corrida, da época 2016/2017, está a dar as últimas. Falta a marcha final, em Quelfes, no próximo domingo, para as despedidas.  
Em Bensafrim, e debaixo de um calor tórrido mais próprio do mês de Agosto, percorremos os arredores da vila de Bensafrim e antecipámos os festejos do VIII ano da sua elevação a vila, que se comemora no dia 12. 
As dificuldades da marcha foram um pouco exacerbadas pelos marchantes. As distâncias, quer da marcha maior quer na pequena, estavam dentro dos parâmetros definidos pelo IPDJ. O calor que se fez sentir é que não estava dentro das previsões e a organização ainda não tem o poder de interferir nas condições meteorológicas. No final tudo correu sem problemas e todos voltaram para suas casas satisfeitos pelo vencimento da dificuldade que lhes foi apresentado.
Autocarros de Albufeira, Faro, Loulé, Lagos.
Fotos AQUI.

sábado, 10 de junho de 2017

CORRIDAS À 6ª FEIRA - LUDO/PRAIA DE FARO - 09-06-2017

Com futebol à mesma hora, estiveram no parque de estacionamento exterior da praia de Faro, 522 corredores/marchantes. Excelente. 
Foi um percurso sempre do agrado de todos, ou não fosse aquela zona do Ludo e a praia de Faro uma das mais belas do Algarve. O pôr do sol, colocando um vermelhão intenso no céu, o mar calmo, a ausência de vento, foram ingredientes que tornaram esta corrida ainda mais espectacular.
Vejam as fotos AQUI.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

PRÓXIMAS MARCHAS DO CALENDÁRIO REGIONAL - TAVIRA E BENSAFRIM - 09 E 11-06-2017

Sexta-feira:
Marcha nocturna de Tavira:
Concentração - Praça da Republica
Partida-21H30
Organização - Câmara Municipal de Tavira

Domingo:
Bensafrim
Concentração - Parque Urbano de Bensafrim
Partida: 09H30
Organização - Junta de Freguesia de Bensafrim e Barão de S. João


FARO, PEGADAS À 4ª FEIRA - 07-06-2017

Mais uma incursão pela mata das Gambelas, esta adiada em tempos, por razões justificadas, e hoje finalmente concretizada. O Desfiladeiro do Diabo, designação feliz, produto da imaginação fértil do António Santos, foi o ponto alto de um percurso belíssimo, feito ainda à luz do dia, o que permitiu apreciar devidamente a envolvente verde, mesclada do amarelo da areia e do vermelhão das arribas, numa miscelânea feérica de luz e cor. Apesar de termos feito parte do caminho de automóvel, tivemos oportunidade de verificar o gigantesco trabalho nas marcações que foi preciso realizar para que todos não tivessem duvidas sobre o itinerário a seguir. Por vezes não nos apercebemos do que está por detrás da realização de um evento desta natureza, das horas perdidas (ou ganhas) na pesquisa, na escolha do percurso, no cálculo dos quilómetros, na marcação, no levantamento da sinalização. Há percursos fáceis de marcar mas há alguns, e hoje foi um deles, que exigem dias de trabalho gratuito em prol de muitos. A dedicação do António e do Carlos na manutenção deste grupo, no seu crescimento, na sua unidade, é de enaltecer. Estamos agradecidos pelo serviço publico que está a ser feito por esta liderança e fazemos votos que ela se mantenha por muitos anos. Obrigado.
Vejam as fotos AQUI.